Caramujo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o bairro da cidade de Niterói, veja Caramujo (Niterói).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaCaramujo
Littorina littorea

Littorina littorea
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Mollusca
Classe: Gastropoda
Ordem: Pulmonata
Subordem: Basommatophora
Famílias
Amphibolidae

Siphonariidae

Chilinidae

Latiidae

Acroloxidae

Lymnaeidae

Planorbidae

Physidae

Caramujo, cornetinha[1] ou burrié é um molusco gastrópode aquático. Tem a concha em espiral, com as voltas ou giros no mesmo plano, recebendo, por isso, a denominação de planorbídeo. Os caramujos ou planorbídeos vivem na água doce de córregos, riachos, valas, alagados, brejos, açudes, represas ou outros locais onde haja pouca correnteza. Muitas espécies são marinhas.

Os caramujos jovens alimentam-se de vegetais em decomposição e folhas verdes.

Existem caramujos nocivos e caramujos inofensivos ao homem. Entre os tipos nocivos, encontram-se Biomphalaria tenagophila, B. glabrata e B. straminea, que podem transmitir a esquistossomose.

É muito comum a confusão entre caramujo e caracol. Na verdade, são animais cuja aparência é muito próxima, mas que são bem diferentes. O caramujo é um animal aquático e respira por brânquias, enquanto o caracol é um animal terrestre e dotado de um pulmão. Portanto, se um caracol for lançado à água, ele morrerá afogado, pois sua anatomia não lhe permite nadar.

Caramujo e caracol são nomes vulgares para gastrópodes que possuem uma concha ou um remanescente dela, à diferença das lesmas, mas, taxonomicamente, pertencem à mesma classe.

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.347


Ícone de esboço Este artigo sobre moluscos, integrado no Projeto Invertebrados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.