Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Super Castlevania IV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Super Castlevania IV
Capa da versão norte-americana.
Desenvolvedora(s) Konami
Publicadora(s) Konami
Diretor(es) Masahiro Ueno
Programador(es) Masahiro Ueno
Série Castlevania
Plataforma(s) Super Nintendo
Entertainment System
Conversões Virtual Console, Super NES Classic Edition, PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch, Microsoft Windows
Lançamento SNES

Gênero(s) Plataforma,
Fantasia,
Metroidvania
Modos de jogo Um jogador
Castlevania II: Belmont's Revenge
Castlevania
(Sharp X68000)

Super Castlevania IV [a] é um jogo de plataforma da série Castlevania, desenvolvido e publicado pela Konami no Japão e América do Norte em 1991, e na Europa em 1992. Foi o primeiro jogo da série lançado para Super Nintendo Entertainment System, posteriormente recebendo conversões para o SNES Classic Edition e Virtual Console.

A história é uma re-apresentação de Simon Belmont na série, primeiramente feita no Castlevania (1986). Apesar de ser um remake do original, possui fases modificadas e inovadoras, algumas trazendo áreas de fora do castelo, gráficos de 16-bit com o Mode 7 do SNES, e trilha sonora consistindo principalmente de novas músicas, mas incluindo também vários remixes de músicas anteriores da série. Foi recebido com aclamação crítica e considerado em várias publicações como um dos melhores jogos de todos os tempos.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Super Castlevania IV é um jogo de plataforma que se passa através de 11 fases, com o jogador perdendo uma vida se não terminar a fase dentro do tempo limite.[2] Os pontos de vida podem ser restaurados através de comidas, ou com um cristal mágico recebido após derrotar o chefe de cada fase.[2][3][4] Um sistema de senhas pode ser usado para continuar o jogo.[5]

Com o chicote de Simon, o jogador pode atacar em oito direções.[5][6] O chicote também pode ser usado para bloquear projéteis inimigos.[6] O comprimento e poder do chicote podem ser melhorados ao obter um item chamado Morning Star.[3] O chicote também pode ser usado para se prender a objetos, permitindo que Simon se pendure e alcance áreas muito amplas, para as quais um pulo normal não seria suficiente.[6] O jogador também pode controlar Simon enquanto ele está agachado.[7]

Como seus antecessores, Super Castlevania IV também possui armas secundárias que consomem corações que Simon coleta ao derrotar inimigos e quebrar velas ou candelabros.[8] Entre as armas secundárias, o jogador pode escolher um machado que pode ser lançado em arco, um relógio que pode parar o movimento de inimigos, ou uma adaga que pode ser lançada em linha reta.[4] Alguns itens especiais permitem que Simon lance suas armas secundárias até 3 vezes consecutivas.[3]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Super Castlevania IV compartilha basicamente a mesma história do Castlevania original. Na Transilvânia, há uma lenda que a cada século as forças do bem perdem poder enquanto as forças do mal se manifestam em forma de monstros, com o mais terrível sendo o vampiro Dracula. O clã Belmont sempre esteve presente para lidar com sua ameaça, passando seu conhecimento de caçadores de vampiros através das gerações. Agora, um grupo de pessoas influenciadas pelo mal efetuaram um ritual que resultou na ressurreição de Dracula, o Príncipe da Escuridão. Simon Belmont precisa mais uma vez empunhar seu lendário chicote, o Vampire Killer, e as técnicas de sua família para eliminá-lo.[9]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O jogo foi dirigido por Masahiro Ueno, que também foi o principal programador.[10] Para Ueno, o Castlevania original para o NES era seu título favorito, e ele queria criar um jogo puro de ação que fosse semelhante.[10] Ueno só considera Super Castlevania IV um remake do original até certo ponto.[10] Documentos iniciais de design mostravam o personagem principal em trajes modernos, já que a ambientação não havia sido definida até então.[11] Algumas características do título foram introduzidas para torná-lo menos frustrante para os jogadores, como um controle melhorado do movimento de Simon ao subir escadas.[10]

Como o time de desenvolvimento era pequeno, todos participaram no design do jogo, com algumas ideias vindo de artistas enquanto outras eram resultados de experimentos de programadores.[10] O time desenhou mapas em papel e vários foram modificados enquanto o jogo foi desenvolvido.[10] Fases que se ramificavam, como vistas anteriormente em Castlevania III: Dracula's Curse, foram consideradas mas não incluídas,[11] com Ueno afirmando que gostaria de ter adicionado mais ramificações para dar um maior senso de exploração aos jogadores.[10] Chefes iniciais foram criados de maneira a serem fáceis, para que os jogadores pudessem descobrir pontos fracos e armas efetivas sem ter que reiniciar múltiplas vezes.[10] Ueno trabalhou em ambas as versões japonesa e americana do jogo, com a americana recebendo algumas instâncias de censura,[12] como alguns pedidos de mudança na palheta de cores para remoção de sangue.[10]

Ueno relatou que o desenvolvimento nem sempre foi fácil, pois criar um jogo para um novo hardware era difícil, e o período de crunch chegou a durar quase seis meses. Além disso, as expectativas eram altas por parte da Konami, visto que a série já era bem sucedida e o jogo seria o primeiro da franquia para o novo SNES.[10]

Lançamentos[editar | editar código-fonte]

O lançamento para o Super Nintendo ocorreu no Japão em 31 de outubro[1] e na América do Norte em 3 de dezembro de 1991,[13] com a versão da Europa sendo lançada apenas em 22 de junho de 1992.[14] O título vendeu mais de 500 000 cópias em todo o mundo.[7]

A Factor 5 criou uma demo para o Mega Drive e o apresentou para a Konami, que ficou impressionada mas decidiu manter o desenvolvimento internamente, eventualmente desistindo de criar conversões para o console.[15]

Conversões para várias plataformas foram criadas ao longo dos anos, com relançamento feitos no Virtual Console para o Wii em 2006,[16] para Wii U em 2013,[17] e para New Nintendo 3DS em 2016.[18] Em setembro de 2017, foi incluído na Super NES Classic Edition, uma réplica em miniatura do SNES apresentando vários jogos embutidos.[19][20] Também foi incluído na Castlevania Anniversary Collection, uma compilação de títulos da série Castlevania, lançada em 17 de maio de 2019 para PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch, e Microsoft Windows.[21]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Ueno queria que o ambiente de Super Castlevania IV fosse mais interativo, e ficou orgulhoso com a influência dos efeitos sonoros e da música na ambientação.[10] A trilha foi lançada na Akumajō Dracula Best 2, em uma compilação com as músicas de Castlevania: The Adventure e Castlevania II: Belmont's Revenge.[22] Em 21 de junho de 2017, a trilha completa foi lançada em vinil.[23]

Recepção[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
Gamespot 7.8/10[24]
IGN 8/10[25]
Nintendo Life 9/10[26]
Nintendo Power 4.375/5[27]
Entertainment Weekly A+[28]
Super Play 91%[29]
Allgame 4.5 de 5 estrelas.[30]
Dragon 3 de 5 estrelas.[31]
Pontuação global
Publicação Nota média
GameRankings 82.06%[32]

O lançamento de Super Castlevania IV na América do Norte foi recebido com aclamação crítica. A Nintendo Power o avaliou com nota média de 4.375/5, citando os gráficos, a música, e as sequências de ação dentre os pontos positivos.[33] Em 1992, a Entertainment Weekly escreveu "Vampiro noir: cores sombrias; efeitos sonoros sinistros, quase subliminares... e um sentimento de perigo iminente".[28] Em 1994, o jogo foi avaliado pela revista Dragon com nota 3/5.[31] Em uma retrospectiva de Castlevania em 1997, a GamePro afirmou que ele "ainda é um dos melhores jogos de todos os tempos".[34]

Em 2006, foi nomeado pela Nintendo Power como o 66º melhor jogo feito para um console da Nintendo.[35] A Official Nintendo Magazine o colocou em 70º lugar na sua lista de "100 melhores jogos da Nintendo de todos os tempos".[36] A avaliação da Game Informer afirmou que ele "aperfeiçoou a fórmula clássica", e elogiou o uso do Mode 7.[37] Em uma avaliação para o lançamento no Wii U, a Nintendo Life escreveu que "diferentemente de muitos outros jogos de plataforma 16-bits da época, este jogo possui um toque maduro e distinto", e concluiu afirmando que ele era um dos melhores títulos da série Castlevania original.[38]

Diversas publicações o enalteceram como um dos melhores jogos de todos os tempos.[39][40][41][42][43]

Notas

  1. Conhecido no Japão como Akumajō Dracula (悪魔城ドラキュラ Akumajō Dorakyura?, lit. Castelo Demoníaco do Dracula)[1]

Referências

  1. a b «悪魔城ドラキュラ» (em japonês). Consultado em 13 de agosto de 2020 
  2. a b Konami 1991, pp. 6-7.
  3. a b c Konami 1991, pp. 16-17.
  4. a b Konami 1991, pp. 14-15.
  5. a b Konami 1991, pp. 8-9.
  6. a b c Konami 1991, pp. 10-11.
  7. a b McFerran, Damien (20 de julho de 2014). «Super Castlevania 4 proved the best Dracula games don't have to be scary». Eurogamer (em inglês). Gamer Network. Consultado em 21 de julho de 2014. Arquivado do original em 22 de julho de 2014 
  8. Konami 1991, pp. 14-17.
  9. Konami 1991, pp. 4-5.
  10. a b c d e f g h i j k «The Making Of: Super Castlevania IV». Retro Gamer (em inglês) 119 ed. 15 de agosto de 2013. pp. 30–35 
  11. a b The History of Castlevania: Book of the Crescent Moon (em inglês). [S.l.]: Konami. 16 de maio de 2019. pp. 48–61 
  12. «GDC 09: Confronting Censorship in Videogames» (em inglês). Consultado em 25 de março de 2009. Cópia arquivada em 5 de dezembro de 2012 
  13. «Super NES Games» (PDF) (em inglês). Nintendo. Consultado em 14 de janeiro de 2020. Arquivado do original (PDF) em 20 de setembro de 2008 
  14. «Konami - Super Castlevania IV» (em inglês). Consultado em 14 de agosto de 2020 
  15. McFerran, Damien (21 de julho de 2017). «Factor 5 Almost Ported Super Castlevania IV To The Sega Mega Drive». Nintendo Life (em inglês). Consultado em 18 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 18 de setembro de 2018 
  16. «Nintendo.com – Super Castlevania IV – Game Info» (em inglês). Nintendo. Consultado em 5 de maio de 2013. Arquivado do original em 6 de maio de 2013 
  17. «Super Castlevania IV for Wii U» (em inglês). Nintendo. Consultado em 26 de outubro de 2020 
  18. «Super Castlevania IV 3DS eShop listing» (em inglês). Nintendo. Consultado em 9 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 10 de setembro de 2016 
  19. «Super NES Classic Edition announced, launches September 29» (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2017. Cópia arquivada em 28 de junho de 2017 
  20. «Super NES Classic Edition» (em inglês). Nintendo. 29 de setembro de 2017. Consultado em 29 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 28 de setembro de 2017 
  21. Moore, Jonathan (20 de março de 2019). «Konami Whips Up Hardcore Classic Collections for 50th Anniversary». GameSkinny (em inglês). Consultado em 21 de março de 2019. Cópia arquivada em 21 de março de 2019 
  22. a b «Akumajo Dracula Best 2» (em inglês). Square Enix Music. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  23. «Super Castlevania IV - Original Video Game Soundtrack 2XLP – Mondo» (em inglês). Consultado em 27 de junho de 2017. Cópia arquivada em 24 de novembro de 2017 
  24. Brad Shoemaker. «Super Castlevania IV Review». GameSpot (em inglês). Consultado em 28 de setembro de 2020. Cópia arquivada em 3 de junho de 2020 
  25. Lucas M. Thomas. «Super Castlevania IV VC Review – IGN» (em inglês). Consultado em 7 de janeiro de 2007. Cópia arquivada em 10 de agosto de 2018 
  26. Damien McFerran. «Super Castlevania IV (Wii Virtual Console / Super Nintendo) Review – Nintendo Life» (em inglês). NintendoLife. Consultado em 26 de dezembro de 2006. Cópia arquivada em 13 de setembro de 2012 
  27. «Super Castlevania IV Reviews and Articles for SNES – GameRankings» (em inglês). Consultado em 5 de maio de 2013. Arquivado do original em 24 de outubro de 2012 
  28. a b Strauss, Bob (31 de janeiro de 1992). «The latest video games». Entertainment Weekly (em inglês) 103 ed. Meredith Corporation. Consultado em 6 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2018 
  29. «UK Review». Super Play (em inglês) 1 ed. Future Publishing. Novembro 1992. 70 páginas 
  30. «Super Castlevania IV – Overview – allgame». Allgame (em inglês). Consultado em 5 de maio de 2013. Arquivado do original em 10 de abril de 2013 
  31. a b Petersen, Sandy (setembro 1994). «Eye of the Monitor». Dragon (em inglês) 209 ed. pp. 61–62 
  32. «Super Castlevania IV for Super Nintendo». GameRankings (em inglês). Consultado em 5 de maio de 2013. Arquivado do original em 5 de dezembro de 2019 
  33. «Now Playing». Nintendo Power (em inglês). 32. Janeiro 1992. p. 100 
  34. «Castlevania Rises from the Grave». GamePro (em inglês) 108 ed. International Data Group. Setembro 1997. p. 32 
  35. «NP Top 200». Nintendo Power (em inglês). 200. Fevereiro 2006. pp. 58–66 .
  36. «ONM ranks the top 100 games for Nintendo systems». Nintendo Everything (em inglês). 19 de março de 2012. Consultado em 19 de março de 2012. Cópia arquivada em 8 de novembro de 2013 
  37. Turi, Tim (4 de abril de 2012). «Ranking The Castlevania Bloodline». Game Informer (em inglês). Consultado em 5 de dezembro de 2013. Cópia arquivada em 7 de maio de 2013 
  38. McFerran, Damien (31 de outubro de 2013). «Review: Super Castlevania IV». Nintendo Life (em inglês). Consultado em 31 de outubro de 2013. Cópia arquivada em 3 de novembro de 2013 
  39. «The 23 Best Vintage Video Games You Can Play In Your Browser» (em inglês). BuzzFeed. Cópia arquivada em 18 de setembro de 2018 
  40. «EGM Top 100 Best Games of All Time». Electronic Gaming Monthly (em inglês) 100 ed. Novembro 1997. p. 147. Consultado em 1 de junho de 2011. Cópia arquivada em 10 de junho de 2011 
  41. «100 Greatest Retro Games». NowGamer (em inglês). Imagine Publishing. 2010. Arquivado do original em 13 de dezembro de 2014 
  42. «Top 100 Games of All Time» (em inglês). Electronic Gaming Monthly. Arquivado do original em 22 de novembro de 2001 
  43. «Game Informer's Top 200 Games of All Time» (em inglês). Game Informer. Cópia arquivada em 25 de dezembro de 2014 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Konami (1991). Super Castlevania IV instruction booklet (em inglês). [S.l.: s.n.] SNS-AD-USA 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]