Espelho d'Água

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Espelho d'Água
De frente para o passado
Informação geral
Formato Telenovela
Género Drama
Criador(es) Gonçalo Pereira
País de origem Portugal Portugal
Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Francisco Barbosa (produção)
Hugo Xavier (projeto)
Joaquim Horta (elenco)
Produtor(es) Portugal SP Televisão
Portugal SIC
Elenco Mariana Pacheco
Luísa Cruz
Vítor Silva Costa
(ver mais)
Tema de abertura "O Meu Lugar", Amor Electro
Tema de encerramento "O Meu Lugar", Amor Electro
Exibição
Emissora de televisão original Portugal SIC
Formato de exibição 16:9 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 1 de maio de 2017 - 21 de abril de 2018
N.º de episódios 327
199 (1ª fase)
128 (2ª fase)
Cronologia
Rainha das Flores
Vidas Opostas
Programas relacionados Mar Salgado
Água Viva

Espelho d'Água foi uma telenovela portuguesa produzida pela SP Televisão e exibida pela SIC de 1 de maio de 2017 a 21 de abril de 2018, substituindo Rainha das Flores, e sendo substituída por Vidas Opostas. Foi a terceira novela a ser emitida nesta faixa de exibição, e foi criada por Gonçalo Pereira.

Contou com as participações de Mariana Pacheco, Luísa Cruz e Vítor Silva Costa nos papéis principais.

Entrou nos últimos episódios a 26 de março de 2018.

É exibida no Brasil pela SIC Internacional desde 29 de maio de 2017 a 4 de maio de 2018.

As gravações decorreram em Ílhavo, Aveiro, Açores e Islândia.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Rita (Mariana Pacheco) é uma mulher que se sente sozinha no Mundo, e que procura a mãe e o irmão, desaparecidos há vinte anos, depois de o seu pai ter sido assassinado em circunstâncias pouco claras. A mãe, Luísa (Cristina Homem de Mello), profundamente perturbada e que sabe quem cometeu o crime, fugiu logo a seguir, levando consigo o filho ainda bebé, Kiko (António Maria), e nunca mais deu notícias.

1ª Fase[editar | editar código-fonte]

Aos 24 anos, Rita sabe finalmente os nomes dos seus pais, através do dossier do centro que a acolheu em criança. Nesse momento decide abandonar a Marinha, onde faz carreira, transforma a busca pela família a missão da sua vida. Nesse mesmo dia apresenta-se na Faina Norte, a empresa que pertencera ao seu pai. É ali que começa a busca. Mas Rita não imagina que está a pôr-se nas mãos das pessoas que assassinaram o seu pai.

Sara (Luísa Cruz) e Fernando (Marcantónio Del Carlo), hoje, estão casados e à frente da Faina Norte. Quando Rita chega, é ameaçada a harmonia em que viviam. Apaixonados desde adolescentes, foram eles que planearam e executaram o crime, há vinte anos, com o objectivo de ficarem juntos. Mas o plano não correu exactamente como era esperado. O marido de Sara, Nuno, acabou por não morrer, e houve uma vítima colateral que foi Álvaro, o seu sócio. Tudo o que Sara mais preza – os filhos e a empresa – passa a estar em risco. Por isso, está decidida a impedir Rita de chegar à mãe e de saber a verdade acerca da morte do pai. Mas, apesar dos esforços de Sara, Rita revela-se um perigo muito real.

Hoje, a mãe de Rita trabalha numa plantação de chá nos Açores, em São Miguel. Foi ali que Luísa se escondeu, sob falsa identidade, acreditando que nunca mais teria de se confrontar com o pesadelo que deixara para trás. Só que, afinal, encontra-se muito mais próxima do homem que matou o seu marido do que alguma vez imaginara.

Há vinte anos, Fernando estava para se casar com Carmo (Lúcia Moniz), filha dos donos da plantação de chá, mas este abandonou-a no altar, para ficar com Sara. O drama de Carmo marcaria para sempre a família Goulart, uma vez que ela se encontrava grávida de Fernando. E depois de muitas discussões sobre o que fazer com aquela criança, acabam por ser os pais de Carmo a assumir a paternidade do neto.

Quando, vinte anos depois, Fernando descobre que tem um filho e vai atrás dele para o conhecer Luísa fica novamente em perigo.

É nesse momento que Luísa começa a ceder e se dispõe a tentar encontrar a filha, e a enfrentar os pesadelos que a torturam há tantos anos e que a levaram a esconder a terrível verdade de Jaime, o homem com quem vive, e do filho Kiko.

Sara quer livrar-se de Rita e tudo faz para que isso aconteça. Rita, que é uma sobrevivente, não se deixa abater e as duas envolvem-se numa guerra cada vez mais dura, que apenas terminará com a destruição de uma delas. Mas esta é uma luta desigual. Rita tem inicialmente apenas a sua força de vontade e um punhado de amigos. Mas um aliado inesperado, Nuno, que regressa secretamente em busca de vingança contra aqueles que tentaram matá-lo, e que depois tudo fizeram para que fosse acusado da morte do sócio e amigo.

Nesta caminhada, há mais alguém que entra na vida de Rita. Para desespero de Sara, António (Vítor Silva Costa), o filho mais novo dela e de Nuno, apaixona-se por Rita. É um amor arrebatador, que vai ser posto à prova por Sara, que tudo fará para o impedir, embora em vão. A paixão de Rita e de António vai falar sempre mais alto.

Rita, que sempre sonhou ter alguém com quem partilhar a vida, compreende que António é o homem que lhe está destinado, como se os dois tivessem feitos um para o outro. Também António se rende à evidência da paixão. A história deles os dois é de uma ligação inevitável, que começou quando ainda eram crianças e nunca mais terminará.

Também o reencontro de mãe e filha é inevitável, mas as duas têm feridas profundas para tratar. Acabarão por perceber que tudo o que passaram foi um pesadelo e que saírem dele só depende de ambas.[1]

2ª Fase[editar | editar código-fonte]

Carmo agradece a Fernando por ter desmascarado Eva nos Açores e ele aproveita para apertar a sua malha, seguro de que a vai reconquistar. Afonso entra na Mercearia e deixa os pais surpreendidos.

Vasco tenta fazer com que Rita reconsidere e aceite ir viver com ele e Duarte em Bruxelas mas ela reafirma que tem ali toda a sua vida, estranhando a sua insistência. Vasco perde a coragem de lhe contar que aceitou ser o correspondente do jornal na capital belga e Fernando fica atento à conversa que eles estão a ter.

António conta a Sara que Rita tenciona ir viver com Vasco para Bruxelas levando Duarte consigo e pede-lhe que fale com o juiz que é seu amigo para lhe permitir ficar com o filho. A mãe mostra-se indignada por ele lhe estar a pedir para cometer um crime, uma vez que tem questionado os seus métodos, afastando-a da Faina Norte. Contudo, apesar de não esquecer o que António lhe fez, Sara concorda com ironia que por um filho se faz tudo e fica a pensar no assunto.

Pela calada da noite, alguém entra num navio que está atracado no porto e coloca num dos camarotes uma bomba ativada por controlo remoto.

Vítor oferece uma Rosa a Patrícia mas e, muito atrapalhado, pede-lhe namoro. Ela faz questão de clarificar que não está preparada para ter uma nova relação e ele opta por ir embora. No entanto, Patrícia sorri por vê-lo tão aflito a revelar os seus sentimentos, um sorriso revelador de que o mecânico não lhe é indiferente.

André chega a casa de manhã e Lucinda está à espera dele. O filho mente e diz que seguiu o seu conselho e que esteve a trabalhar num bar. Ela fica mais calma e André pode ir descansar em paz.

Zé Paulo interpreta mal os elogios que Renata lhe faz e não resiste a beijá-la. A cabeleireira é apanhada de surpresa e deixa claro que quer ser apenas sua amiga. Zé Paulo fica frustrado e recrimina-se pelo que fez.

Tiago não resiste e procura Eunice na esperança de que ela possa ver nas cartas o que se passa com Raquel. Eunice revela que as cartas são pouco claras e que única coisa que consegue perceber é que Raquel o ouve e que ele tem de tirá-la da clínica. Tiago não acredita no que ela diz e vai embora furioso e ainda mais confuso.

Luísa comenta com Rita que apesar de Tiago ter sido libertado, não acredita na sua inocência, certa de que foi Sara que conseguiu ilibá-lo da morte de Hélder. Rita reafirma à mãe que ela continua obcecada com Sara e que não quer mais guerras com a família Vidigal.

Sara fica em pânico quando recebe uma chamada anónima de um homem a exigir-lhe que vá ter com ele ao Príncipe dos Mares acompanhada por Filipa e que leve cem mil euros, afirmando que o doutor Vasques lhe contou que elas raptaram o bebé. Sara tenta reagir mas a chamada é desligada.

Filipa ainda está no quarto de hotel onde passou a noite com Fernando quando Sara a avisa do telefonema que recebeu a chantageá-la pelo rapto do neto. Filipa fica igualmente nervosa e concorda em ir ter com ela.

Sara assusta-se com a chegada de Tiago quando está a tirar do cofre o dinheiro que o chantagista lhe exigiu. O filho está muito perturbado e conta que Raquel fugiu da clínica, pedindo-lhe ajuda para a localizar mas a mãe diz que tem um assunto mais urgente para tratar e deixa-o entregue à sua angústia. Tiago grita por Telma e ordena à empregada que lhe comunique imediatamente de Raquel aparecer, avisando que a mulher pode estar perturbada e terá de ser acalmada.

Sara e Filipa entram muito tensas no navio onde o chantagista as mandou ir e culpam-se mutuamente pela situação em que estão. Sara afirma que não vai ficar nas mãos de ninguém e exibe a pistola que levou consigo, deixando Filipa ainda mais assustada, a ponto de começar a andar dizendo que se vai embora. Sara aponta-lhe a arma e começa a premir o gatilho, disposta a matá-la. No cais, Jaime prime o detonador que segura com a mão e faz explodir o navio com Sara e Filipa lá dentro.

Rita vai ver o filho ao hospital e fica espantada ao constatar que o bebé não está na incubadora. A doutora Lígia conta que o pai o foi buscar, mostrando os documentos assinados por um juiz que lhe conferem a guarda de Duarte. Rita fica muito transtornada e agarra a médica, empurrando-a. Um enfermeiro consegue separá-las e grita pelo filho. Nesse momento, António, muito apreensivo, leva Duarte consigo numa ambulância.

Depois da explosão que Jaime provocou no navio atracado no cais da Faina Norte, é grande a movimentação de bombeiros e paramédicos que acorrem ao local.

Um mês depois, Rita inaugura a sua fábrica de bacalhau Costa Nova e discursa com grande confiança num futuro risonho. Lucinda incita Danilo para que aproveite a gratidão da patroa e peça aumento mas ele dá prioridade ao descanso num bom colchão. Sergei faz-se forte e diz que dorme em chão duro. Alice manda-o calar e Lucinda, maliciosa, sussurra a Danilo que ele também não vai dormir. Depois de Rita concluir o discurso, Matilde certifica-se de que ela vai avançar com a distribuição do seu empadão de bacalhau. Apesar de receber o carinho da família, Rita não esconde que o dia não é para si inteiramente festivo porque não tem o filho consigo.

Último Episódio[editar | editar código-fonte]

Rita passou a noite em branco, preocupada com o desaparecimento de Luísa, e Kiko sugere-lhe que ligue ao inspector Romão mas a conversa é interrompida pela chamada de António. Rita diz que não podem casar enquanto a mãe não aparecer e ele concorda em adiar o casamento até que Luísa reapareça, acrescentando que já vai ter com ela. Antes de sair, António pede a Rafael que vá até à igreja e que avise que ele e Rita só estão um pouco atrasados, ao mesmo tempo que se tenta convencer de que Luísa vai aparecer.

Luísa está exausta, sob a mira da arma de um dos homens de Rui. Este chega ao local onde a sequestrou e diz que ela pode ir embora quando quiser.

Romão arromba a casa onde Fernando e Sara viviam nos últimos dias e percebe que ela está morta. Fernando, deitado na cama, tem uma faca ensanguentada na mãe e está ainda com o garrote no braço e zonzo com a droga que lhe injectaram. O inspector confirma que ele está vivo e manda chamar uma ambulância. Fernando fica ainda mais arrasado ao confirmar que Sara morreu.

Rita recebe Luísa e fica assustada com a expressão da mãe, que lhe mente inventando que teve uma avaria no carro e apressando-a, tal como a Kiko e Afonso, para se vestirem para o casamento. Rita não acredita naquela história mas faz a vontade à mãe.

Na capela, os convidados aguardam pela chegada dos noivos. Lucinda é a mais impaciente e pior fica quando Vítor lhe apresenta Patrícia como sua noiva. Vanda gosta da atrapalhação de Rafael quando a vê chegar elegantemente vestida.

Rita fica emocionada quando antes de sair para a igreja recebe uma chamada da Irmã Madalena a desejar-lhe felicidades.

Joaquim convida Carmo a tomar um chá com ele e pede desculpa por a ter querido proteger demais, prometendo redimir-se no futuro.

Filipa tenta saber junto de Bernardo que tipo de relacionamento Luís tem com Gabriela. O namorado aparece na Mercearia e confronta-a com as ameaças que fez à nadadora. Ela tenta controlar a raiva e diz que o quer como marido e pai do filho, dando a perceber que está a sentir a mesma obsessão que sentia por António. Luís retribuiu o beijo mas fica apreensivo com o comportamento de Filipa.

António e Rita casam muito emocionados e ela fica muito comovida quando percebe que a menina a quem salvou a vida é quem lhes leva as alianças.

Joaquim e Carmo conversam muito cúmplices e ele reconhece que está na altura de lhe passar o testemunho dos negócios da família e ir aproveitar a vida. Carmo olha para o pai com orgulho.

Luísa controla os nervos quando Romão aparece na igreja e conta que tem de dar a notícia da morte de Sara a António. O inspector revela que foi Fernando quem a matou e Afonso fica perplexo. Romão acrescenta que o pai foi levado para o hospital. Ao saber da notícia, António afirma com segurança que não quer saber do que aconteceu a Sara e que quer é desfrutar do seu casamento com Rita. Esta agradece a Romão com dois beijinhos o que fez por eles e segue atrás do marido. Afonso pede um favor ao inspector.

Vanda confessa a Rafael que tem sentido saudades suas. Lucinda fica enervada quando Vítor fala em ter filhos com Patrícia. Horácio assegura a Danilo que nunca mais vão ser amigos. No entanto, aperta-lhe a mão, pois sabe que tem sido bom para os filhos.

No hospital, Romão conta a Afonso que não estava fácil arranjar-lhe a autorização para visitar o pai. Afonso pergunta-lhe se acha que Fernando é culpado da morte de Sara e o inspector responde que todas as provas apontam para isso.

Afonso pergunta directamente ao pai se matou Sara. Ele, ainda atordoado, assegura que a amava e que seria incapaz de lhe acabar com a vida. Afonso arrasa-o e diz que ele foi a maior decepção da sua vida.

Rita diz a António no salão de festas que se quiser podem ir embora mas ele insiste em que desfrutem em pleno do dia do casamento. O pai da menina que Rita salvou aparece naquele momento para lhe agradecer ter-lhe salvo a filha. Esta oferece um desenho a Rita como prenda de casamento e ela fica muito emocionada.

Rita ajuda a Irmã Madalena e trabalha com ela no campo de refugiados. António é o piloto do helicóptero que faz os resgates e chega de mais uma operação. Ambos estão felizes, agora com Duarte que já anda e se aproxima dos pais.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Mariana Pacheco Rita Faria(Protagonista)
Luísa Cruz Sara Vidigal(Antagonista)
Vítor Silva Costa António Vidigal(Protagonista)
Luciana Abreu Filipa Nogueira(Co-Antagonista)
Cristina Homem de Mello Luísa Ferreira(Co-Protagonista)
Marcantónio Del Carlo Fernando Montês(Antagonista)
Marina Mota Sal Silvier(Coadjuvante)
João Ricardo Mário Pereira(Elenco Principal)
Fernando Inácio Carlos Damião(Elenco Principal)
Sílvia Filipe Irmã Madalena(Elenco Principal)
Alexandre de Sousa Joaquim Goulart(Elenco Principal) 
Inês Curado Clara Baptista(Elenco Principal)
Raquel Baptista(Elenco Principal)
Amélia Videira Matilde Falcão(Elenco Principal)
Liliana Santos Patrícia Lima(Elenco Principal)
Renato Godinho Tiago Vidigal(Co-Antagonista)
Susana Cacela Sofia Pereira(Elenco Secundário)
Pedro Lacerda Bruno Gomes(Elenco Secundário)
Ana Nave Lucinda Gama(Elenco Secundário)
Valéria Carvalho Renata Pires(Elenco Secundário)
José Condessa Vítor Gama(Elenco Secundário)
Susana Cacela Sofia Pereira(Elenco Secundário)
António Cordeiro Horácio Gama(Elenco Secundário)
Diogo Martins Pedro Gomes(Elenco Secundário)
Diana Sousa Lara Cláudia Pereira(Elenco Secundário)
Lídia Franco Isabel Goulart(Elenco Secundário)
Carla Chambel Eunice Gomes(Elenco Secundário)
Luís Gaspar Jaime Rodrigues(Elenco Secundário)
Gonçalo Norton Afonso Goulart(Elenco Secundário)
Filipe Vargas Hélder Gonçalves(Elenco Secundário)
António Maria Francisco Ferreira "Kiko"(Elenco Secundário)
Rui Neto Rafael Almeida(Elenco Secundário)
Ricardo Carriço Nuno Vidigal(Participação Especial)
Carolina Torres Inês Reis(Elenco Secundário)
João Cabral Álvaro Faria(Elenco Secundário)
Maria Arrais Elsa Pereira(Elenco Secundário)
Diogo Nobre André Gama(Elenco Secundário)
Rui Luís Brás Zé Paulo(Elenco Secundário)
Susana Mendes Paula(Elenco Secundário)

Elenco adicional[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Augusto Portela Agente PJ
Carlos Oliveira Dr. Matias
Elisabete Piecho Advogada
Elsa Valentim Mãe de Raquel
Jorge Estreia Capitão da embarcação de pesca
Joaquim Frazão Hulk
Hugo Costa Ramos Simão
Márcia Leal Voluntária da Refugee SOS
Mauro Hermínio Refugiado
Pedro Pernas Inspector Romão
Rita Durão Odete (secretária de Sara)
Teresa Faria Manuela

Lista de fases[editar | editar código-fonte]

Fases Episódios Exibição em Portugal
Estreia Final
1 199 1 de maio de 2017 3 de dezembro de 2017
2 128 4 de dezembro de 2017 21 de abril de 2018

Audiências[editar | editar código-fonte]

A novela estreou a 1 de maio de 2017 das 21:38 às 22:25 e alcançou 13,8% de rating e 27,6% de share, com cerca de 1 milhão e 311 mil espectadores em Live+Vosdal, perdendo para a concorrência direta: Ouro Verde representando uma das piores audiência de uma estreia da SIC nos últimos anos. O episódio teve o seu pico às 21:53 com 14,3% de rating e 28,5% de share com 1 milhão e 358 mil espectadores.[2]

Já no seu segundo episódio, liderou o horário contra a novela Ouro Verde da TVI, marcando 13,3% de rating e 27,5% de share e cerca de 1 milhão e 263 mil espectadores. [3]

No dia 16 de outubro de 2017, a SIC exibiu um Episódio Especial de Espelho d'Água em homenagem aos bombeiros e aos incêndios onde alcançou 9,7% de rating e 26,0% de share com cerca de 921 mil espectadores liderando o horário. E levando a principal concorrente A Impostora (TVI) ao seu mínimo de share com 7,0% de rating e 19,5% de share com cerca de 674 mil espectadores.

No dia 21 de novembro de 2017, Espelho d'Água marcou o melhor valor de sempre ao chegar aos valores do milhão de espectadores ao marcar 10,4% de rating e 29,2% de share com cerca de 988 mil espectadores em média a acompanhar mais um episódio na novela.

A novela terminou no dia 21 de abril de 2018 com o melhor valor de 2018, 10,3% de rating e 27,2% share, com cerca de 978 mil e 500 espectadores a acompanhar o último episódio.

Espelho d' Água teve como média final, 8,6% de rating e 23,5% de share com cerca de 817 mil espectadores a acompanhar os 327 episódios. Audiência inferior à sua antecessora Rainha das Flores.

Média Episódios
exibidos
Rating Share Ref.
2017 Maio 27 10,2% 24,7% [4]
Junho 25 8,6% 23,9% [5]
Julho 29 8,8% 23,7% [6]
Agosto 31 8,1% 22,8%
Setembro 30 8,0% 22,9% [7]
Outubro 26 8,6% 23,9% ...
Novembro 28 8,7% 24,6% ...
Dezembro 28 8,2% 22,4% ...
2018 Janeiro 30 8,5% 22,6% ...
Fevereiro 28 8,3% 22,9% ...
Março 27 8,6% 23,8% ...
Abril 18 8,7% 24,1% ...
Total 327 8,6% 23,5%

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Referências