Dial M for Murder

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde 2005). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Dial M for Murder
Chamada para a Morte (PT)
Disque M para Matar (BR)
Pôster promocional do filme
 Estados Unidos
1954 •  cor •  105 min 
Direção Alfred Hitchcock
Produção Alfred Hitchcock
Roteiro Frederick Knott
Baseado em Dial M for Murder de Frederick Knott
Elenco Ray Milland
Grace Kelly
Robert Cummings
John Williams
Género Crime, mistério
Música Dimitri Tiomkin
Cinematografia Robert Burks
Edição Marjorie Fowler
Companhia(s) produtora(s) Warner Bros. Pictures, Inc.
Distribuição Warner Bros.
(1954) (EUA) (cinema)
Warner Home Video
(2004) (EUA) (DVD)
Lançamento Estados Unidos 18 de maio de 1954[1]
Idioma inglês
Orçamento US$ 1,400,000
Receita US$ 6,000,000
Página no IMDb (em inglês)

Dial M for Murder (br: Disque M para Matar / pt: Chamada para a Morte)[2][3] é um filme estadunidense de 1954, dos gêneros crime e mistério, dirigido por Alfred Hitchcock.

Foi o terceiro filme a cores do Hitchcock e o primeiro filme do diretor estrelado por Grace Kelly.

Dial M for Murder teve duas refilmagens, uma com o mesmo título para a televisão, em 1981, e outra em 1998, intitulada Um crime perfeito, dirigido por Andrew Davis e com Michael Douglas, Gwyneth Paltrow e Viggo Mortensen nos principais papéis.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Dial M for Murder

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O ex-tenista, Tony Wendice (Ray Milland), descobre que sua noiva, Margot (Grace Kelly) está sendo infiel. Com a chegada do amante dela, Mark Halliday (Robert Cummings), Tony elabora um plano de matar sua esposa, mas, para isso, ele chantageia Charles Alexander (Anthony Dawson) um antigo amigo para que este mate sua esposa e ele possa ficar com a herança. Mas, Margot mata Charles em defesa própria, e tudo dá errado, e Tony bola um plano B que levará Margot a prisão.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Grace Kelly em cena do trailer do filme
  • Ray Milland .... Tony Wendice
  • Grace Kelly .... Margot Mary Wendice
  • Robert Cummings .... Mark Halliday
  • John Williams .... inspetor chefe Hubbard
  • Anthony Dawson .... Charles Alexander Swann
  • Patrick Allen .... detetive Pearson
  • George Leigh .... detetive Williams
  • Harold Miller ... Membro do clube (não-creditado)

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia tem o

BAFTA 1955 (Reino Unido)

  • Indicado na categoria de melhor atriz estrangeira (Grace Kelly).

New York Film Critics Circle Awards 1954 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor atriz (Grace Kelly).

National Board of Review 1954 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor atriz (Grace Kelly) e melhor ator coadjuvante (John Williams).
Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.