Cneu Árrio Antonino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cneu Árrio Antonino
Cônsul do Império Romano
Consulado 69 d.C.
97 d.C.

Cneu Árrio Antonino (em latim: Gnaeus Arrius Antoninus) foi um político romano da gente Árria nomeado cônsul sufecto para o período de julho a agosto de 69 com Aulo Mário Celso, ambos indicados por Otão e mantidos por Vitélio, e novamente para o período de março a abril de 97 com Lúcio (ou Caio?) Calpúrnio Pisão, já na época de Nerva[1]. É conhecido principalmente por ter sido avô por parte de mãe do imperador Antonino Pio.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Antonino foi duas vezes cônsul e procônsul da Ásia entre 78 e 79[2]. Era amigo e correspondente do senador e historiador Plínio, o Jovem. A História Augusta o descreve como uma "pessoa justa" conta que ele teve pena de Nerva quando ele se tornou imperador em 96.

Família[editar | editar código-fonte]

Antonino se casou com uma romana chamada Boiônia Prócila e o casal teve duas filhas, Árria Antonina (n. c. 70), que se casou com o senador Lúcio Júnio Cesênio Peto e com quem teve um filho chamado Lúcio Cesênio Antonino, e Árria Fadila, que se casou com Tito Aurélio Fulvo, cônsul em 89 e com quem teve um filho, o futuro imperador Antonino Pio. Depois da morte de Aurélio Fulvo, Fadila casou-se com Públio Júlio Lupo, cônsul sufecto em 98, e teve duas filhas, Júlia Fadila e Árria Lúpula.

Antonino criou seu neto (e futuro imperador) e, quando morreu, ele herdou seu dinheiro. Por causa desta herança e da herança de sua mãe, Antonino Pio tornou-se um dos homens mais ricos de Roma.

Árvore genealógica[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul do Império Romano
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Precedido por:
Tibério Cácio Ascônio Sílio Itálico

com Públio Galério Trácalo
com Nero V (suf.)
com Caio Belício Natal (suf.)
com Públio Cornélio Cipião Asiático (suf.)

Galba II
69

com Tito Vínio
com Ano dos quatro imperadores

Sucedido por:
Vespasiano II

com Tito I
com Caio Licínio Muciano II (suf.)
com Quinto Petílio Cereal Césio Rufo (suf.)
com Quinto Júlio Cordino (suf.)
com Lúcio Ânio Basso (suf.)
com Caio Lecânio Basso Cecina Peto (suf.)

Precedido por:
Caio Mânlio Valente

com Caio Antístio Veto
com Quinto Fábio Postúmino (suf.)
com Tito Priférnio (suf.)
com Tibério Cácio Césio Frontão (suf.)

Nerva III
97

com Lúcio Vergínio Rufo III
com Cneu Árrio Antonino II (suf.)
com Caio Calpúrnio Pisão (suf.)
com Marco Ânio Vero (suf.)
com Lúcio Nerácio Prisco (suf.)
com Lúcio Domício Apolinário (suf.)
com Sexto Hermetídio Campano (suf.)
com Quinto Glício Atílio Agrícola (suf.)
com Lúcio Pompônio Materno (suf.)
com Públio Cornélio Tácito (suf.)
com Marco Ostório Escápula (suf.)

Sucedido por:
Nerva IV

com Trajano II
com Cneu Domício Tulo II (suf.)
com Sexto Júlio Frontino II (suf.)
com Lúcio Júlio Urso II (suf.)
com Tito Vestrício Espurina II (suf.)
com Caio Pompônio Pio (suf.)
com Aulo Vicírio Marcial (suf.)
com Lúcio Mécio Póstumo (suf.)
com Caio Pompônio Rufo Acílio Prisco Célio Esparso (suf.)
com Cneu Pompeu Ferox Liciniano (suf.)
com Quinto Fúlvio Gilão Bício Próculo (suf.)
com Públio Júlio Lupo (suf.)


Referências

  1. Como determinado por Fausto Zevi "I consoli del 97 d. Cr. in due framenti gia' editi dei Fasti Ostienses", Listy filologické / Folia philologica, 96 (1973), pp. 125–137
  2. Werner Eck, "Jahres- und Provinzialfasten der senatorischen Statthalter von 69/70 bis 138/139", Chiron, 12 (1982), p. 300

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]