Alcione Mazzeo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde janeiro de 2010). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Alcione Mazzeo
Nascimento 27 de maio de 1951 (67 anos)
Santos, SP
Nacionalidade brasileira
Ocupação atriz e modelo
Cônjuge Chico Anysio (1975-1979)
Página oficial
IMDb: (inglês)

Alcione Mazzeo (Santos, 27 de maio de 1951) é uma ex-modelo e atriz brasileira. Atuou principalmente nas décadas de 70 e 80.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida em Santos, mudou-se para a cidade do Rio de Janeiro com quinze anos. Após terminar seus estudos - enquanto trabalhava como secretária - fez curso de manequim-modelo e mais tarde de interpretação com os atores Jayme Barcellos, Rubens Correia e Cláudio Cavalcanti.

Em 1969 fez seu primeiro comercial e não parou mais: posou para editoriais de moda de revistas brasileiras como Desfile, Manchete, Pais e Filhos, inúmeros calendários, capas de disco, comerciais diversos, fotonovelas, além de desfilar nas passarelas não só do Brasil como também do México, Argentina e Canadá.

Em 1973, fez sua primeira aparição no cinema nacional em “Amante muito louca”, de Denoy de Oliveira. Depois dessa pequena participação vieram mais 12 filmes, alguns como protagonista.

Na TV, sua estreia foi no Fantástico, atuando em videoclipes. Nessa época, Alcione foi chamada às pressas para substituir uma atriz que faltou à gravação do programa Moacyr Franco Show, grande sucesso da Rede Globo nos anos 70. Essa participação fez com que o diretor Augusto César Vanucci a contratasse para atuar em Satiricom, humorístico estrelado por Jô Soares, Agildo Ribeiro e Berta Loran entre outros. Foi o início de seu contrato com a TV Globo, que durou 18 anos.

Em 1975, participou do especial “Azambuja & Cia”, quando conheceu Chico Anysio que, mais tarde criaria especialmente para ela a personagem “Maria Angélica”, namorada de Bozó, uma grande oportunidade para quebrar a imagem de “mulherão”. O personagem foi um grande sucesso, liderando as pesquisas do IBOPE de preferência do público. O personagem era uma febre, principalmente entre as crianças, que faziam “maria-chiquinha” no cabelo e se vestiam como ela, além de repetir o bordão “que nem eu”.

Em teatro, sua estreia foi em “Camas redondas para casais quadrados”, em 1977, onde atuava ao lado de grandes nomes como Vanda Lacerda, Felipe Carone, Anilza Leoni e Lúcio Mauro. Depois, vieram mais 12 espetáculos, dentre eles “Grande Motel”, ao lado de John Herbert, “Um caso de amor”, com Reginaldo Faria e “Alfredo virou a mão”, de João Bethencourt.

Posou nua para a revista Playboy, em janeiro de 1980, em fotos que quase foram proibidas por Chico Anysio. Já havia feito ensaios sensuais para a revista Ele Ela, sendo famosa a capa de novembro de 1975.

Paralelamente à carreira de atriz, Alcione estudou turismo, tendo se formado em 2000, pela UniverCidade. Ainda neste ramo, frequentou curso profissional de guia de turismo, obtendo registro da Embratur e chegando à trabalhar no receptivo do Rio de Janeiro.

Trabalha como voluntária na Audioteca Sal & Luz, gravando aulas para deficientes visuais.

Alcione é mãe do ator e humorista Bruno Mazzeo (fruto de sua união com Chico Anysio) e avó de João.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
2017 Ódio Esther[1]
2016 Walter do 402 Vera
2015 Linda de Morrer Marcela
2011 As Aventuras de Agamenon, o Repórter Sra. Melo Pinto
Surferssauros - Os Tubarões de Copacabana Zulma
2007 Um Encontro Inesquecível
2001 Suicídio, Nunca Vizinha
1987 Banana Split mãe de Jane
1982 Perdida em Sodoma Gisa
1981 A Mulher Sensual Berta
1980 O Incrível Monstro Trapalhão Ritinha
1976 Tangarela, a Tanga de Cristal Sandra
Já Não Se Faz Amor Como Antigamente Maria Tereza
Tem Folga na Direção Marina
1975 Cada um Dá o que Tem Yvonne (Episódio: "O Despejo")
O Estranho Vício do Dr. Cornélio Angélica
1974 O Exorcismo Negro Luciana
1973 O Descarte Garota legal
Amante Muito Louca Garota na lancha

Telenovelas[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2016 Rock Story Delfina
2010 Ti Ti Ti Madame Jezebel
1995 Tocaia Grande Irmã Auxiliadora
1991 O Portador Rosário
Salomé Sarita
1986 Cambalacho Mulher na platéia do tribunal
1983 Guerra dos Sexos Arlene
1982 Sol de Verão
1981 Baila Comigo Laura
1978 Pecado Rasgado Vera

Televisão - seriados[editar | editar código-fonte]

Televisão - humor[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 2001 - 2002 - Alfredo Virou a Mão
  • 2001 - O Cândido Chico Xavier
  • 1998 - Os Dálmatas ... Cruela Cruel
  • 1997 - Além da Vida
  • 1993 - Um Caso de Amor
  • 1991 - Uma Faca de Dois Legumes
  • 1991 - Piano Pianíssimo
  • 1990 - Uma Cama para Quatro
  • 1986 - Um Elefantinho Incomoda Muita Gente
  • 1984 - 1985 - Grande Motel
  • 1982 - Mame-o ou Deixe-o
  • 1978 - A Filha da...
  • 1977 - Camas Redondas e Casais Quadrados

Referências

  1. «Ódio». Interfilmes. Consultado em 24 de dezembro de 2017. 
  2. «T02.EP06 - Porchat e Tatá relembram a Escolinha do Professor Raimundo - Tudo Pela Audiência - Programas - MULTISHOW». MULTISHOW. Consultado em 8 de dezembro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.