Douma (Síria)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Douma está localizado em: Síria
Douma
Localização de Douma, na região sul da Síria, mais precisamente na Zona Rural de Damasco.

Douma (árabe: دوما ou Dūmā) é uma cidade na Síria. Seu centro é de cerca de 10 km (6 mil) nordeste do centro de Damasco, a cidade é também o centro administrativo do distrito de Douma.

Durante a Guerra Civil Síria, Douma foi um importante ponto de combates e tinha testemunhado inúmeras manifestações contra o governo sírio e os confrontos armados contra o exército sírio e as forças de segurança durante as primeiras fases do conflito.

História[editar | editar código-fonte]

Douma na guerra civil síria[editar | editar código-fonte]

Em 30 de janeiro de 2012, em meio a guerra civil que afligia o país, o exército sírio ganhou o controle sobre a cidade após a batalha de Douma, uma operação principal contra os grupos armados da oposição em Rif Dimashq.[1]

Em 29 de junho de 2012, o Exército sírio foi acusado de cometer um massacre em Douma, onde mais de 50 pessoas foram mortas. A partir de 18 de outubro de 2012, o exército livre da síria estava no controle da maior parte do subúrbio. Os combates e bombardeios continuaram na cidade.[2]

No massacre em 2015, a cidade foi atacada por mísseis, deixando pelo menos 50 mortos e vários mais desaparecidos.[3]

No começo de 2018, o grupo terrorista islamita Jaysh al-Islam passou a utilizar Douma como uma de suas bases de operação para atuar na Zona Rural de Damasco. Como resposta, o regime de Bashar al-Assad lançou uma série de ofensivas militares na região. Em 7 de abril deste mesmo ano, um ataque com armas químicas foi reportado, matando mais de 70 pessoas e ferindo outras 500. O governo sírio acusou os rebeldes de terem perpetrado o incidente, enquanto a oposição síria, os Estados Unidos e outras nações aliadas acusaram Assad de ser o real responsável do ataque.[4] Uma semana após o ocorrido, forças aeronavais americanas, franceses e britânicas lançaram mísseis de cruzeiro e bombas contra alvos militares do regime Assad em Damasco e outras regiões, como retaliação pelo suposto ataque químico em Douma.[5]

Referências

  1. Erika Solomon, Reuters (ed.). «Young children, entire families among almost 200 'massacred' in besieged Syrian city of Douma». Naational Post. Consultado em 25 de dezembro de 2016. 
  2. «Residents of Douma, Syria are afraid they'll be the next Aleppo». Consultado em 25 de dezembro de 2016. 
  3. «Breaking News - Duma Rif Dumashq, Syria». Consultado em 25 de dezembro de 2016. 
  4. Reuters (7 de abril de 2018). «Rebeldes dizem que forças sírias lançaram produtos químicos em Duma, governo nega». G1. Consultado em 11 de abril de 2018. 
  5. "EUA, Reino Unido e França anunciam ataque na Síria". Página acessada em 13 de abril de 2018.
Bandeira da Síria Síria
Bandeira • Brasão • Hino • Culinária • Cultura • Demografia • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.