Diocese de Leiria-Fátima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diocese de Leiria-Fátima
Diœcesis Leiriensis-Fatimensis
Sé de Leiria
Localização
País Portugal
Arquidiocese Metropolitana Patriarcado de Lisboa
Estatísticas
Área 1 700 km²
Informação
Denominação Católica Romana
Rito Romano
Criação da Diocese 22 de Maio de 1545
(como Diocese de Leiria; extinta em 14 de Setembro de 1882; restaurada em 17 de Janeiro de 1918; a actual designação data de 13 de Maio de 1984)
Catedral Sé de Leiria
Padroeiro(a) Nossa Senhora de Fátima
e Santo Agostinho
Governo da Diocese
Bispo D. António Augusto dos Santos Marto
Bispo Emérito D. Serafim de Sousa Ferreira e Silva
Jurisdição Diocese
Página Oficial www.leiria-fatima.pt
dados em catholic-hierarchy.org
O Santuário de Fátima, na Cova da Iria, é o mais importante e reconhecido centro religioso da Diocese de Leiria-Fátima.

A Diocese de Leiria-Fátima é uma unidade administrativa religiosa que tem por padroeiros Nossa Senhora de Fátima e Santo Agostinho, e foi criada, a pedido do rei D. João III de Portugal, pelo Papa Paulo III, com a bula "Pro excellenti", de 22 de Maio de 1545, então com o nome de Diocese de Leiria.

Extinta por motivos políticos a 4 de Setembro de 1882, foi restaurada pelo Papa Bento XV com a Bula "Quo vehementius", de 17 de Janeiro de 1918.

Por decreto da Congregação dos Bispos, de 13 de Maio de 1984, confirmado pela bula pontifícia "Que pietate" do Papa João Paulo II, com a mesma data, foi dado à Diocese o título de Leiria-Fátima.

Desde a sua restauração teve como bispos residenciais: D. José Alves Correia da Silva, D. João Pereira Venâncio, D. Alberto Cosme do Amaral e D. Serafim de Sousa Ferreira e Silva. Serviu também a Diocese como Bispo-Auxiliar do Senhor D. João, o Senhor D. Domingos de Pinho Brandão. A 22 de Abril de 2006, foi nomeado como Bispo da Diocese D. António Augusto dos Santos Marto, à data bispo de Viseu, e que tomou posse no dia 25 de Junho de 2006.

Ultrapassando os 260.000 habitantes, a Diocese tem 1.700 km² e está divida em 75 paróquias, pertencentes aos concelhos de Leiria, Marinha Grande, Batalha, Porto de Mós, Ourém e parte dos concelhos de Pombal, Alcanena e Alcobaça. É pertença da diocese o Santuário de Fátima.

O Clero da Diocese é constituído por 2 Bispos e 110 Presbíteros. Dos presbíteros diocesanos há 10 que prestam serviço pastoral noutras Dioceses, 1 como capelão militar fora da diocese e 10 que não têm nomeação e se encontram dispensados de funções pastorais. Além do Clero Diocesano, residem na Diocese Leiria-Fátima cerca de 80 sacerdotes de institutos religiosos e 5 Presbíteros de outras Dioceses.

Lista de bispos de Leiria[editar | editar código-fonte]

  1. Frei Brás de Barros, C.R.S.A. (1545 - 1556)
  2. Frei Gaspar do Casal, O.E.S.A. (1557 - 1579), antes bispo do Funchal e depois bispo de Coimbra
  3. António (I) Pinheiro (1579 - 1582)
  4. Pedro (I) de Castilho (1583 - 1604), também vice-rei de Portugal
  5. Martim Afonso Mexia (1604 - 1615)
  6. Frei António (II) de Santa Maria (1616 - 1623)
  7. Francisco de Meneses (1625 - 1627)
  8. Dinis de Melo e Castro (1627 - 1636)
  9. Frei Pedro (II) Barbosa de Eça (1636 - 1640)
  10. Pedro (III) Vieira da Silva (1670 - 1676)
  11. Frei Domingos de Gusmão, O.P. (1677 - 1678), depois arcebispo de Évora
  12. Frei José (I) de Lencastre (1681 - 1694), antes bispo de Miranda
  13. Álvaro de Abranches e Noronha (1694 - 1746)
  14. Frei João (I) de Nossa Senhora da Porta, C.R.S.A. (conhecido no século como João Cosme da Cunha) (1746 - 1760)
  15. Frei Miguel de Bulhões e Sousa, O.P. (1761 - 1779), também bispo de Malaca e de Belém do Pará
  16. Lourenço de Lencastre (1780 - 1790)
  17. Manuel (I) de Aguiar (1790 - 1815)
  18. João (II) Inácio da Fonseca Manso (1818 - 1834)
  19. João de Deus Antunes Pinto (1834 - 1836), Governador Temporal do Bispado de Leiria e, mais tarde, Vigário Capitular e Cónego da Sé Patriarcal de Lisboa
  20. Guilherme Henriques de Carvalho (1843 - 1845), mais tarde Cardeal-Patriarca de Lisboa
  21. Manuel (II) José da Costa (1846 - 1851)
  22. Joaquim Pereira Ferraz (1852 - 1873)
  23. José (II) Alves Correia da Silva (1920 - 1957)
  24. João (III) Pereira Venâncio (1958 - 1972)
  25. Alberto Cosme do Amaral (1972 - 1993)
  26. Serafim de Sousa Ferreira e Silva (1993 - 2006)
  27. António (III) Augusto dos Santos Marto (desde 22 de Abril de 2006)

Escutismo[editar | editar código-fonte]

  1. Escutismo nesta diocese: Região de Leiria

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Bandeira do Vaticano Circunscrições eclesiásticas da Igreja Católica em Portugal Bandeira de Portugal
Conferência Episcopal Portuguesa
Metrópoles Eclesiásticas
Patriarcado de Lisboa | Arquidiocese de Braga | Arquidiocese de Évora
Dioceses
Algarve | Angra | Aveiro | Beja | Bragança-Miranda | Coimbra | Funchal
Guarda | Lamego | Leiria-Fátima | Portalegre-Castelo Branco | Porto
Santarém | Setúbal | Viana do Castelo | Vila Real | Viseu
Ordinariato Castrense
Dioceses históricas entretanto extintas
Aquæ Flaviæ (Chaves) | Betecas (Boticas) | Caliábria | Castelo Branco
Dume | Elvas | Magneto (Meinedo) | Miranda | Penafiel | Pinhel | Salácia
Administração Apostólica de Valença | Isento de Tomar | Isento de Santa Cruz
Ícone de esboço Este artigo sobre Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.