Castlevania (jogo eletrônico de 1999)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Castlevania
Capa do jogo na versão norte americana
Desenvolvedora(s) Konami Computer Entertainment Kobe
Publicadora(s) Konami
Série Castlevania
Plataforma(s) Nintendo 64
Lançamento
Gênero(s)
Modos de jogo Um jogador
Castlevania Legends
Castlevania:
Legacy of Darkness

Castlevania[a] (também conhecido como Castlevania 64) é um jogo eletrônico de ação-aventura desenvolvido pela Konami Computer Entertainment Kobe (KCEK) para o Nintendo 64, e lançado na América do Norte em 26 de janeiro,[2] no Japão em 11 de março, e na Europa em 14 de maio de 1999.[carece de fontes?]

Foi o primeiro jogo 3D da série Castlevania, sendo inicialmente chamado de Dracula 3D e Dracula 64.[3] O jogador assume o papel de Carrie Fernandez, uma jovem órfã descendente de Sypha Belnades e dotada de poderes mágicos, ou Reinhardt Schneider, herdeiro do clã Belmont que utiliza um chicote. Carrie e Reinhardt buscam impedir o retorno iminente do Conde Dracula após um século de seu último aparecimento.

Uma versão expandida do jogo, Castlevania: Legacy of Darkness, foi lançada no mesmo ano.[4]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Apesar de fazer parte da série Castlevania, o jogo foi posteriormente removido da cronologia cânone por Koji Igarashi.[5][6][7]

Em 1852, Dracula acorda novamente após quase cem anos de sono forçado. Dois jovens heróis sentem seu retorno, Carrie Fernandez, descendente de Sypha Belnades e dotada de poderes mágicos, e Reinhardt Schneider, herdeiro dos antigos de caçadores de vampiros do clã Belmont. Os dois vão até a província de Valáquia, na Transilvânia, em busca de derrotar Dracula em seu castelo.

Enquanto invadem as muralhas, encontram uma vila decrépita onde conhecem o caçador de vampiros Charles Vincent, a vampira Rosa, o vendedor Renon, e um jovem garoto chamado Malus. Eles tentam ajudar Malus, mas descobrem que ele está possuído por Dracula. Os heróis descobrem que embaixo da vila encontra-se um túnel subterrâneo para o centro do castelo, e seguem por este caminho.

Dependendo de quanto tempo o jogador demorar para finalizar o jogo, múltiplos finais podem ser alcançados. Se demorar dezesseis ou mais dias (dentro do jogo), Vincent terá chegado ao castelo antes deles, e terá sido derrotado e transformado em vampiro. O jogador deve então enfrentar Vincent, sendo este um dos finais "ruins". Caso o jogador finalize em menos de quinze dias, terá chegado antes de Vincent e encontrará Malus, sendo revelado que ele não está apenas possuído por Dracula, mas sim que ele é a sua verdadeira reencarnação. Malus se transforma em adulto e, após o jogador derrotá-lo, se transforma em criança novamente e tenta convencer os heróis de que não se lembra de nada do que aconteceu. Vincent chega ao local e joga água benta no garoto, que transporta os heróis para um plano alternativo para lutar usando sua verdadeira forma, um dragão. Após derrotar a forma final de Dracula, o jogador receberá um dos finais "felizes".

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Castlevania foi apresentado pela primeira vez ao público na Tokyo Game Show de 1997, sob o título Castlevania 64.[8][9] Posteriormente, durante o desenvolvimento, passou a ser conhecido como Dracula 3D.[10] A mídia americana também passou a se referir ao jogo tanto por este título quanto por Dracula 64.[3]

Em setembro de 1997, o jogo estava aproximadamente 10% finalizado,[3] alcançando 20% por volta de fevereiro de 1998.[11] Em outubro de 1998, foi apresentado novamente na Tokyo Game Show, sendo bem recebido pelos fãs presentes.[12] Ainda em outubro, foi revelado que a KCEK decidiu não continuar com dois de quatro personagens jogáveis do jogo "de maneira a focar os esforços do time de desenvolvimento em finalizar o jogo".[13] Em janeiro de 1999, uma data de lançamento para o Japão foi marcada como 4 de março de 1999,[14] e Castlevania recebeu o prêmio Game of the Month da IGN.[15] Em 18 de janeiro, foi anunciado que a versão norte americana seria 26 de janeiro de 1999,[16] sendo posteriormente lançado pontualmente.[17]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Castlevania: The Original Game Soundtrack contém a música do jogo, sendo lançado no Japão em 26 de março,[18] e posteriormente, ainda no mesmo ano, na Europa.[19]

Recepção[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
AllGame 4 de 5 estrelas.[20]
GamePro 4.5 de 5 estrelas.[21]
Game Revolution C-[22]
GameSpot 8.2/10[23]
IGN 8.2/10[24]
Next Generation 3 de 5 estrelas.[25]
GameCritics.com 5.5/10[26]
Nintendojo 7.3/10[27]
Pontuação global
Agregador Nota média
GameRankings 73%[28]
Metacritic 78/100[29]

Castlevania recebeu críticas geralmente positivas. Sua nota agregada foi de 78/100 no Metacritic,[29] e 73% no GameRankings.[28]

GameRevolution disse que "a jogabilidade, um dos pontos fortes da série, simplesmente não está ao nível de seus antecessores".[30] Tim Turi, da Game Informer, achou que ele era frustrante e falho, apesar de representar "algo especial" para ele devido à "atmosfera desesperadoramente solitária."[31] Next Generation o avaliou com 3/5 estrelas, e afirmou que "a promessa deste jogo é evidente em algumas das suas características mais fortes. Mas no geral, o jogo falha em revitalizar a síere que sempre foi impecavelmente definida em duas dimensões."[25]

Notas

  1. Conhecido no Japão como Akumajō Dracula Mokushiroku (悪魔城ドラキュラ黙示録 Akumajō Dorakyura Mokushiroku?, lit. Castelo Demoníaco do Dracula Apocalipse)[1]

Referências

  1. «悪魔城ドラキュラ黙示録» (em japonês). Konami. Consultado em 15 de setembro de 2020 
  2. «Castlevania [1999] – Nintendo 64». IGN (em inglês). Ziff Davis. Consultado em 2 de agosto de 2014. Cópia arquivada em 6 de outubro de 2014 
  3. a b c IGN Staff (24 de setembro de 1997). «Dracula 64 Out for Blood». IGN (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2007. Cópia arquivada em 17 de outubro de 2007 
  4. «Castlevania: Legacy of Darkness Review» (em inglês). IGN. Cópia arquivada em 10 de agosto de 2016 
  5. Staff. «55. Koji Igarashi». IGN (em inglês). IGN Entertainment. Consultado em 25 de fevereiro de 2010. Arquivado do original em 5 de março de 2009 
  6. «Castlevania The Timeline». 20th Anniversary Pre-Order Bundle (em inglês). Konami Digital Entertainment Co. Ltd. dezembro 2006 
  7. «The Castlevania Storyline» (em inglês). TheCastlevaniaDungeon. Consultado em 17 de setembro de 2020 
  8. «Tokyo Game Show Report from Japan». Next Generation (em inglês) 30 ed. Imagine Media. Junho 1997. p. 17 
  9. «TGS 1997 Spring». Electronic Gaming Monthly (em inglês) 95 ed. Ziff Davis. Junho 1997. p. 62 
  10. «Dracula 3D: Vampire Hunting Enters the 3-D Realm». Electronic Gaming Monthly (em inglês) 101 ed. Ziff Davis. Dezembro 1997. p. 48 
  11. IGN staff (18 de fevereiro de 1998). «Bring Out the Garlic...». IGN (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2007. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2007 
  12. IGN staff (8 de outubro de 1998). «TGS: Konami Whips Castlevania into Shape». IGN (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2007. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2007 
  13. IGN staff (21 de outubro de 1998). «Castlevania Revisited». IGN (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2007. Cópia arquivada em 25 de outubro de 2006 
  14. IGN staff (11 de janeiro de 1999). «Coming Soon in Japan». IGN (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2007. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2007 
  15. IGN staff (11 de janeiro de 1999). «N64 Games in January». IGN (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2007. Cópia arquivada em 15 de maio de 2007 
  16. IGN staff (18 de janeiro de 1999). «Konami's '99 Lineup». IGN (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2007. Cópia arquivada em 9 de maio de 2007 
  17. IGN staff (26 de janeiro de 1999). «Beware Dracula». IGN (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2007. Cópia arquivada em 17 de outubro de 2007 
  18. «Akumajo Dracula Mokushiroku Original Game Soundtrack». VGMdb.net. KICA-7942 (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2015 
  19. «Castlevania - The Original Game Soundtrack». VGMdb.net. KOE-CDS-001 (em inglês). Consultado em 14 de julho de 2015 
  20. Alan, Scott (3 de outubro de 2010). «Castlevania – Overview» (em inglês). allgame. Consultado em 22 de maio de 2014. Cópia arquivada em 14 de novembro de 2014 
  21. Hendrix, Air (7 de junho de 2011). «Castlevania Review from GamePro» (em inglês). Consultado em 22 de maio de 2014. Cópia arquivada em 7 de junho de 2011 
  22. «Castlevania 64 Review» (em inglês). Gamerevolution.com. Consultado em 22 de maio de 2014. Arquivado do original em 24 de janeiro de 2013 
  23. [1] Arquivado 2009-08-31 no Wayback Machine
  24. «Castlevania – IGN» (em inglês). Ign64.ign.com. Consultado em 22 de maio de 2014. Arquivado do original em 6 de março de 2012 
  25. a b «Finals». Next Generation (em inglês) 51 ed. Imagine Media. Março 1999. p. 89 
  26. «Archived copy» (em inglês). Consultado em 15 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 5 de junho de 2011 
  27. «Nintendo News, Previews, Reviews, Editorials and Interaction» (em inglês). Nintendojo.com. Consultado em 22 de maio de 2014. Cópia arquivada em 16 de janeiro de 2014 
  28. a b «Castlevania for Nintendo 64». GameRankings (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 22 de maio de 2014. Cópia arquivada em 16 de janeiro de 2014 
  29. a b «Castlevania for Nintendo 64 Reviews». Metacritic (em inglês). CBS Interactive. Consultado em 1 de novembro de 2018. Cópia arquivada em 21 de janeiro de 2019 
  30. «Castlevania 64 Review» (em inglês). Gamerevolution.com. Consultado em 22 de maio de 2014. Cópia arquivada em 16 de janeiro de 2014 
  31. Turi, Tim (4 de abril de 2012). «Ranking The Castlevania Bloodline». Game Informer (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 7 de maio de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]