Carta de Pedro a Filipe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Códice Tchacos (pág. 55), onde uma das cópias da Carta de Pedro a Filipe foi encontrada.

A Carta de Pedro a Filipe é um manuscrito Gnóstico que chegou aos nossos dias em duas cópias, ambas no Egito. A primeira foi encontrada entre os códices da Biblioteca de Nag Hammadi (Códice VIII) em 1945. Uma segunda cópia foi descoberta no Códice Tchacos nos anos 70. É uma obra apócrifa do Novo Testamento escrita originalmente em grego no início do século 3.[1]

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

O texto contém uma carta curta supostamente de São Pedro para o apóstolo Filipe, seguida de um discurso e uma narrativa Gnósticos sobre a natureza de Cristo. É provável que tenha sido escrito no final do século II ou início do século III dC, originalmente em Grego, mas traduzido depois para o Copta nas versões de Nag Hammadi e do Códice Tchacos.

Referências

  1. Leandro Bertoldo (2016). Breve Resumo Dos Evangelhos Desconhecidos. Clube de Autores. p. 85.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]