Marnie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marnie
Marnie (PT)
Marnie - Confissões de uma ladra (BR)
 Estados Unidos
1964 •  cor •  130 min 
Direção Alfred Hitchcock
Roteiro Jay Presson Allen
Elenco Tippi Hedren
Sean Connery
Diane Baker
Martin Gabel
Louise Latham
Género suspense
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Marnie (br: Marnie - Confissões de uma ladra) é um filme estadunidense de 1964, do gênero suspense, dirigido por Alfred Hitchcock. O roteiro foi baseado no livro de mesmo nome de Winston Graham.

Este filme é considerado uma das obras primas de Hitchcock.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Marnie (Tippi Hedren) é uma ladra e mentirosa compulsiva, gravemente doente psicologicamente, que vai trabalhar para Mark Rutland, a quem ela tenta roubar. Mark, apaixonando-se por ela, casa impulsivamente com a bela e perturbada mulher, e tenta descobrir quais as razões do seu comportamento obsessivo. Quando um terrível acidente empurra a sua mulher para o limite, Mark, para tentar salvar Marnie, obriga-a a confrontar os seus terrores e o passado, numa conclusão inevitável e totalmente destruidora.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Outros

Curiosidades e Polémicas[editar | editar código-fonte]

  • Em 1962, Alfred Hitchcock convidou a Princesa do Monaco e ex-atriz, Grace Kelly, a desempenhar o papel de Marnie Edgar. O seu marido, o príncipe de Mónaco Rainier, não esteve de acordo mas disse que tal era opção da princesa, que para salvar seu casamento resolveu recusar o papel e continuar as suas funções como soberana de Mónaco, decisão que foi aceite por Hitchcock, devido ao facto de que este país estava a passar por uma difícil crise de relações diplomáticas com a França.
  • Foi a primeira vez que Sean Connery provou a sua versatilidade como actor neste filme, apesar de Hitchcock não simpatizar com ele, alegando que ele era pouco convincente.
  • Foi durante a rodagem deste filme que houve o corte de relações entre Hitchcock e Tippi Hedren. O realizador passou a desprezar tanto a actriz que decidiu fazer uma cena em que a Marnie é atacada por Mark. Desde esse momento, Hitchcock passou a referir-se a Tippi como "essa miúda".
  • Apesar das controvérsias que surgiram durante a rodagem do filme, o sucesso foi garantido e absolutamente total, dizendo alguns críticos que este filme, depois de «Os Pássaros» e «Psico ou Psicose», foi um dos mais chocantes da sua carreira.
  • O filme chegou a Portugal em 1964, um bocado mutilado pela Censura, mas fez grandioso sucesso. Em 1982, vinte anos depois da sua estreia, a RTP1 fez a sua estreia em televisão, exibido o filme na rubrica "Noite de Cinema" de quarta-feira, dia 10 de Novembro.
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Marnie