Cidade Baixa (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cidade Baixa
Pôster promocional
 Brasil
2005 •  cor •  93 min 
Direção Sérgio Machado
Produção executiva Maurício Andrade Ramos
Walter Salles
Roteiro Sérgio Machado
Karim Aïnouz
Elenco Lázaro Ramos
Wagner Moura
Alice Braga
Gênero drama
Música Carlinhos Brown
Beto Villares
Direção de fotografia Toca Seabra
Direção de arte Marcos Pedroso
Figurino Cristina Camargo
André Simonetti
Companhia(s) produtora(s) Videofilmes
Buena Onda
Lançamento Brasil 4 de novembro de 2005[1][2][3]
Idioma português

Cidade Baixa é um filme de drama brasileiro dirigido por Sérgio Machado. A produção executiva é de Maurício Andrade Ramos e Walter Salles. A direção de fotografia de Toca Seabra. A trilha sonora é de Carlinhos Brown e Beto Villares.[4] Foi lançado no Brasil e em festivais internacionais de cinema em 2005, incluindo a exibição na seção Un Certain Regard no Festival de Cannes.[5]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

É um triângulo amoroso entre uma prostituta e dois homens que fazem transporte marítimo. Eles seguem para a Cidade Baixa de Salvador. Entre as dificuldades de relacionamento, o filme mostra o cotidiano das pessoas dessa região. Fala de pobreza, drogas, prostituição e violência.

Deco (Lázaro Ramos) e Naldinho (Wagner Moura) se conhecem desde garotos, sendo difícil até mesmo falar em um sem se lembrar do outro. Eles ganham a vida fazendo fretes e aplicando pequenos golpes a bordo do Dany Boy, um barco a vapor que compraram em parceria. Um dia surge Karinna (Alice Braga), uma stripper que deseja arranjar um gringo endinheirado no carnaval de Salvador a quem a dupla dá uma carona. Após descarregarem em Cachoeira, Deco e Naldinho vão até uma rinha de galos. Naldinho aposta o dinheiro ganho com o frete, mas se envolve em confusão e termina recebendo uma facada. Deco defende o amigo e ataca o agressor, mas os dois são obrigados a fugir no barco, pois Naldinho está ferido. Na fuga, Karinne ajuda a dupla e vai com eles rumo a Salvador. Enquanto Naldinho se recupera, Deco tenta conseguir dinheiro para ajudar o amigo. Aos poucos a atração entre eles cresce, criando a possibilidade de que levem uma vida a três.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Verona Love Screens Film Festival

  • Melhor Atriz (Venceu)[6]
  • Melhor Filme (Venceu)

Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

  • Prêmio do Júri Internacional - Sérgio Machado (Indicado)[7][8]

Associação Paulista de Críticos de Arte

Festival do Rio[10]

Prêmio Contigo! de Cinema

Mons International Festival of Love Films

  • Grande Prémio - Sérgio Machado (Venceu)

Miami International Film Festival[15][16]

Los Angeles Latino International Film Festival

Festival de Cine Iberoamericano de Huelva[21][22]

  • Melhor Diretor - Sérgio Machado (Venceu)[23]
  • Cólon de Ouro - Sérgio Machado (Venceu)[23]
  • Cólon Prata - Melhor Ator: Wagner Moura (Venceu)[23]
  • Cólon Prata - Melhor Roteiro: Karim Aïnouz, Sérgio Machado (Venceu)[23]

Festival de Cinema de Havana[24]

  • Menção Especial - Sérgio Machado

Grande Prêmio Cinema Brasil

  • Melhor Atriz - Alice Braga (Venceu)
  • Melhor Ator - Wagner Moura (Indicado)
  • Melhor Ator - Lázaro Ramos (Indicado)
  • Melhor Direção de Arte - Marcos Pedroso (Indicado)
  • Melhor Fotografía - Toca Seabra (Indicado)
  • Melhor Figurino - Cristina Camargo, André Simonetti (Indicado)
  • Melhor Diretor - Sérgio Machado (Indicado)
  • Melhor Edição - Isabela Monteiro de Castro, Isabella Monteiro (Indicado)
  • Melhor Maquiagem - Rosa Versoça (Indicado)
  • Melhor Trilha Sonora - Carlinhos Brown, Beto Villares (Indicado)
  • Melhor Filme (Indicado)
  • Melhor Roteiro Original - Sérgio Machado, Karim Aïnouz (Indicado)
  • Melhor Som (Indicado)
  • Melhor Ator Coadjuvante - José Dumont (Indicado)
  • Melhor Ator Coadjuvante - João Miguel (Indicado)

Festival de Cannes

  • Prêmio da Juventude - Sérgio Machado (Venceu)[25][26]

Prêmio ABC de Cinematografia

  • Melhor Edição/Melhor Montagem - Isabela Monteiro de Castro (Venceu)[27]

Referências

  1. Paulo Camargo (25 de outubro de 2005). «Triângulo em carne viva». Gazeta do Povo. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  2. Cléber Eduardo (27 de outubro de 2005). «Trio à flor dos hormônios». Época. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  3. «"Cidade Baixa" põe na tela o furacão Alice Braga». Estadão. 4 de novembro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  4. «Triângulo amoroso, violência e marginalidade na noite de Salvador». Diário do Nordeste. 26 de novembro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  5. «Cidade Baixa». Festival de Cannes. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  6. Adriana Prado (22 de abril de 2009). «Alice no país do cinema». IstoÉ. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  7. «Brasil faz história na Mostra de Cinema». Estadão. 31 de outubro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  8. «Premiação da Mostra tem "Potemkin"». Folha de S.Paulo. 3 de novembro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  9. a b «Fernanda Montenegro vence APCA 2005». Folha de S.Paulo. 13 de dezembro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  10. «Rio premia "Cidade Baixa" e "Máquina"». Folha de S.Paulo. 8 de outubro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  11. a b «Sessão Brasil exibe 'Cidade Baixa' com Lázaro Ramos e Wagner Moura». Rede Globo. 4 de outubro de 2012. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  12. a b «Sessão Brasil: 'Cidade Baixa' traz Alice Braga, Lázaro Ramos e Wagner Moura». Rede Globo. 7 de fevereiro de 2014. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  13. a b c d e f «""Casa de Areia" lidera indicações ao Prêmio Contigo! de Cinema"». O Globo. 2 de agosto de 2006. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  14. Giovani Lettiere (8 de agosto de 2006). «A lista dos vencedores do Prêmio Contigo! de Cinema». O Globo. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  15. «Três filmes brasileiros disputam prêmio no Festival de Miami». Estadão. 2 de março de 2006. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  16. «Três filmes brasileiros concorrem no Festival de Miami». Folha de S.Paulo. 3 de março de 2006. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  17. Sandy Mandelberger. «Miami International Film Festival Awards». Film Festivals. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  18. Anna Marie de la Fuente (31 de outubro de 2005). «Latino fest lauds duo». Variety. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  19. «The Los Angeles Latino International Film Festival awards». Film Festivals. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  20. «Festival de cinema premia "Cidade Baixa"». Folha de S.Paulo. 1 de novembro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  21. «Festival de Huelva terá "Cidade Baixa"». Folha de S.Paulo. 18 de novembro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  22. «"Cidade Baixa" ganha prêmio na Espanha». Estadão. 26 de novembro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  23. a b c d «"Cidade Baixa" vence festival de Huelva». Folha de S.Paulo. 28 de novembro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  24. «Brasil lidera indicações no Festival de Havana». CineClick. 26 de novembro de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  25. «"Cidade Baixa" vence Prêmio da Juventude». Estadão. 20 de maio de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  26. «"Cidade Baixa" é premiado em Cannes». Folha de S.Paulo. 20 de maio de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2019 
  27. Jaime Biaggio (31 de março de 2006). «'Cinema, Aspirinas e Urubus', 'Casa de Areia', 'Cidade Baixa' e '2 filhos de Francisco' levam ABC». O Globo. Consultado em 21 de dezembro de 2019