Campeonato Sul-Americano de Futebol de 1925

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
IX Campeonato Sul-Americano
Argentina 1925
Dados
Participantes 4
Organização CONMEBOL
Anfitrião Argentina
Período 29 de novembro – 25 de dezembro
Gol(o)s 26
Partidas 6
Média 4,33 gol(o)s por partida
Campeão Flag of Argentina.svg Argentina (2º título)
Vice-campeão Brasil Brasil
Melhor marcador ArgentinaARG Manuel Seoane – 6 gols
Melhor ataque (fase inicial) 11 gols:
Melhor defesa (fase inicial) Flag of Argentina.svg Argentina – 4 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Brasil Brasil 5 – 2 Flag of Paraguay.svg Paraguai
Estadio Sportivo BarracasBuenos Aires
6 de dezembro
 
Argentina Flag of Argentina.svg 4 – 1 Brasil Brasil
Estadio Sportivo Barracas, Buenos Aires
13 de dezembro
◄◄ 1924 Soccerball.svg 1926 ►►

O Campeonato Sul-Americano de Futebol de 1925, foi a nona edição da competição entre seleções da América do Sul. Participaram da competição apenas três seleções: Argentina, Brasil e Paraguai. As seleções jogaram entre si em turno e returno. A Seleção Argentina foi a campeã.[1][2]

Apesar de patrocinado pelo Paraguai, o Sul-Americano de 1925 foi disputado na Argentina, uma vez que os paraguaios não possuíam estádio em condições de sediar a competição. O técnico escolhido pela CBD foi Joaquim Guimarães. Pela primeira vez na história da Seleção Brasileira, um técnico ganhava plenos poderes para convocar os jogadores e escalar a equipe, sem qualquer interferência dos cartolas.

Brasil no Sul-Americano[editar | editar código-fonte]

O Brasil viajou com a sua força máxima para disputar a competição que, em função do número de participantes - Argentina, Brasil e Paraguai -, foi disputada em dois turnos. O começo não poderia ter sido melhor. O Brasil aplicou uma goleada no Paraguai: venceu por 5 a 2. Sentindo-se auto-suficiente, os brasileiros entraram em campo para enfrentar os argentinos e foram goleados por 4–1. Após a goleada, veio à tona o comportamento boêmio e a desunião dos jogadores brasileiros. Segundo o zagueiro Floriano Peixoto em seu livro Grandezas e Misérias do Futebol, após a chegada da delegação brasileira ao Palace Hotel, em Buenos Aires, cada um tratou de seguir seu rumo pela cidade, ora nos cinemas e teatros, ora à procura dos aperitivos e mulheres dos cabarés, principalmente o Tabaris, o Flórida e o Armenonville. Treinos, alimentação e repouso passaram a ser secundários. - Na véspera do jogo contra os argentinos, tínhamos passado a noite rodando pelos cabarés, em meio a muita bebida, tango e "chicas" (mulheres) - relata Floriano Peixoto. Diante do acontecido, Renato Pacheco, chefe da delegação, e Joaquim Guimarães passaram a vigiar de perto os atletas, mas pouco adiantaria. O pior já tinha acontecido. Na partida seguinte, nova vitória sobre o paraguaios, por 3 a1. Veio o segundo jogo contra os argentinos. Saímos na frente com gols de Friedenreich e Nilo. Ainda vencíamos por dois a zero, quando Friedenreich foi lançado completeante livre na entrada da área. Quando ia finalizar, o zagueiro Muttis deu uma entrada desleal pelas costas e ele revidou com um pontapé. Muttis respondeu com um soco. O episódio gerou uma briga entre os jogadores. Aproveitando-se do tumulto, a torcida argetina, que invadiu o campo aos gritos de "macaquitos", agrediu covardemente os jogadores brasileiros. Ânimos serenados, a partida prosseguiu, mas, abalados, não resistimos à pressão ds argentinos e cedemos o empate. Em conseqüência, oorreram algumas passeatas de protesto na Avenida Rio Branco. Em seguida, o Palácio do Itamarati chegou à conclusão de que o futebol não aproximava os povos: o melhor era o Brasil não disputar mais nenhum campeonato sul-americano. De 1925 até 1928 o Brasil não disputou qualquer competição ou partida amistosa contra seleções estrangeiras. [3].

Tabela[editar | editar código-fonte]

Turno
Returno

Classificação Final[editar | editar código-fonte]

Pos Time Pts J V E D GP GC SG
1 Flag of Argentina.svg Argentina 7 4 3 1 0 11 4 +7
2 Brasil Brasil 5 4 2 1 1 11 9 +2
3 Flag of Paraguay.svg Paraguai 0 4 0 0 4 4 13 -9

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Campeonato de 1925 na RSSSF
  2. Campeonato Sul-Americano 1925 em Arquivo dos Mundiais
  3. (em portugues) Brasileiras http://outraselecao.blogspot.com/2009/04/copa-america-todas-as-edicoes.html=Seleção Brasileiras Verifique valor |url= (ajuda). Consultado em 14 de fevereiro de 2012  Em falta ou vazio |título= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]