Videira (Santa Catarina)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Aeroporto Municipal, Angelo Ponsoni a 840 metros ou 2756 pes do nível do mar com pista 10 e 28 sendo sua largura de 23 metros e comprimento de 1400m, fones 49 3566 0670 ou 49 3566 5335, seno um dos mais movimentados do meio Oeste. Indicativo Icao SSVI.

Município de Videira
Bandeira de Videira
Brasão de Videira
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 1 de março de 1944 (71 anos)
Gentílico videirense
Prefeito(a) Wilmar Carelli (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Videira
Localização de Videira em Santa Catarina
Videira está localizado em: Brasil
Videira
Localização de Videira no Brasil
27° 00' 28" S 51° 09' 07" O27° 00' 28" S 51° 09' 07" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Oeste Catarinense IBGE/2008 [1]
Microrregião Joaçaba IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Caçador, Rio das Antas, Pinheiro Preto, Fraiburgo, Tangará, Arroio Trinta e Iomerê
Distância até a capital 453 km
Características geográficas
Área 377,852 km² [2]
População 50 349 hab. IBGE/2014[3]
Densidade 133,25 hab./km²
Altitude 750 m
Clima Temperado, com temperatura média entre 10 °C e 20 °C.
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,764 alto PNUD/2010[4]
PIB R$ 1 508 264,713 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 32 676,84 IBGE/2008[5]
Página oficial

Videira é um município brasileiro do estado de Santa Catarina, situado no Vale do Rio do Peixe. Localiza-se a uma latitude 27º00'30" sul e a uma longitude 51º09'06" oeste, estando a uma altitude de 750 metros. Sua população em 2014 era de 50 349 habitantes[6] . Possui uma área de 378,41 km².

História[editar | editar código-fonte]

Os trilhos e a estação ferroviária, onde iniciou-se a colonização de Videira.

A colonização de Videira iniciou-se em 1918, na então Vila do Rio das Pedras. Em 1921, os Italianos e Alemães dividiram Videira em Perdizes e Vitória. A instalação oficial do município aconteceu em 1944 e o nome Videira deve-se ao fato de a região ser um grande centro vitivinicultor do estado. Nessa época o município recebia diversos imigrantes de origem alemã e italiana vindos do Rio Grande do Sul.

Conta-se que já em 1913, antes mesmo da fixação dos primeiros colonizadores, foi colhido um cacho de uvas pesando 1,3 kg. O avanço dos parreirais deu origem à primeira Festa da Uva, em 1942.

Videira também é o berço da Perdigão, uma das principais empresas responsáveis pelo desenvolvimento da cidade e que formou na década de 80 e 90 grandes equipes no Salonismo Nacional. Com a conclusão do processo de fusão entre Perdigão e Sadia em dezembro de 2012, a BRF agora avança para ser reconhecida como marca líder de seu segmento internacionalmente.

No dia 11 de dezembro de 2002, a cidade recebeu oficialmente da Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina a denominação de “Capital Catarinense da Uva e Berço da Perdigão”. Na cidade e oferecido também um curso de pós graduação em Enologia.

Videira revelou ao Estado e ao Brasil grandes personalidades e Políticos. A Senadora da Republica, Vanessa Grazziotin nasceu no município em 1961 e hoje exerce suas funções no Senado Federal representando o Estado do Amazonas. Outro Politico que foi Senador e Governador do Estado foi Vilson Pedro Kleinübing o qual escolheu a cidade como sua morada e residencia sendo velado e sepultado em 1998 com a bandeira do município.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Gráfico climático para Videira
J F M A M J J A S O N D
 
 
163
 
28
17
 
 
148
 
27
17
 
 
147
 
27
16
 
 
140
 
24
13
 
 
123
 
21
11
 
 
153
 
19
9
 
 
123
 
19
9
 
 
131
 
20
10
 
 
166
 
22
11
 
 
172
 
24
13
 
 
126
 
26
15
 
 
134
 
27
17
Temperaturas em °CPrecipitações em mm
Fonte: Tempo Agora

O acesso terrestre pode ser feito pela SC-453 e SC-303. O aéreo, através do Aeroporto Municipal "Prefeito Ângelo Ponzoni".

Clima[editar | editar código-fonte]

Possui clima úmido do tipo temperado, com as estações bem definidas e temperaturas médias que variam de 35 °C no verão a 0 °C no inverno.

Fauna e Flora[editar | editar código-fonte]

Pela sua topografia acidentada, característica peculiar da região, Videira possui muitos atrativos naturais como rios, cascatas e áreas verdes.

Em 1965 foi criada, por Lei municipal, a reserva florestal denominada Parque da Uva, em uma área de 70.000 m² com bosques e áreas de lazer, constituído de rica reserva de plantas nativas. A Perdigão, também fundou uma reserva ecológica chamada "Reserva Ecológica da Perdigão".

Economia[editar | editar código-fonte]

A população atual tem nas atividades industriai, comerciais e agrícolas a base de sua economia. Cerca de 75% do movimento econômico do município decorrem da criação e abate de aves e de suínos. A fruticultura, o fumo e o gado leiteiro também são destaque, juntamente com os grãos.

No setor primário, o destaque é a fruticultura de pêssego, ameixa e uvas; na pecuária, destaca-se na criação de suínos, aves e bovinos de leite; e no comércio e indústria, o forte são as cantinas de vinho, indústrias de sucos e a empresa Perdigão(BRF), um dos maiores frigoríficos da América Latina, absorvendo a maior fatia da produção de aves e suínos do município e da região, gerando milhares de empregos.

Videira é 20ª economia do estado e 35ª em Índice de Desenvolvimento Humano.

Também é a 37ª cidade do Brasil no índice de disciplina fiscal dos municípios brasileiros, e o 5° município em Santa Catarina (IRFS/CNM-2005).

Educação[editar | editar código-fonte]

No município existe uma Universidade, a UNOESC, a terceira maior do estado de Santa Catarina em número de alunos e que oferece atualmente vários cursos de graduação - com destaque para Administração, Biotecnologia Industrial (o único do país), Ciências Contábeis, Direito, Engenharia de Alimentos, Engenharia Sanitária e Ambiental, Farmáciae Nutrição - e cursos de pós-graduação. A universidade tem um papel importante no contexto social, em especial na área de alimentos, pois a economia da região está fundamentada na agroindústria e a UNOESC oferece uma sólida formação nesta área, bem como nas áreas de humanas e exatas.

Desde 2010, o município de Videira conta o Instituto Federal Catarinense - Câmpus videira que oferta três cursos técnicos nas modalidades concomitante, integrado e subsequente, além de duas graduações e três pós-graduações. Além do IFC atuar no município oferecendo cursos básicos para a comunidade.

Esporte[editar | editar código-fonte]

A cidade de Videira fez historia no cenário esportivo Estadual sendo campeã Catarinense de Futebol e reconhecida mundialmente no futsal. Também muito difundido e respeitado em Videira, é o Judô, modalidade que a Perdigão S/A patrocinou em 1981, seu ano de glória onde a equipe videirense patrocinada pela empresa foi campeã brasileira Senior, tinha nomes como Walter Carmona, Luiz Shinohara, Luiz Onmura, Gerson Figueiredo(Filho), entre outros.

Judô:[editar | editar código-fonte]

Atualmente é praticado na Associação Videirense de Judô que tem participado dos mais diversos campeonatos de Santa Catarina e do Brasil. A equipe Videirense foi trouxe ao município títulos do JASC na modalidade, mesmo competindo com potencias da época como Florianópolis, Joinville e Itajaí. As aulas são ministradas pelo professor Moises G. Penso. Até o ano de 2003 funcionou a academia Meloto Judô Clube, seu professor Paulo meloto foi um dos maiores atletas de Videira juntamente com Moises G. Penso e mais recentemente o atleta Pedro Henrique Scariot Corrêa tem conseguido resultados expressivos até em nível brasileiro. Após algumas gestões que não priorizaram o referido esporte no município, vários atletas passaram a competir por outras cidades do estado bem como para outros Estados em campenatos estaduais e nacionais.

Futebol:[editar | editar código-fonte]

O time de futebol de campo oficial do município é o VEC - Videira Esporte Clube. A cidade foi campeã Catarinense em 1966 e disputou a divisão principal do Futebol Brasileiro com a equipe da Perdigão.


Futsal:[editar | editar código-fonte]

Videira foi uma das cidades mais importantes no cenário brasileiro e sul americano no final da década de 80 e inicio de 90 com titulos nacionais e internacionais. A equipe da Perdigão ficou com a hegemonia no futsal por diversos anos consecutivos também nos estaduais de SC, e revelando e projetando grandes jogadores na época como o jogador Jackson João Bosco Moreira dos Santos o Jackson, que posteriormente teve um "tenis de futsal da empresa Topper" com o seu nome.

"Durante pelo menos 12 anos, as cidades de Chapecó, Concórdia e Videira, no final da década de 1980 e durante a de 1990, por meio do Frigorífico Chapecó, da Sadia e da Perdigão, escreveram seu nome na rica biografia do esporte brasileiro atraindo para Santa Catarina invejável gama de talentos no futsal, handebol e voleibol. A concentração de tantos atletas das respectivas seleções brasileiras na região Oeste, impulsionada pelos grandes polos da agroindústria – acreditem – trazendo para Chapecó e Concórdia os dois maiores catedráticos do vôlei nacional, Célio Cordeiro e Bebeto de Freitas, e para Videira os maiores treinadores do salonismo nacional agregou muita visibilidade ao nosso esporte. Bebeto, inclusive, ao deixar Santa Catarina, assumiu o comando da seleção italiana e até abril trabalhava no voleibol da Turquia."

Principais títulos:[editar | editar código-fonte]

  • Campeonato Catarinense 1984/85/86/88/89
  • Taça Brasil 1987 e 1990
  • Sul-Americano: 1988 , 1989 e 1990
  • Campeonato Pan-Americano: 1987/88/89/90

Turismo[editar | editar código-fonte]

Videira conta hoje com diversas possibilidades de diversão e entretenimento.

Vista parcial do centro da cidade e entrada do Videira Shopping

Além de fazer parte da Rota da Amizade, Videira conta também com opções de diversão, dentre as quais, citam-se as seguintes:

  • Cinema Videira Shopping: 2 salas de cinema (ambas com tecnologia de projeção 3D) com acomodações para mais de 300 pessoas, afiliada à grande franquia de cinema Grupo Cine, com os últimos lançamentos do cinema mundial;
  • I Am Bier Club - Casa de Shows e entretenimento;
  • Observatório municipal Domingos Forlin - De reconhecimento mundial, já recebeu visitantes de mais de 30 países, seus programas tem ligações diretas com a NASA;
  • Igreja Matriz - Sendo que sua construção começou em 1940 e terminou em 1947, seu estilo barroco, e mármore importado da Itália formam uma das igrejas mais bonitas da região;
  • Museu do Vinho Mario Pellegrin - Um antigo alojamento para padres, contem vários instrumentos utilizados durante a colonização para produzir vinho e outros matérias com importante historia do nosso município.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Estimativa populacional 2014 IBGE Estimativa populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2014). Visitado em 29 de agosto de 2014.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 31 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas IBGE_Pop_2010

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.