Barra do Chapéu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Barra do Chapéu
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 30 de dezembro de 1991 (26 anos)
Gentílico barrense
Prefeito(a) Janete Sarti (PT)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Barra do Chapéu
Localização de Barra do Chapéu em São Paulo
Barra do Chapéu está localizado em: Brasil
Barra do Chapéu
Localização de Barra do Chapéu no Brasil
24° 28' 22" S 49° 01' 30" O24° 28' 22" S 49° 01' 30" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Itapetininga IBGE/2008[1]
Microrregião Capão Bonito IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Itapirapuã Paulista, Apiaí, Bom Sucesso de Itararé, Ribeira
Distância até a capital 360 km
Características geográficas
Área 407,286 km² [2]
População 5 550 hab. Censo IBGE/2014[3]
Densidade 13,63 hab./km²
Altitude 784 m
Clima subtropical Cfb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,660 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 32 146,228 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 6 049,35 IBGE/2008[5]
Página oficial

Barra do Chapéu é um município brasileiro do estado de São Paulo, na região do Vale do Ribeira.

História[editar | editar código-fonte]

Inicialmente um sítio, conhecido como Barra, a origem da cidade data de mil oitocentos e oitenta e três. Na ocasião, o mineiro chamado Benedito Rodrigues de Lima pegou do Império por arrematação, vinte e um alqueires e três quartos de terra. Os mais antigos contam que uma senhora muda e surda, recebeu a visita de uma outra senhora, que lhe pediu que fosse erigida uma igreja ao pé de uma gabirobeira e que dedicasse a Nossa Senhora da Guia. Esta senhora foi então até a Fazenda do Chapéu e, com gestos, pediu ao fazendeiro Roberto Rufino Duarte, auxílio para a construção desta igreja. Foi assim, adquirido do Sr. Benedito Rodrigues de Lima, as terras que foram doadas, e onde hoje está edificada a Igreja da Nossa Senhora da Guia de Barra do Chapéu, padroeira da cidade, cuja comemoração acontece no dia oito de setembro. A cidade foi se constituindo em torno desta igreja. O Município de Barra do Chapéu emancipou-se de Apiaí, no dia quatorze de maio de mil novecentos e noventa e um. A origem de seu nome se deve à localização, pois fica na junção (barra) de dois rios com o Sítio Chapéu, daí Barra do Chapéu.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 24º28'23" sul e a uma longitude 49º01'28" oeste, estando a uma altitude de 784 metros. Sua população estimada em 2004 era de 4.810 habitantes.

Possui uma área de 407,2 km².

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2010

População Total: 5.244

  • Urbana: 1.784
  • Rural: 3.398
  • Homens: 2.724
  • Mulheres: 2.536

Densidade demográfica (hab./km²): 13,90

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 42,35

Expectativa de vida (anos): 63,00

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 3,0

Taxa de Alfabetização: 83,72%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,657

  • IDH-M Renda: 0,555
  • IDH-M Longevidade: 0,600
  • IDH-M Educação: 0,784

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Feriados e Festas[editar | editar código-fonte]

Além dos feriados nacionais previstos em lei, a cidade tem feriados próprios: Sexta-feira Santa e Corpus Christi (móveis), 8 de Setembro, dia de Nossa Senhora da Guia e o aniversário da cidade, dia 19 de Maio

A cidade também possui eventos durante todo o ano: a festa do Divino, a festa do Peão, a festa de Nossa Senhora da Guia, a festa da Amora e a tradicional Virada do ano.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2014». Censo Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2014. Consultado em 28 de janeiro de 2015 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]