Paráfrase de Sem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Shem, Can e Jafé, os três filhos de Noé

A Paráfrase de Sem é um escrito Gnóstico apócrifo descoberto no Códice VII da Biblioteca de Nag Hammadi. Sem é o primeiro filho de Noé, «Gerou três filhos: Sem, Can e Jafé» (Gênesis 6:10).

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

O texto inicia dizendo que é "[A] paráfrase sobre o Espírito não-nascido"[1]. É um escrito apocalíptico sobre a ascensão de Sem e sua posterior volta à Terra. Ele também propõe uma interpretação própria sobre Dilúvio, a destruição de Sodoma e o batismo e ressurreição do Salvador.

De forma similar ao Antigo Testamento tratando de Adão, o autor refere-se a Sem na primeira pessoa. Pode haver uma conexão com Jesus que, de acordo com o Novo Testamento, disse «Antes que Abraão fosse feito, Eu Sou» (João 8:58).

A Paráfrase termina assim:

Daqui pra frente, Ó Sem, siga na graça e continue na fé sobre a terra. Pois todos os poderes da luz e do fogo serão completados por mim por tua causa. Pois sem ti eles não serão revelados até que fales deles abertamente. Quando cessares de existir sobre a terra, eles serão dados aos valorosos. E fora esta proclamação, deixe que falem de ti sobre a terra, pois eles tomarão a terra amena e despreocupada.[1]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências