Buckbeak

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Bicuço)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Buckbeak (Bicuço no Brasil) é um hipogrifo pertencente a Sirius Black, da série Harry Potter. Antes disso foi um dos "bichinhos" de Hagrid.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Aqui vamos falar de animais lendários, como os grifos e seus descendentes hipogrifos.
O grifo é o único parente conhecido do hipogrifo, que é o resultado do cruzamento de um grifo com uma égua. Tem cabeça, asas e patas de dianteiras de um grifo e a traseira, assim como as pernas são de cavalo. (Também existe a descrição seguinte: criatura voadora com a cabeça, asas e patas dianteiras de uma águia gigante e o corpo incluindo pernas e rabo de um cavalo.)

Esta é uma união raríssima, uma vez que grifos e cavalos são predadores e caça, são inimigos mortais. Os olhos do hipogrifo são cor de laranja mas, as cores da pelagem do animal variam, podendo ser negros, cor de bronze, castanhos, cinzas ou ruão.
É uma criatura poderosa e muito forte que tem a rapidez de um raio para se mover nos ares. Esses animais viveriam, como os grifos próximos á Cítia (mitologia grega).
O hipogrifo simboliza uma coisa impossível. Há uma antiga expressão medieval que diz Jungentur jam grypes equis o que significa cruzar grifos com cavalos ou seja é uma coisa impossível.
Portanto o hipogrifo ficou sendo o símbolo do impossível e do amor.

São animais carnívoros e muito perigosos pois são selvagens, até que sejam treinados. Parece que o hipogrifo é mais fácil de domar do que o grifo. Em algumas lendas medievais, sempre que essa criatura fantástica aparece, ela é o bicho de estimação de algum cavaleiro ou mago. É uma excelente montaria, rápida e forte.

Periculosidade[editar | editar código-fonte]

Por ser um hipogrifo,Bicuço só devia ser tratado por especialistas, mas como pertenceu à Hagrid, é quase como se fosse domesticado. Costuma ser dócil, mas pode ser perigoso em determinadas situações porque acima de tudo é orgulhoso, inteligente e muito forte.

Habitat[editar | editar código-fonte]

O hipogrifo é nativo da Europa, embora seja atualmente encontrado no mundo inteiro .

Como lidar[editar | editar código-fonte]

É preciso fazer uma reverência, demonstrar boas intençôes, deve-se manter contato visual em seus olhos e, se o hipogrifo retribuir a reverência, será seguro se aproximar. De acordo com Hagrid é assim que trata qualquer hipogrifo.

Primeira aparição[editar | editar código-fonte]

Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban

Apresentação[editar | editar código-fonte]

Bicuço é um hipogrifo cinzento, que estava no grupo que Hagrid apresentou aos alunos na sua primeira aula de Trato das Criaturas Mágicas, no terceiro ano de Harry na escola (1993). Assim que Hagrid deu as instruções para a aproximação, foi Harry quem primeiro tentou e conseguiu a confiança do imenso animal. Assim, ele foi o privilegiado que pode voar sobre o dorso de Bicuço sobre os terrenos de Hogwarts.

É claro que Draco Malfoy tinha que estragar não só a aula de Hagrid, mas também se vingar da inveja que estava de Harry. Então, deixou de lado os avisos do professor e se dirigiu ao hipogrifo com grosseria e desrespeito. Resultado: Bicuço machucou o braço do garoto com suas garras. Draco reclamou a seu pai que quis que matassem Bicuço, o que quase aconteceu, mas, por fim, Bicuço se livrou da morte.

Condenação e Fuga[editar | editar código-fonte]

Draco fingiu que o machucado era pior do que na verdade foi. Com isso, conseguiu que seu pai Lucius Malfoy, usasse de influência e conseguisse que a Comissão para Eliminação de Criaturas Perigosas condenasse Bicuço a morte. Walden MacNair seria o carrasco.

Por sorte Hermione estava de posse de um Viratempo, emprestado pela professora Minerva McGonagall.
Como Dumbledore não podia passar por cima de uma ordem do Ministério da Magia, ele se limitou a dar uma sugestão com relação ao tempo, que a menina rapidamente compreendeu.
E foi assim, agindo no tempo passado, antes da execução, que os meninos salvaram Bicuço da maldade de Draco. Na verdade, eles salvaram dois, porque além do hipogrifo, eles puderam salvar Sirius Black do aposento onde estava sendo mantido preso, em Hogwarts (aguardando o beijo do dementador).

Sirius e Bicuço, dois fugitivos voaram para a liberdade. Primeiro foram para os trópicos, depois voltaram para a Grã-Bretanha, onde se esconderam numa caverna em Hogsmeade (1994-1995).
Depois, mudaram-se para a casa dos Black (Grimmauld Place 13). Lá, Bicuço ficava no quarto que tinha pertencido à mãe de Sirius.

Bicuço retorna[editar | editar código-fonte]

Como parte do plano para levar Harry até o Ministério da Magia no livro cinco, Monstro (Kreacher), o antipático elfo-doméstico da casa dos Black, fere Bicuço. Sirius então fica cuidando do animal, de modo que, quando Harry o procura, acha que ele não estava na casa (acreditou que o padrinho estivesse, como vira nos sonhos, no ministério).

Com a morte de Sirius, Bicuço passa a pertencer a Harry e a se chamar Asafugaz (Witherwings), para que não percebam que é o hipogrifo que fugiu do Ministério e deveria ter sido morto há três anos atrás.

Com este nome, o hipogrifo retorna aos cuidados de Hagrid, em Hogwarts, pois Harry acha que é a pessoa mais indicada a cuidar dele, como também a Floresta Proibida é o melhor lugar para ele viver.