Água Doce (Santa Catarina)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Água Doce)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a designação para a água dos rios e lagos, veja Água doce.
Água Doce
  Município do Brasil  
Igreja de Água Doce.jpg
Símbolos
Bandeira de Água Doce
Bandeira
Brasão de armas de Água Doce
Brasão de armas
Hino
Gentílico água-docense
Localização
Localização de Água Doce em Santa Catarina
Localização de Água Doce em Santa Catarina
Água Doce está localizado em: Brasil
Água Doce
Localização de Água Doce no Brasil
Mapa de Água Doce
Coordenadas 26° 59' 52" S 51° 33' 21" O
País Brasil
Unidade federativa Santa Catarina
Municípios limítrofes Palmas, General Carneiro, Ibicaré, Luzerna, Joaçaba, Caçador, Salto Veloso, Treze Tílias, Macieira, Catanduvas, Ponte Serrada, Passos Maia e Vargem Bonita
Distância até a capital 400 km
História
Fundação 21 de junho de 1958 (61 anos)
Aniversário 25 de julho
Administração
Prefeito(a) Bissani (PP, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 1 313,014 km²
População total (estimativa IBGE/2018[2]) 7 138 hab.
Densidade 5,44 hab./km²
Clima Mesotérmico, com temperatura média de 16,6°C.
Altitude 847 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,809 muito alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 196 109,472 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 28 200,96
www.aguadoce.sc.gov.br (Prefeitura)
www.camaraaguadoce.sc.gov.br (Câmara)

Água Doce é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 26°59'52" sul e a uma longitude 51°33'22" oeste, estando a uma altitude de 969 metros. Sua população em 2018 foi estimada em 7.138 habitantes.

Possui uma área de 1311 km² e é o quinto município em extensão territorial do estado de Santa Catarina.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Tem este nome por causa de um pequeno incidente com um tropeiro chamado João Líbia, que viajava até Marcelino Ramos para buscar mantimentos. Em meio a essas viagens, um rio tinha que ser atravessado, e uma mula que estava transportando açúcar desequilibrou-se e caiu no rio, perdendo toda a carga. A partir disso foi nomeado o rio e a cidade.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: História de Água Doce

Origens e povoamento[editar | editar código-fonte]

Água Doce é um município caracterizado por sua vastidão e beleza. Suas terras pertencem à região que chama-se "Campos de Palmas" (porção catarinense), os quais os sertanistas descobriram e colonizaram desde 1839. Com o Acordo de Limites entre o Paraná e Santa Catarina, começaram a pertencer ao estado catarinense. Os Campos de Palmas propriamente ditos integraram-se no então município de Cruzeiro, atual Joaçaba.[6]

Inicialmente, o povoamento foi processado com lentidão, quase sendo absolutamente predominante o tipo humano que ocupava a região de Palmas (Paraná). Foi intensificada desde 1919 a existência atual de migrantes gaúchos descendentes de imigrantes que vieram da Itália.[6]

Formação administrativa[editar | editar código-fonte]

Distrito em 1943, Água Doce elevou-se à categoria de município em 21 de junho de 1958, por meio da Lei nº 348. Foi instalado em 25 de julho de 1958. É importante lembrar de Jesuíno Mendes que, com os demais idealistas, foi símbolo da intensa luta pela emancipação municipal.[6]

O primeiro prefeito escolhido por nomeação do governo estadual foi Ângelo José Bruno. Vitório Amadio Macagnann foi o primeiro prefeito que o povo de Água Doce elegeu. Água Doce é o município de maior área territorial do Meio-Oeste de Santa Catarina. Sua economia se baseia na pecuária, no extrativismo vegetal e na agricultura.[6]

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Água Doce ocupa o quinto lugar em extensão territorial no estado de Santa Catarina. Compreende uma área de 1.311 km² e está situado no meio oeste catarinense. Apresenta um relevo muito acidentado com montanhas, vales e planícies.

O clima é classificado como mesotérmico úmido, sem estação seca, com verões frescos e invernos rigorosos com ocorrência de geadas e neve, principalmente na região dos campos. A temperatura média é de 16,6 °C e a precipitação pluviométrica anual gira em torno de 1.000 a 1.900 mm.

A vegetação é uma mata densa na zona colonial, formada por árvores de grande porte como: pinheiro, imbuia, cedro, angico, louro, canela, branquilho, bracatinga e outras plantas menores como: guamirim, erveira, guabirobeira, pitangueira, etc. A região é apropriada para o cultivo de árvores frutíferas.

Na região dos campos a mata é menos densa e as árvores são mais baixas ou inexistentes. Os campos são cobertos pelo capim-mimoso e geralmente aproveitados para a criação de gado.

Fauna e flora[editar | editar código-fonte]

No município de Água Doce há o registro de mais de 85 espécies de aves[7][8][9]. Há também o registro de 15 espécies de mamíferos[10]. Em relação a espécies da flora, há no município o registro de 55 espécies de orquídeas e bromélias[11][12]. A flora nativa do município passa de 400 espécies vasculares, a maioria campestres.

Referências

  1. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. 4200408 «Estimativa populacional 2018 IBGE» Verifique valor |url= (ajuda). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 31 de dezembro de 2018. Consultado em 27 de abril de 2019 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de outubro de 2012. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2013 
  6. a b c d El-Khatib, Faissal (1970). História de Santa Catarina. 4. Curitiba: Grafipar. p. 10-11 
  7. Favretto, Mario Arthur; Geuster, Cleiton José (2008). «Observações ornitológicas no oeste de Santa Catarina - parte I». Atualidades Ornitológicas (143): 49-54 
  8. Favretto, Mario Arthur; Geuster, Cleiton José (2008). «Observações ornitológicas no oeste de Santa Catarina - parte II». Atualidades Ornitológicas (144) 
  9. Favretto, Mario Arthur; Geuster, Cleiton José; Spier, Edson Fernando; Lingnau, Rodrigo (2009). «Observações ornitológicas no oeste de Santa Catarina - parte III». Atualidades Ornitológicas (148): 50-51 
  10. Onghero Junior, Osvaldo; Favretto, Mario Arthur; Piovezan, Jean Carlos; Spier, Edson Fernando; Guzzi, Anderson; Dalavéquia, Máira Aparecida (2012). «Mamíferos em remanescentes florestais de uma fazenda de plantação de Pinus sp., Água Doce, Santa Catarina, Brasil». Unoesc & Ciência - ACBS. 3 (1): 57-64 
  11. Geuster, Cleiton José; Favretto, Mario Arthur (2014). «Distribuição de orquídeas e bromélias no oeste de Santa Catarina, sul do Brasil». Biota Amazônia. 4 (4): 52-59 
  12. Favretto, Mario Arthur; Geuster, Cleiton José (2011). Orquídeas e bromélias do Vale do Rio do Peixe, Santa Catarina, Brasil. [S.l.: s.n.] p. 146. ISBN 978-85-915509-2-0 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Água Doce (Santa Catarina)
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.