Denoy de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2009)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Denoy de Oliveira
Nascimento 30 de outubro de 1933 (83 anos)
Belém (Pará),  Brasil
Morte 4 de novembro de 1998 (65 anos)
São Paulo (cidade), Brasil
Nacionalidade brasileira
Ocupação roteirista, ator, produtor e diretor de cinema, compositor

Denoy de Oliveira (Belém, 30 de outubro de 1933São Paulo, 4 de novembro de 1998) foi um roteirista, ator, produtor, compositor e diretor de cinema brasileiro. Destacou-se principalmente no cinema, dirigindo obras como Amante muito Louca, O Baiano Fantasma e A Grande Noitada, dentre outros. No teatro, sobretudo no Teatro Opinião, atuou como autor, diretor, ator e produtor. Também trabalhou na televisão. É irmão do cineasta Xavier de Oliveira e do artista gráfico Rui de Oliveira. Foi casado com a atriz e produtora cinematográfica Maraci Melo.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Festival de Gramado

  • 1974: Vencedor (Kikito) - Melhor Diretor, por Amante muito Louca
  • 1981: Vencedor (Kikito) - Melhor Ator Coadjuvante, por O Homem que Virou Suco
  • 1984: Vencedor (Kikito) - Melhor Diretor, por O Baiano Fantasma
  • 1984: Vencedor (Kikito) - Melhor Filme, por O Baiano Fantasma

Troféu APCA

  • 1973: Vencedor - Melhor Diretor, por Amante muito Louca

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um cineasta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.