Jamaica Inn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jamaica Inn
A pousada da Jamaica (PT)
A estalagem maldita (BR)
 Reino Unido
1939 •  p&b •  108 min 
Direção Alfred Hitchcock
Roteiro Sidney Gilliat
Joan Harrison
Elenco Charles Laughton
Maureen O'Hara
Leslie Banks
Género aventura
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Jamaica Inn é um filme britânico de 1939, do gênero aventura, dirigido por Alfred Hitchcock. É uma adaptação do livro de 1936 do mesmo nome escrito por Daphne Du Maurier. Foi a primeira das três obras de Maurier adaptadas por Hitchcock: as outras duas foram Rebecca e o conto "The Birds"). Foi o último filme do diretor realizado no Reino Unido antes de se transferir para os Estados Unidos.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Charles Laughton .... Sir Humphrey Pengallan
  • Maureen O'Hara .... Mary
  • Leslie Banks .... Joss Merlyn
  • Emlyn Williams .... Harry
  • Robert Newton .... James Trehearne ('Jem')
  • Marie Ney .... Patience Merlyn (esposa de Joss)
  • Wylie Watson .... Salvation Watkins
  • Edwin Greenwood .... Dandy
  • Mervyn Johns .... Thomas

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Na remota Cornualha, litoral sul da Inglaterra, em 1819, uma quadrilha de sanguinários saqueadores provoca naufrágios para ficarem com as cargas, assassinando todos os tripulantes sobreviventes. O líder é o proprietário da estalagem "Jamaica Inn" (que existe e atualmente é um pub, localizado em Bodmin Moor), o brutal Joss Merlyn. A sobrinha dele, Mary Yellen, chega para morar no local após ficar órfã e acaba descobrindo os crimes do tio ao salvar de ser enforcado um dos membros da gangue, James Trehearne. Ao fugirem da estalagem, ela busca ajuda do amigável vizinho juiz de paz Sir Humphrey Pengallan, sem saber que o homem esconde um segredo que irá ameaçar a vida dela.

Produção[editar | editar código-fonte]

Charles Laughton foi o co-produtor do filme e consta que teria interferido grandemente no trabalho de Hitchcock. Laughton representaria originariamente o papel de Joss, mas preferiu mudar para o de Pengallan. Este, por sua vez, era para ser um sacerdote hipócrita mas foi rescrito para um magistrado por força do Código de Censura de Hollywood que evitava polêmicas com o clero [1] . Laughton então pediu a Hitchcock que aumentasse o tempo do personagem em cena. Ele fez com que o diretor revelasse logo no início a vilania de Pengallan [2] .

Laughton também interferiu para que Maureen O'Hara ganhasse o papel no filme após ver seu teste. Ao término das filmagens, Laughton a levou para Hollywood para interpretar Esmeralda em The Hunchback of Notre Dame, enquanto ele representou Quasímodo. Essa nova parceria dos dois transformou a atriz em estrela internacional.

Em março de 1939, Hitchcock mudou-se para Hollywood, contratado por David O. Selznick. Assim, Jamaica Inn foi seu último filme britânico e um de seus maiores sucessos de bilheteria[3]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O filme Jamaica Inn é considerado um dos mais desastrados trabalhos de Alfred Hitchcock.
  • Nesse filme, o diretor não fez a sua habitual aparição.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o
  1. Harris, Richard A.. The Complete Films of Alfred Hitchcock. revised edition ed. [S.l.]: Citadel Press Film Series, 1 de dezembro de 2002.
  2. Leitch, Thomas. The Encyclopedia of Alfred Hitchcock: From Alfred Hitchcock Presents to Vertigo. [S.l.]: Facts on File, 31 de maio de 2002.
  3. Duguid, Mark. Jamaica Inn (1939) filmonline British Film Institute. Visitado em 11 de novembro de 2007.