Comitê Militar Revolucionário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Comitê Militar Revolucionário (em russo: Военно-революционный комитет; Voyennо-revolyutsionny komitet; CMR) foi o nome de uma série de órgãos militares criados pelas organizações do Partido Bolchevique sob os sovietes em preparação para a Revolução de Outubro (outubro de 1917 – março de 1918).[1] Os comitês eram poderosos corpos dirigentes de revolta, instalando e protegendo o poder soviético. Eles executaram um papel de órgãos extraordinários provisórios do poder do proletariado.

Os mais notáveis foram os do Soviete de Petrogrado, o Soviete de Moscou e o Stavka. O Comitê Militar Revolucionário de Petrogrado foi criado em 29 de outubro (Calend. antigo 16 de outubro) de 1917.[2]

Criação[editar | editar código-fonte]

A ideia da organização do centro de revolta e batalha armada é de Lenin.[1] Em sua carta "O Marxismo e a Insurreição" dirigida ao Comitê Central do PCUS em setembro de 1917, colocando na agenda a tarefa de preparar uma revolta armada escreveu:[1]

A decisão do Comitê Central do PCUS de 23 e 29 de outubro de 1917 sobre a preparação aprimorada para a revolta armada acelerou a criação de órgãos de insurreição nos níveis central e local. O CMR foi eleito por representantes do partido dos bolcheviques, dos sovietes, comitês de fábrica ou de soldado, Organizações Militares Bolcheviques (Voyenka), da Guarda Vermelha e de outros.[1] Os comitês eram de vários níveis, como o governo, cidades, municípios, distritos, o volost; enquanto no Exército estavam as linhas de frente, o exército, o corpo, a divisão e o regimento. Em ocasiões, as funções do Comitê Militar Revolucionário foram realizadas por comitês revolucionários. Os comitês militares revolucionários não eram uniformes em termos de composição social e partidária, porém a maioria deles era predominantemente representada pelos bolcheviques.

A primeira sede do levante armado tornou-se o Comitê Militar Revolucionário de Petrogrado que foi criado pelo Soviete de Petrogrado em 25 de outubro de 1917.[1] Antes de um momento vitorioso do levante em Petrogrado, havia mais de 40 Comitês Militares Revolucionários no país, cuja principal atividade era a preparação militar e técnica para a próxima revolta.

Lista de comitês militares revolucionários[editar | editar código-fonte]

Durante o "avanço triunfante do poder soviético", houve um estabelecimento em massa de CMRs. Muitos CMRs apareceram por iniciativa dos delegados chegados do II Congresso dos Sovietes de Toda a Rússia. Grandes esquadrões de comissários, emissários, agitadores foram enviado às regiões de vários países pelo CMR de Petrogrado pela liderança do Comitê Central do PCUS.[1] O Partido Bolchevique compôs os comitês de organizadores experientes.

Data de criação Nome Chefe (composição) Notas
29 de outubro CMR de Petrogrado Pavel Lazimir (Presidente), Andrei Bubnov, Moisei Uritski, Yakov Sverdlov, Félix Dzerjinsky, Josef Stalin)[3]
31 de outubro 12º Exército do CMR Ya. Cherin (Karl Gailis,[4] Janis Krumins[5]) Até 8 de novembro de 1917 existiram ilegalmente em Cēsis
4 de novembro CMR da Estônia I.Rabchinsky[6] (Jaan Anvelt, Viktor Kingissepp)
CMR de Pskov Vasili Panyushkin Frente do Norte (a partir de 8 de novembro de 1917)
7 de novembro CMR de Moscou
Voronezh revkom A.Moiseyev
November 8 CMR de Ryazan A.Syromyatnikov
9 de novembro CMR de Minsk Aleksandr Myasnikyan (Moisei Kalmanovich, Vilhelms Vilis Knoriņš, Kārlis Landers) Frente Ocidental e região noroeste (posteriormente)
CMR de Samara Valerian Kuybyshev
Tula revkom Grigory Kaminsky
10 de novembro CMR de Tom Aleksei Belenets[7]
11 de novembro CMR de Kiev Leonid Pyatakov[8] (Andriy Ivanov, Volodymyr Zatonsky, Oleksandr Horvits[9]) Recriado como Kiev revkom em 28 de janeiro de 1918
Smolensk revkom S.Ioffe
21 de novembro CMR de Dagestan Ullubi Buinaksky
27 de novembro CMR de Oremburgo Samuil Tsvilling
1º de dezembro CMR da Frente do Sudoeste G.Razzhivin (Vasili Kikvidze)
15 de dezembro CMR da Frente Romena Pyotr Baranov (Aleksandr Krusser, Vladimir Yudovsky)
20 de dezembro CMR de Barnau (Matvei Tsaplin)
23 de dezembro CMR de Kharkov Comrade Artyom (Valery Mezhlauk, Moisei Rukhimovich)
??? CMR de Yekaterinoslav Nikolai Krestinski
??? CMR de Vinnitsa Nikolai Tarnogrodsky[10]
??? CMR de Odessa Vladimir Yudovsky
??? CMR de Shuya Mikhail Frunze
??? CMR de Simferopol Jānis Miller
29 de dezembro Sevastopol revkom Jānis Daumanis (Yuri Gaven)
Janeiro Astrakhan revkom Mina Aristov[11]
10 de janeiro CMR do Exército do Cáucaso Grigory Korganov (Boris Sheboldayev)
23 de janeiro CMR de Don Fyodor Podtyolkov (Mikhail Krivoshlykov)[12]
30 de janeiro CMR de Kuban, Mar Negro Yan Poluyan
2 de março CMR de Semirechye Pavel Vinogradov

Influência[editar | editar código-fonte]

Nas semanas que se seguiram à insurreição de outubro, os comitês militares revolucionários baseados no CMR de Petrogrado foram criados em todos os outros sovietes e ajudaram a consolidar o controle bolchevique. Esses outros CMRs foram formados por locais, mas os agentes do CMR de Petrogrado frequentemente estavam em posições para dar conselhos ou liderar. No final de outubro de 1917, representantes do CMR de Petrogrado estavam em tarefas em pelo menos quarenta e quatro cidades, assim como 113 unidades militares em toda a Rússia, Turquestão e o Cáucaso.[13]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f Military Revolutionary Committees. Grande Enciclopédia Soviética.
  2. Trotsky, Leon, Lessons of October: "On October 16th the Military Revolutionary Committee was created, the legal Soviet organ of insurrection." Accessed 27 August 2007
  3. David R. Shearer & Vladimir Khaustov, Stalin and the Lubianka: A Documentary History of the Political Police and Security Organs in the Soviet Union, 1922–1953
  4. «Gailis Karl Andreyevich». Consultado em 31 de julho de 2017. Arquivado do original em 31 de outubro de 2012 
  5. Krumin, Janis
  6. Rabchinsky, Ivan Vasilyevich. Grande Enciclopédia Soviética
  7. Aleksei Belenets
  8. Leonid Pyatakov
  9. Horvits Oleksandr Arquivado em 2015-01-20 no Wayback Machine.. Grande Enciclopédia Soviética
  10. «Tarnogrodsky Nikolai». Consultado em 31 de julho de 2017. Arquivado do original em 23 de janeiro de 2015 
  11. Mina Aristov
  12. Krivoshlykov Mikhail. Enciclopédia Histórica Soviética.
  13. Rigby, pp. 42-43

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Resis, Albert (Julho de 1977). Lenin on Freedom of the Press. Russian Review, Vol. 36, No. 3, pp. 274–296.
  • Rigby, T.H. (Janeiro de 1974). The First Proletarian Government. British Journal of Political Science, Vol. 4, No. 1, pp. 37–51.
  • Utechin, S.V. (Outubro de 1958). Bolsheviks and Their Allies after 1917: The Ideological Pattern. Soviet Studies, Vol. 10, No. 2, pp. 113–135.
  • Lenin, V. Marxism and Revolt. Full collection of articles (Марксизм и восстание, Полн. собр. соч.). Ed. 5. Vol. 34
  • Questionnaires of councils of the Central Industrial district (October 1917 – January 1918). "Historical Archives". 1960