Xenócrates

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Xenócrates
Nascimento 396 a.C.
Calcedônia
Morte 314 a.C.
Atenas
Cidadania Atenas Antiga
Ocupação filósofo, professor, matemático, escritor

Xenócrates (396 a.C.314 a.C.) foi um filósofo grego cuja divisão de filosofia nas tres partes de física, ética, e lógica influenciou a filosofia helenística.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido na Calcedônia, Xenócrates tornou-se discípulo de Platão, a quem acompanhou à Siracusa em Sicília, sucedendo Espeusipo na direção da Academia de Platão.[2]

Ali, sofreu influências de Pitágoras, mas esforçou-se para conciliá-las aos ensinamentos de seu mestre.

Escreveu "O tratado da morte" e, aos 86 anos, para se manter coerente com suas idéias, suicidou-se, ingerindo veneno.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Toledo, J. Dicionário de Suicidas Ilustres. Rio de Janeiro: Ed. Record, 1999. ISBN 85-01-05335-X
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Ted Honderich, redator, The Oxford Companion to Philosophy, Oxford University Press, 1995, p. 920
  2. The New Century Classical Handbook; Catherine Avery, redator; Appleton-Century-Crofts, New York, 1962; p. 1149