Testemunho da Verdade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Testemunho da Verdade é o terceiro manuscrito no Códice IX da Biblioteca de Nag Hammadi. A cópia encontrada ali está muito danificada e tão fragmentada que quase não é possível ler e compreender.

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

O texto difere de muitos outros textos Cristãos pois não retrata o martírio como algo a ser glorificado:

O Testemunho da Verdade também conta a história do Jardim do Éden na perspectiva da serpente. Aqui, a serpente, já há muito reconhecida na literatura Gnóstica como o princípio da sabedoria divina, convence Adão e Eva a partilharem do conhecimento enquanto "o Senhor" (vide Demiurgo) os ameaça com a morte, tentando invejosamente impedi-los de alcançar o conhecimento e os expulsando do Paraíso quando eles finalmente conseguem.[2]

Além disso, o texto de Nag Hammadi é importante pois é uma fonte não-patrística sobre os Simonianos, os discípulos do proto-gnóstico Simão Mago. O trecho citado é:

Eles [não] concordam entre si. Pois os Si[mo]nianos se casam e tem filhos, mas os ...anos se abstém de suas... natureza ... uma paixão ... as gotas de ... os unge ... que nós ...

[Uma linha faltando]

... eles concordam entre si ... ele ... eles ....

 
Testemunho da verdade[1] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Robinson, James M. (1990). The Nag Hammadi Library, revised edition. The Testimony of Truth (Trad. por Søren Giversen e Birger A. Pearson) (em inglês) (São Francisco: Harper Collins). ISBN 0-06-066929-2. 
  2. PAGELS, Elaine (1979). The Gnostic Gospels (em inglês) (Nova Iorque: Vintage Books). pp. xiii–xxiii. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]