Antíoco de Ascalão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Antíoco de Ascalão (ca. 130 a.C.68 a.C.) foi um filósofo helenista eclético. Defendia que era essencial compatibilizar as escolas do seu tempo que se opunham entre si. Considerava que o cepticismo da Academia de Atenas constituía uma traição às verdadeiras ideias platónicas da Academia Antiga, que podiam na verdade ser reconciliadas com o estoicismo e com as doutrinas dos Peripatéticos. As suas ideias levaram-no a romper com Filon de Larissa. [1]

Assim, a Academia de Atenas, sob a liderança de Antíoco de Ascalão fez um desvio do cepticismo para o platonismo, embora ele argumentasse que as diferenças entre o platonismo, aristotelismo e estoicismo não eram essenciais. Tendo sido o fundador do platonismo médio, teve grande influência sobre Lúculo e Cícero. [2]

Referências

  1. Simon Blackburn, Dicionário de Filosofia. Gradiva, 1997
  2. Dicionário de Filosofia coordenado por Thomas Mautner. Edições 70, 2010