Como Fazer um Filme de Amor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como Fazer um Filme de Amor
Pôster oficial do filme.
 Brasil
2004 •  cor •  84[1] min 
Direção José Roberto Torero
Produção executiva Zita Carvalhosa
Roteiro José Roberto Torero
Luiz Moura
Narração Paulo José
Elenco Denise Fraga
Cássio Gabus Mendes
Marisa Orth
Gênero comédia romântica
Música Mário Manga
Direção de fotografia Kátia Coelho
Figurino Juca Lara
Companhia(s) produtora(s) Cinematográfica Superfilmes[1]
Estúdio Senhora Olga Multimídia[1]
HagaDê Agente Aaton Brasil[1]
Lumière[1]
Padaria de Textos[1]
Quanta[1]
Academia de Filmes[1]
Distribuição Lumière[1]
Lançamento 29 de outubro de 2004[2]
Idioma português
Orçamento R$1–1,5 milhão[3][4]

Como Fazer um Filme de Amor é um filme brasileiro de comédia romântica,[1] distribuído pela Lumière com roteiro e direção de José Roberto Torero,[5] estrelado por Denise Fraga, Cássio Gabus Mendes e Marisa Orth.[6] Foi filmado entre novembro e dezembro de 2002 e lançado nos cinemas em 29 de outubro de 2004.[7][4]

Durante a participação no Festival de Montreal, Como Fazer um Filme de Amor foi elogiado pelo jornal local La Presse e recebeu o convite para abrir o Festival de Biarritz, na França.[8] A empresa distribuidora de filmes norte-americana Cinema Management Group adquiriu os direitos de distribuição para o exterior.[8]

Foi apresentado no Festival de Cinema do Recife e no Teatro Guararapes.[9][10]


Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

A inspiração para o roteiro veio dos livros de romances de banca de jornal Júlia, Bianca e Sabrina que Torero e seus amigos haviam lido. Logo eles perceberam que havia uma fórmula fixa nestas publicações: o mocinho é mais velho que a mocinha, ela quer subir na profissão ou mudar, tem um mentor, um primeiro encontro ríspido, uma rival, uma primeira noite sem sexo, um encontro num lugar idílico. Também passaram a ver filmes românticos e viram que a fórmula também estava lá e a partir daí vieram as ideias para fazer o roteiro.[3]

O filme teve patrocínio da Petrobras através da Lei Rouanet para produção e da "Seleção Extraordinária 2003 para Projetos de Distribuição de Longa Metragem" realizada em parceria com o Ministério da Cultura, sendo finalizado com o apoio da Ancine e com apoio ao lançamento da Globo Filmes.[11][12]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Festival de Belém do Cinema Brasileiro 2004: Melhor roteiro e melhor fotografia.[13][4][8]
  • CINEPE - Festival do Audiovisual em Recife 2004: Melhor roteiro.[14][4][8]
Applications-multimedia.svg A Wikipédia tem o


Referências

  1. a b c d e f g h i j «Como Fazer um Filme de Amor». Cinemateca Brasileira. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  2. Bruno Yutakasaito (29 de outubro de 2004). «Filme desmonta clichê da comédia romântica». Folha de S.Paulo. Consultado em 25 de janeiro de 2018 
  3. a b Marcelo Forlani (1 de novembro de 2004). «Omelete entrevista: José Roberto Torero, diretor de Como fazer um filme de amor». Omelete. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  4. a b c d Katia Michelle Pires (9 de novembro de 2004). «O amor é lindo...nas telas». Folha de Londrina. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  5. Mariane Morisawa (1 de novembro de 2004). «Como Fazer um Filme de Amor». IstoÉ Gente. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  6. «Sessão Brasil exibe 'Como Fazer um Filme de Amor', nesta segunda, dia 25». Rede Globo. 25 de outubro de 2010. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  7. José Geraldo Couto (29 de outubro de 2004). «Desconstrução de filmes de amor sobrevive ao peso da caricatura». Folha de S.Paulo. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  8. a b c d «Produção nacional acaba com os romances do cinema». Tribuna do Paraná. 11 de novembro de 2004. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  9. Magela Lima (4 de maio de 2004). «Dez merecidos aplausos em cena aberta». Diário do Nordeste. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  10. «"Como Fazer um Filme de Amor" rende riso inteligente». Estadão. 29 de outubro de 2004. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  11. «Petrobras anuncia brasileiros premiados em seleção». Cultura e Mercado. 17 de dezembro de 2003. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  12. «Como Fazer um Filme de Amor». Cinematográfica Superfilmes. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  13. Juliana Lopes (21 de junho de 2004). «Para ser romântico». IstoÉ Gente. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
  14. «Resultados». Cine PE. Consultado em 14 de dezembro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.