The Pebbles and Bamm-Bamm Show

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Bam-Bam e Pedrita)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Pebbles and Bamm-Bamm Show
Bam-Bam e Pedrita (BR)
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Duração 30 minutos
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Exibição
Emissora de televisão original  Estados Unidos CBS
Transmissão original 11 de setembro de 1971
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 20

The Pebbles and Bamm-Bamm Show é uma série de televisão animada estadunidense, produzida pela Hanna-Barbera e transmitida originalmente por uma temporada na CBS entre 11 de setembro de 1971 e 1 de janeiro de 1972. Com um elenco de voz que incluía Sally Struthers, Jay North, Mitzi McCall, Gay Hartwig, Carl Esser e Lennie Weinrib, o enredo segue os adolescentes Pebbles Flintstone e Bamm-Bamm Rubble, que encontram problemas com o crescimento na cidade fictícia de Bedrock. The Pebbles and Bamm-Bamm Show foi a primeira derivação de The Flintstones. Após seu cancelamento em 1972, vários segmentos compartilhando o mesmo título foram transmitidos em The Flintstone Comedy Hour, servindo como uma continuação da série.

Semelhante a série Josie and the Pussycats, a Hanna-Barbera utilizou roque adulto contemporâneo para atrair mais espectadores. Os dezesseis episódios, desde então, tiveram reprises transmitidas pelo canal Boomerang, muitas vezes cercadas por desenhos e curtas-metragens intersticiais. A resposta crítica foi mista; embora conhecida por sua popularidade, a série também foi descrita como um dos piores momentos da franquia Flintstones. A Warner Home Video, por sua vez, lançou a série em um conjunto de dois discos de DVD como parte da coleção intitulada "Hanna-Barbera Classic Collection".

Visão geral[editar | editar código-fonte]

Ambientada no período pré-histórico, a série segue os personagens Pebbles Flintstone e Bamm-Bamm Rubble, e como eles enfrentam problemas com o crescimento na cidade fictícia de Bedrock.[1] O enredo apresenta ambos os personagens como adolescentes que frequentam o colegial de Bedrock e também suas primeiras atividades no mercado de trabalho.[2][3] Juntos, Pebbles e Bamm-Bamm formaram uma banda musical chamada Bedrock Rockers, que foi considerada por um crítico uma tentativa de ser a versão "idade da pedra" de The Archie.[4] Diferentemente de The Flintstones, o principal foco do seriado é nos filhos das famílias, em vez dos pais Wilma e Fred Flintstone, e Betty e Barney Rubble. No entanto, esses personagens continuariam a aparecer na série, embora em papéis reduzidos.[5][3]

Elenco de voz e personagens[editar | editar código-fonte]

A série apresenta os seguintes sete personagens principais:

Produção e continuações[editar | editar código-fonte]

The Pebbles and Bamm-Bamm Show foi a primeira série derivada de The Flintstones, sem contabilizar o filme teatral The Man Called Flintstone de 1966.[10][11] Os episódios foram escritos por vários roteiristas, incluindo Joel Kane, Woody Kling, Howard Morganstern, Joe Ruby e Ken Spears. Além de ser produzida executivamente por William Hanna e Joseph Barbera (Hanna-Barbera), Iwao Takamoto desempenhou a função de produtor adicional enquanto Charles A. Nichols atuou como diretor. As canções, incluindo o tema principal, foram compostas pelos diretores musicais Hoyt Curtin e Ted Nichols juntamente com o compositor e maestro Elliot Lawrence, os arranjos musicais, por sua vez, foram feitos por Lanny Meyers. O tema principal foi gravado pelo estúdio Regent Sound.[12]

O autor Christopher P. Lehman escreveu que o sucesso de The Pebbles e Bamm-Bamm Show inspirou a Hanna-Barbera a criar The Flintstone Comedy Hour em 1972, combinando episódios anteriormente transmitidos ao lado de novos desenhos animados e curtas.[13] Servindo como uma continuação, a nova série apresentou vinhetas intituladas "The Pebbles & Bamm-Bamm Show" durante cada um dos seus dezoito episódios; também incluiu interlúdios musicais realizados por The Bedrock Rockers, semelhantes à série original.[14][4] Fred Flintstone and Friends (1977) seguiu uma configuração similar apresentando elementos das derivações anteriores (The Pebbles and Bamm-Bamm Show e The Flintstone Comedy Hour).[1]

The Pebbles and Bamm-Bamm Show foi um dos primeiros programas a usar a trilha de risadas limitada da Hanna-Barbera, pois eles pararam de usar uma trilha de risadas completa no outono de 1971.[15]

Episódios[editar | editar código-fonte]

# Título Exibição original[16] Código de produção
1 "Gridiron Girl Trouble" 11 de setembro de 1971 (1971-09-11)PEB-1
O cãossauro de Bamm-Bamm, Snoots, segue-os até a Escola Secundária Bedrock, onde Pebbles e as garotas o disfarçam de estudante para escondê-lo do cão de guarda. No entanto, o disfarce resulta em problemas para Pebbles e Bamm-Bamm.[17] 
2 "Putty in Her Hands" 18 de setembro de 1971 (1971-09-18)PEB-2
A escola de arte de um vigarista oferece a Pebbles uma aula gratuita. Suas tentativas de se provar ser uma boa escultura não são bem sucedidas e, então, ela convence Bamm-Bamm a posar como sua obra-prima. Pensando que a estátua de Bamm-Bamm valeria muito dinheiro, o vigarista a rouba.[18] 
3 "Frog for a Day" 25 de setembro de 1971 (1971-09-25)PEB-3
Após sua cena em uma peça ser cortada. Pebbles recebe livros sobre bruxaria para provar que ela pode interpretar uma bruxa. No entanto, ela pensa que transformou Barney em um sapo e solicita a assistência de uma bruxa de verdade.[19] 
4 "The Golden Voice" 2 de outubro de 1971 (1971-10-02)PEB-4
Após ouvir Bamm-Bamm cantando no chuveiro, Pebbles o coloca como vocalista de sua banda. No entanto, a voz de Bamm-Bamm quando ele não está no chuveiro é horrível.[20] 
5 "Daddy's Little Helper" 9 de outubro de 1971 (1971-10-09)PEB-5
Após compreender mal uma conversa que ela ouve, Pebbles pensa que Fred será demitido. Suas ações interfere em um contrato e custa ao pai uma promoção, colocando seu emprego em risco.[21] 
6 "Focus Foolery" 16 de outubro de 1971 (1971-10-16)PEB-6
Pebbles está competindo com Cindy em um concurso de fotografias incomuns, quando ela e Bamm-Bamm se encontram em um assalto a banco. Para se esconderem, ela e Bamm-Bamm entra em um concurso para bebês - com Bamm-Bamm disfarçado de bebê.[22] 

Referências

  1. a b c d Klossner 2006, p. 114
  2. a b c d e f g Mansour 2011, p. 357
  3. a b «THE PEBBLES & BAMM-BAMM SHOW : SEASON 1» (em inglês). Metacritic. Consultado em 26 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2018 
  4. a b Lehman 2006, p. 173
  5. «Os Flintstones». anos80.net. 27 de agosto de 2013. Consultado em 26 de agosto de 2018. Cópia arquivada em 23 de junho de 2014 
  6. Terrace 2008, p. 820
  7. Lentz III 2007, p. 397
  8. Lisanti 2012, p. 303
  9. Mansour 2011, p. 160
  10. Chagollan & Milvy 2017, p. 109
  11. Terrace 1985, p. 321
  12. Perlmutter 2014, p. 152
  13. Lehman 2006, p. 172
  14. Iverson, Paul R. (1994), The Advent of the Laugh Track (segunda edição), Hempstead, Nova Iorque: Hofstra University Archives.
  15. «The Pebbles and Bamm-Bamm Show: TV Show». TV Guide. Consultado em 19 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 26 de fevereiro de 2017 
  16. «Gridiron Girl Trouble». bcdb.com. Consultado em 2 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2018 
  17. «Putty in Her Hands». bcdb.com. Consultado em 2 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2018 
  18. «Frog for a Day». bcdb.com. Consultado em 2 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2018 
  19. «The Golden Voice». bcdb.com. Consultado em 2 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2018 
  20. «Daddy's Little Helper». bcdb.com. Consultado em 2 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2018 
  21. «Focus Foolery». bcdb.com. Consultado em 2 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2018 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Chagollan, Samantha; Milvy, Erika (10 de abril de 2017). 101 TV Shows to See Before You Grow Up: Be Your Own TV Critic–the Must-see TV List for Kids. [S.l.]: Walter Foster Jr. ISBN 1633222772 
  • Hunter, James Michael (2013). Mormons and Popular Culture: The Global Influence of an American Phenomenon. Literature, art, media, tourism, and sports. Volume 2. [S.l.]: ABC-CLIO. ISBN 031339167X 
  • Klossner, Michael (12 de janeiro de 2006). Prehistoric Humans in Film and Television: 581 Dramas, Comedies and Documentaries, 1905-2004 revised ed. [S.l.]: McFarland & Company. ISBN 1476609144 
  • Lehman, Christopher P. (26 de outubro de 2006). American Animated Cartoons of the Vietnam Era: A Study of Social Commentary in Films and Television Programs, 1961-1973 illustrated ed. [S.l.]: McFarland & Company. ISBN 0786451424 
  • Lentz III, Harris M. (26 de abril de 2007). Obituaries in the Performing Arts, 2006: Film, Television, Radio, Theatre, Dance, Music, Cartoons and Pop Culture illustrated ed. [S.l.]: McFarland & Company. ISBN 078642933X 
  • Lisanti, Thomas (24 de agosto de 2012). Hollywood Surf and Beach Movies: The First Wave, 1959-1969. [S.l.]: McFarland & Company. ISBN 1476601429 
  • Mansour, David (1 de junho de 2011). From Abba to Zoom: A Pop Culture Encyclopedia of the Late 20th Century. [S.l.]: Andrew McMeel Publishing. ISBN 0740793071 
  • Newcomb, Horace (3 de fevereiro de 2014). Encyclopedia of Television reprinted, revised ed. [S.l.]: Routledge. ISBN 1135194726 
  • Pendergast, Tom; Pendergast, Sara (2000). St. James Encyclopedia of Popular Culture illustrated ed. [S.l.]: St. James Press. ISBN 1558624023 
  • Perlmutter, David (18 de março de 2014). America Toons In: A History of Television Animation illustrated, reprinted ed. [S.l.]: McFarland & Company. ISBN 0786476508 
  • Tait, Derek (1 de novembro de 2011). 1970s Childhood: From Bell-Bottoms to Disco Dancing. [S.l.]: The History Press. ISBN 0752466429 
  • Terrace, Vincent (6 de novembro de 2008). Encyclopedia of Television Shows, 1925 through 2010. [S.l.]: McFarland & Company. ISBN 0786486414 
  • Terrace, Vincent (1985). Encyclopedia of Television Series, Pilots and Specials, Volume 2. [S.l.]: VNR AG. ISBN 0918432618 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]