Dositeu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Dositeu (ocasionalmente Nathanael,[1] ambos significando "presente de Deus") foi um líder religioso Samaritano, fundador de uma seita, frequentemente definida como gnóstica. É reputado por ter sido discípulo de João Batista[2] e por ter sido professor de Simão Mago.[3]

Fontes cristãs e judaicas[editar | editar código-fonte]

Ele viveu provavelmente no primeiro século da era comum. De acordo com o documento Pseudo-Tertuliano[4] foi o primeira a negar os Profetas,[5] embora todos os samaritanos rejeitassem os livros proféticos da Bíblia judaica aceitando apenas o Pentateuco como escritura.[6] [5]

Referências

  1. William Benjamin Smith, "The Meaning of the Epithet Nazorean", Monist XV:27, 1904.
  2. "O estrato da literatura Pseudo-Clementina conta Simão e Dositeu entre os discípulos de João Batista (Homilias 11,23-24;", Irony and Misreading in the Annals of Tacitus. Cambridge University Press; 2001. ISBN 978-0-521-24377-3. p. 584. Vol II
  3. Alberto Ferreiro. Simon Magus in Patristic, Medieval And Early Modern Traditions. BRILL; 2005. ISBN 978-90-04-14495-8. p. 40.
  4. "Adversus Omnes Hæreses," i.
  5. a b "O pseudo-tertuliano apresenta a rejeição dos Profetas como uma inovação dos Dositeus", Reinhard Pummer. Early Christian Authors on Samaritans and Samaritanism: Texts, Translations and Commentary. Mohr Siebeck; 2002. ISBN 978-3-16-147831-4. p. 33.
  6. George Robert Stow Mead. Did Jesus Live 100 B.C.?. Library of Alexandria; ISBN 978-1-4655-1644-2. p. 524.