Bichento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portal A Wikipédia possui o
Portal Harry Potter


Bichento (Brasil) ou Crookshanks (Portugal) é o gato de Hermione na série Harry Potter. Tem a cara amassada e rabo de escova, além das pernas arqueadas e pelagem ruiva. Na verdade ele é uma mistura de gato com kneazle (amasso). Hermione o comprou na loja de animais do Beco Diagonal em 1993. É dito no livro que ele estava na loja há muito tempo pois ninguém queria comprá-lo.

Ele é muito querido por Hermione e seus amigos, inclusive por Rony quando descobriu que ele tinha todos os motivos para não gostar do rato Perebas (Pedro Pettigrew).

Não só ele percebeu que o rato era Peter como no livro três, descobrimos que Bichento fez amizade com Sirius Black na forma animago, Almofadinhas. Foi ele quem roubou as senhas para a sala comunal da Grifinória. Poderia vir a acreditar-se que o Bichento fosse talvez um animago, que aderia apenas a forma animal, talvez por sua inteligência, mas, a autora não se manifestou sobre o assunto, dizento que Bichento é apenas um animal muito esperto. Ela afirmou em entrevista que Bichento não é um gato puro.[1]

Kneazle (amasso)[editar | editar código-fonte]

Segundo o fictício livro Animais fantásticos e onde habitam de Newt Scamander, o Kneazle é um animal tipo de gato, muito inteligente que consegue detectar quando não se pode confiar nas pessoas, pessoas suspeitas. Os kneazles reagem muito mal a esse tipo de gente.

Se um kneazle se adaptar à convivência com um bruxo ou bruxa, se tornará um excelente e companheiro mascote.

O Kneazle (amasso) foi originalmente criado na Grã-Bretanha, embora seja atualmente exportado para todo o mundo.

Um pequeno felinóide com o pêlo pintado ou malhado, grandes orelhas e o rabo igual ao do leão, o amasso é inteligente, independente e, por vezes, agressivo, embora quando se afeiçoa a um bruxo ou bruxa, ele se torne um excelente bichinho de estimação.

O amasso tem uma capacidade excepcional de detectar pessoas suspeitas ou indesejáveis, e seu dono pode confiar que o animal o levará a salvo até em casa se ele se perder.

Esse animal pode ter até oito filhotes em uma ninhada e pode cruzar com gatos (que parece ser o caso de Bichento).

É preciso tirar licença para se ter um animal desses (como no caso dos fiuuns e dos crupes), porque eles têm uma aparência diferente o bastante para atrair o interesse dos trouxas.

Referências[editar | editar código-fonte]