Anelis Assumpção

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Anelis Assumpção
Anelis em participação especial no show Bambas Dois - Brasil Jamaica, no SESC Pompeia, em 2012.
Informação geral
Nascimento 16 de maio de 1980 (38 anos)
Local de nascimento São Paulo, SP
Brasil
Gênero(s)
Instrumento(s) Voz
Afiliação(ões) Itamar Assumpção, Serena Assumpção
Página oficial www.anelisassumpcao.com

Anelis Assumpção (São Paulo, 16 de maio de 1980[1]) é uma cantora e compositora brasileira.

Seu estilo mescla influências de dub, reggae, afrobeat, rap, música de cabaré, samba e bossa nova[2].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Anelis nasceu na Penha (distrito de São Paulo)[1]. Iniciou a carreira aos 18 anos, fazendo backing vocals na banda do seu pai, o também cantor e compositor Itamar Assumpção. Integrou o grupo DonaZica, ao lado de Iara Rennó e Andréia Dias. Em 2007, começou a se apresentar como solista[3].

O licenciamento dos direitos autorais sobre as obras do pai para a edição da coleção Caixa Preta rendeu à cantora os recursos necessários para gravar o seu primeiro álbum, em 2011[4][5]. Sou Suspeita, Estou Sujeita, não Sou Santa foi lançado em CD e disco de vinil. Produzido por Anelis e Zé Nigro, contou com participações de artistas como as cantoras Céu (com quem já havia colaborado no CD Vagarosa), Karina Buhr e Thalma de Freitas, o trombonista Bocato e o baterista Curumin.

A cantora compôs a maioria das músicas, algumas delas em parceria com Beto Villares, Cris Scabello, Luz Marina e Jerry Espíndola.

O álbum começa com uma gravação de Itamar Assumpção e termina com a música Paixão cantada (o urso da cara brilhante) composta e cantada por Rubi Assumpção, filha de Anelis.

Na TV[editar | editar código-fonte]

Atuou em diversos episódios do Telecurso 2000.

Estreou na TV em abril de 2009, apresentando o reality show Ecoprático, da TV Cultura de São Paulo, ao lado de Peri Pane. A série foi lançada em DVD em 2010[6].

Em 27 de novembro de 2010, passou a apresentar o programa Manos e Minas, também da TV Cultura, junto com o rapper Max B.O[7].

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 2011 - Sou Suspeita, Estou Sujeita, não Sou Santa
  • 2014 - Anelis Assumpção e os Amigos Imaginários[8]
  • 2018 - Taurina

Referências

  1. a b «Biografia: Anelis Assumpção». Guia da Semana. Consultado em 16 de novembro de 2011. 
  2. «Anelis - Sou suspeita, sou sujeita, não sou santa». Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro. 28 de agosto de 2011 
  3. «Confira entrevista e músicas de Anelis Assumpção». Catraca Livre. 29 de dezembro de 2008 
  4. «Anelis Assumpção faz show do 1º álbum solo em SP». O Estado de S. Paulo. 9 de junho de 2011 
  5. «Anelis Assumpção». Barulho Cultural. 23 de agosto de 2011 
  6. «Apresentadores do programa "EcoPrático" participam de bate-papo em SP». Folha.com. 11 de junho de 2010 
  7. «TV - Manos e Minas repaginado - Yahoo! Notícias». br.noticias.yahoo.com. Consultado em 1 de dezembro de 2010. 
  8. Novo de Anelis Assumpção. Noize, 28 de julho de 2014

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmio Contigo! MPB FM[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Indicação Resultado
2012 Melhor Álbum Independente Sou Suspeita, Estou Sujeita, Não Sou Santa Indicado

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.