David D. Friedman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de David Friedman)
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde dezembro de 2008)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
David Director Friedman
David Friedman, 2008
Nascimento 12 de fevereiro de 1945
Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano Estados Unidos
Escola/tradição Escola de Chicago
Página oficial
http://www.daviddfriedman.com/

David Director Friedman (12 de fevereiro de 1945) é um escritor que tornou-se uma figura proeminente na comunidade anarco-capitalista com a publicação de The Machinery of Freedom (O Maquinário da Liberdade) em 1973, revisado em 1989.

Vida e obra[editar | editar código-fonte]

David Friedman é o filho dos economistas Milton Friedman e Rose Friedman. Seu filho Patri Friedman também escreveu sobre assuntos anarco-capitalistas, particularmente seasteading (direito de propriedade sobre áreas do mar). David Friedman possui um Ph.D em física pela Universidade de Chicago, embora seja conhecido principalmente por seu trabalho em teoria política e econômica. Ele é atualmente professor de direito na Universidade de Santa Clara e contribui para a edição da revista Liberty magazine (Revista da Liberdade). Ele é ateu.

Anarco-capitalismo[editar | editar código-fonte]

Em seu The Machinery of Freedom, Friedman desenvolveu uma forma de anarco-capitalismo onde bens e serviços incluindo a própria lei e ordem podem ser produzidos pelo livre mercado. Essa diferencia-se da versão proposta por Murray Rothbard, onde um código legal primeiro seria consentido pelas partes envolvidas na criação da sociedade anarco-capitalista. Friedman advoga um gradual processo para alcançar o anarco-capitalismo, pela privatização aos poucos de áreas onde o governo esta envolvido, deixando por último lei e ordem. No livro ele declara sua oposição a revolução anarco-capitalista por meios violentos.

Essa versão utilitarista do anarco-capitalismo tem sido chamada de versão da Escola de Chicago. A versão de Friedman não é baseada na inviolabilidade dos direitos naturais, mas em análises de custo e benefício de estado versus não estado. Isso contrasta com a versão dos direitos naturais mais notavelmente proposta pelo economista austríaco Murray Rothbard.

Interesses não acadêmicos[editar | editar código-fonte]

Friedman é um membro de longa data da Sociedade para o Anacronismo Criativo (SCA em inglês), onde ele é conhecido como Duke Cariadoc. Ele é muito conhecido por seus artigos sobre práticas históricas de recreação, especialmente relacionadas ao Oriente Médio Medieval. Seu trabalho está compilado na popular coleção Cariadoc. Ele fundou o maior e mais antigo evento da SCA, a Guerra de Pennsic; como rei do reino médio desafiou o reino do oriente, e mais tarde como rei do reino do oriente aceitou desafio do outro reino, perdendo.

Ele é um antigo fã de ficção científica e escreveu dois romances incluídos nesse subgênero literário: Harald (2006) e Salamander (2011). Ele joga World of Warcraft.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: David Friedman