Lúcio Mauro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lúcio Mauro
Nome completo Lúcio de Barros Barbalho
Nascimento 14 de março de 1927
Belém, PA
Nacionalidade brasileiro
Morte 11 de maio de 2019 (92 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação ator
humorista
Atividade 1950–2016
Parentesco Jader Barbalho (sobrinho)
Helder Barbalho (sobrinho neto)
Cônjuge Arlete Salles (c. 1958–70)
Filho(s) Lúcio Mauro Filho

Lúcio Mauro, nome artístico de Lúcio de Barros Barbalho (Belém, 14 de março de 1927Rio de Janeiro, 11 de maio de 2019), foi um ator e humorista brasileiro, um dos pioneiros na televisão no Brasil. Passou pela TV Rio, Tupi, pela Excelsior e TV Globo. Era conhecido pelos personagens humorísticos que interpretava.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Já atuava em teatro estudantil quando, com pouco mais de vinte anos, foi convidado para trabalhar na companhia teatral do ator Mário Salaberry, marido da atriz Zilka Sallaberry. Após o falecimento de Salaberry em acidente, Lúcio Mauro participou da companhia de teatro de Barreto Júnior. Nessa época, casou-se com Arlete Salles. Em 1960, com a inauguração da TV Rádio Clube de Pernambuco, ele fez seu primeiro programa de humor na televisão, Beco sem Saída, contracenando com José Santa Cruz no quadro Jojoca e Zé das Mulheres. Em 1963, Lúcio e Arlete se mudaram para o Rio de Janeiro, indo trabalhar na TV Rio. Depois, foi para a TV Tupi, período em que atuou em episódios do Grande Teatro Tupi. Em 1966, estreou na TV Globo, no humorístico TV0–TV1.[1]

Lúcio Mauro foi conhecido principalmente por suas atuações em quadros de programas humorísticos de televisão, especialmente, nos programas de Chico Anísio, os quais lhe deram seus dois personagens mais emblemáticos: Aldemar Vigário e Da Júlia.[2] O primeiro era um aluno bajulador na Escolinha do Professor Raimundo, que gostava de inventar histórias a respeito do passado do professor com o intuito de agradá-lo, mas que geralmente o colocava em situações constrangedoras. O segundo personagem, que fazia parte de sketch do Chico Anysio Show e depois de outros programas, era o assistente que buscava orientar o ator Alberto Roberto (personagem de Chico), que, embora fosse considerado excepcional, era ignorante e arrogante.[3]

Outro personagem de sucesso veio em Balança Mas Não Cai; Fernandinho era um homem rico e sofisticado, cuja esposa, a ignorante Ofélia (Sônia Mamede), embora por quem fosse completamente apaixonado, causava-lhe grande constrangimento devido às suas gafes perante convidados ilustres. Em 1999, o quadro ganhou nova versão no extinto Zorra Total (atualmente Zorra), com Lúcio e Cláudia Rodrigues interpretando Fernandinho e Ofélia.[4]

Em 1980, entrou para o elenco da peça Além da Vida, escrita por Chico Xavier e Divaldo Franco.[5] Em 2008, o humorista estreou a peça Lúcio 80-30, dividindo o palco com Lúcio Mauro Filho, autor e diretor do espetáculo, e com outros dois filhos, Alexandre Barbalho e Luly Barbalho.[6] Em 2014, Lúcio Mauro e a filha Luly Barbalho participaram do penúltimo episódio de A Grande Família. Os dois foram pai e irmã do intérprete de Tuco no seriado, Lúcio Mauro Filho.[7] Em 2015, o ator fez uma participação especial da releitura da Escolinha do Professor Raimundo, programa comemorativo que foi ao ar na Globo e no canal Viva.[8]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Nascido em Belém do Pará, era irmão do político paraense e empresário radialista Laércio Wilson Barbalho, sendo assim tio paterno do político Jader Barbalho.

Entre 1958 e 1970, Lúcio foi casado com a atriz Arlete Salles, com quem teve dois filhos: Alexandre Barbalho (ator) e Gilberto Salles (cineasta). O ator era casado desde 1974 com Ray Luiza Araujo Barbalho, com quem teve três filhos: Luciane Maria, Lúcio Mauro Filho (ator) e Luanna Barbalho.[9]

Em 2012, Lúcio foi internado após ter caído num restaurante, passando por uma cirurgia para correção de uma fratura no fêmur.[10] Em abril de 2016, o ator sofreu um derrame, que afetou uma área da garganta, comprometendo a fala e a mastigação.[11]

Morte[editar | editar código-fonte]

Lúcio Mauro morreu no dia 11 de maio de 2019, aos 92 anos, em uma clínica na zona sul do Rio de Janeiro, onde estava internado havia dois meses para tratamento de problemas respiratórios.[12][13]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Programas humorísticos / novelas / (minis)séries
Ano Título Papel
2015 Escolinha do Professor Raimundo Seu Aderaldo, o zelador (participação especial)
2014 A Grande Família Rui Nabuco (episódio: A Grande Família)
2012 Gabriela Coronel Eustáquio Ferreira
2009 Caminho das Índias Amarit Chami (diretor de Bollywood)
2008 Casos e Acasos Geraldo / Dr. Santana
A Favorita Sabiá Gentil (pai de Dodi)
Faça Sua História Baby de Moraes (episódio: O Califa de Copacabana)
2007 Malhação Delegado Silva (participação especial)
Paraíso Tropical Veloso (participação especial)
2005 Carga Pesada Episódio: Sem Identidade
2004 Programa Novo Chefe
Sob Nova Direção Geraldo (episódio: Duas Penetras Convidadas)
2001 Os Normais Jair (episódio: Desconfiar é Normal)
1999 - 2011 Zorra Total Aldemar Vigário / Fernandinho / Da Júlia / Zé das Mulheres
1999 O Belo e as Feras Arturo
1998 Pecado Capital Nonato
Meu Bem Querer Juiz Procópio (participação especial)
Sai de Baixo Dr. Sabóia (episódio: Ah, Eu Tô Maluco)
Dona Flor e Seus Dois Maridos Neca do Abaeté
1996 Caça Talentos Marvin
Chico Total Da Júlia
1995 Malhação Ferreira
1992 Você Decide episódio: Palavras de Amor
1990 - 1994 Escolinha do Professor Raimundo Aldemar Vigário
1988 O Pagador de Promessas Dr. Quindim
1987 O Natal da Grande Família Seu Gonçalves
Os Trapalhões Fernandinho (participação especial)
1983 Caso Verdade Chico Xavier (episódio: Chico Xavier, um Infinito Amor)
A Festa é Nossa Fernandinho
1982 - 1990 Chico Anysio Show Da Júlia / Aldemar Vigário / Vários personagens
1978 A Praça da Alegria
1973 - 1980 Chico City Da Júlia / Vários personagens
1972 Uau, a Companhia
1968 - 1983 Balança Mas Não Cai Fernandinho
1967 A Moça do Sobrado Grande
I Love Lúcio Apresentador
1966 TV0–TV1
1965 Essa Gente Inocente Apresentador
1963 A, E, I, O... Urca! Diretor
1960 Beco sem Saída

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
2016 Vai que Dá Certo 2 Seu Altamiro
2013 Vai que Dá Certo
2010 Muita Calma Nessa Hora Mascarenhas
2009 A Mulher Invisível Governador
2008 Feliz Natal Miguel
Bezerra de Menezes - O Diário de um Espírito Líder do centro espírita
Polaroides Urbanas Fernando
2007 O Homem que Desafiou o Diabo Escrivão
2006 Cleópatra Ptolomeu XII
2004 Redentor Tísico
1968 O Rei da Pilantragem Pessoa na rua
1966 007 1/2 no Carnaval Zé das Medalhas
1963 Terra sem Deus Capanga do coronel

Referências

  1. a b Lucio 80-30, em Joinville Portal Joinville. (Novembro, 2009).
  2. "Ele estava encantado", conta Lucio Mauro Filho sobre o pai na "Escolinha" UOL. (Dezembro, 2015).
  3. Lúcio Mauro Estadão. (Outubro, 2013).
  4. Balança Mas Não Cai Memória Globo.
  5. Espetáculo “Além da Vida” em cartaz em Vitória Tempo Novo. (Julho, 2015).
  6. LUCIO 80-30 Folha Online. (Junho, 2009).
  7. Louise Soares (1 de setembro de 2014). «Lúcio Mauro Filho contracena com o pai em penúltimo episódio de 'A Grande Família'». F5 - televisão. Consultado em 2 de setembro de 2014 
  8. Ator Lúcio Mauro é internado após sofrer derrame UOL. (Abril, 2016).
  9. «Lúcio Mauro». Museu da TV. Arquivado do original em 29 de julho de 2009 
  10. Foi um susto muito grande’, diz Lúcio Mauro Filho sobre acidente do pai EGO. (Junho, 2012).
  11. Camara, Victor Hugo (13 de abril de 2016). «Lúcio Mauro já deixou CTI após sofrer derrame, diz nora do ator». EGO. Consultado em 20 de julho de 2019 
  12. «Lúcio Mauro morre no Rio; veja fotos da carreira». G1. 12 de maio de 2019. Consultado em 20 de julho de 2019 
  13. Martins, Pedro Henrique (12 de maio de 2019). «Relembre a carreira do ator Lúcio Mauro, que faleceu neste sábado aos 92 anos». Portal Atualizei. Consultado em 20 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Lúcio Mauro