AROS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O AROS (AROS Research Operating System) é uma implementação open source das APIs AmigaOS 3.1. Concebida para ser portável e flexível, estão atualmente disponíveis ports para PCs baseados no x86, em ambiente nativo ou emulado, e há outras arquiteturas em desenvolvimento.

Nome e Identificação[editar | editar código-fonte]

AROS Kitty

As siglas do AROS significavam "Amiga Research Operating System", mas para evitar problemas de direitos de propriedade com o nome Amiga,[1][2] foim alterado para acrónimo recursivo AROS Research Operating System.[3]

A mascote do AROS é a Kitty, criada pelo Eric Schwartz e oficialmente adoptada pela Equipa AROS a 2 de Dezembro de 2002.

A sua figura é utilizada nas ferramentas About e de instalação, e foi adoptada por diversos sites da comunidade AROS.

Outros símbolos e logotipos identificáveis como o AROS são baseados na forma felina, como o logotipo do IcAROS Desktop que é um olho de gato estilizado.


Situação atual[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento da "Família" Amiga

O projecto, iniciado em 1997, está "quase" concluído (cerca de 95%) depois de largos anos de trabalho levados a cabo por uma equipa relativamente pequena de programadores.

Pode ser instalado numa grande maioria de IBM PC & compativeis (Arquitectura X86 e X64), e possui drivers para placas gráficas como as GeForce feitas Nvidia, ATI e mais recentes [INTEL GMA]]. Possui suporte USB quase completo, graças ao suporte providenciado pelo Poseidon USB stack[4]. O AROS ainda foi portado para a arquitectura PowerPC suportando as placas Sam440ep e Efika.

Embora ainda falte ao Sistema Operativo algumas aplicações, bastantes tem sido portadas incluindo E-UAE, uma emulação que permite correr aplicações nativas AmigaOS 68k, inclusive num modo de integração JANUS E-UAE. Também foi foi portado para o AROS aplicações específicas para rede e internet, como O Orygin Web Browser (OWB), SimpleMail, Yam, AIRCos, Wookiechat, com o seu próprio Suporte de rede TCP/IP, chamado AROS-TCP (baseado em partes do AMI-TCP e NET-BSD.

O AROS foi projectado para ser compatível ao nível de codigo fonte com o AmigaOS. Enquanto ao nível do M86K ser compatível a nível binário.

O Objectivo do AROS é manter-se como um sistema opertativo alternativo, baseado/inspirado na arquitectura AmigaOS, sem estar debaixo de alguma de forma de controlo ou pressão comercial ou política. O lema do AROS é "No schedule and rocking", o que traduz que não existe nenhuma forma de planeamento cuidada e uma data anunciada para a versão 1.0, mas que os programadores vão fazendo o seu próprio planeamento.

Para obter o AROS[editar | editar código-fonte]

O AROS está disponível de várias formas, dependendo do que se quer fazer com ele.

Para a maior parte dos utilizadores, o método mais comum é a obtenção de uma distribuição para o sistema que se possui - basta ir à página de downloads do AROS

Os utilizadores que pretendem ajudar a testar/caçar bugs/desenvolver o AROS podem querer obter o código fonte. A forma mais simples de o fazer é descarregando-o da página mencionada acima - mas as últimas versões só estão disponíveis no CVS.

Quem quer contribuir para o AROS, terá necessidade de obter acesso ao CVS.

Referências

  1. Nicolas Mendoza (May 5, 2007). «AROS drops Amiga from its name!». AmigaNN. Consultado em September 7, 2010  Verifique data em: |access-date=, |date= (ajuda)
  2. «Evert Carton of Hyperion Entertainment claims AROS is "probably illegal"» (PDF). Consultado em September 7, 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  3. «AROS.org». AROS.org. Consultado em September 7, 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  4. «Poseidon USB Stack Bounty Reached: Open Source, AROS Port». Osnews.com. Consultado em September 7, 2010  Verifique data em: |access-date= (ajuda)

Ligações exteriores[editar | editar código-fonte]