Marina Mota

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marina Mota
Nome completo Marina da Conceição Ribeiro Mota
Nascimento 7 de outubro de 1962 (55 anos)
Lisboa, Portugal
Nacionalidade Portugal portuguesa
Ocupação actriz, produtora e cantora
Cônjuge Carlos Cunha (1982-1996)

Oceano

Marina da Conceição Ribeiro Mota[1] (Alcântara, Lisboa, 7 de outubro de 1962) é uma atriz, produtora e cantora portuguesa.

Sendo uma das caras mais conhecidas do humor em Portugal. Marina Mota é detentora de um invejável currículo na área do teatro de revista e dos programas de humor na televisão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasce e cresceu no bairro de Alcântara, em Lisboa. Tem uma irmã seis anos mais nova, Susana.

Andou na Escola Francisco Arruda. Aos 10 anos inscreveram-na no primeiro Festival da Canção Infantil, feito pela Casa da Imprensa, e venceu. Como prémio, gravou um disco. Em 1982 estreou-se no Teatro ABC com a peça “Chá e Porradas”

Durante muitos anos, além de presença diária nos seus programas televisivos, a artista participou ainda em inúmeras peças de teatro de revista onde, além do desempenho enquanto atriz, também atuava como cantora. A sua voz forte e melancólica fez mesmo com que chegasse a cantar no Festival RTP da Canção, e a gravar alguns álbuns de fado. Lançou, no ano 2006, um trabalho discográfico intitulado ESTADOS D'ALMA. Em 2007, regressa à televisão, depois de alguns anos de ausência, participando em Fascínios (TVI), sendo a primeira vez que participa numa telenovela. É consensualmente reconhecida pelo público como um dos maiores nomes da representação e do humor em Portugal.

Em 2007, regressou 11 anos depois ao Parque Mayer, integrando o elenco da revista HIP HOP' ARQUE no Teatro Maria Vitória (Parque Mayer), onde desempenhou também as funções de encenadora e co-produtora. Seguiu-se a revista "PIRATADA À PORTUGUESA", onde para além de actriz, encenadora, co-produtora, e directora, vem se a estrear como autora ao lado do veterano Francisco Nicholson, esta revista acabou em junho de 2009. Em 2011, foi convidada por Miguel Falabella para atuar em sua novela, Aquele Beijo, que foi transmitida pela TV Globo, uma emissora brasileira.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Foi casada com o actor Carlos Cunha. Conheceram-se em 1982 e casaram-se em Setembro desse ano, estando Marina grávida da filha Érika. Estiveram casados 14 anos, divorciando-se em 1996[2].

Após o casamento, teve um longo namoro com o ex-jogador Oceano da Cruz.[3][4]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Projeto Personagem Canal Notas
1988 Toma Lá Revista Várias Personagens RTP Teatro em Televisão
1989 Canto Alegre Várias Personagens
A Prova dos Novos Várias Personagens Teatro em Televisão
1992 Grande Noite
1992/1993 Marina, Marina Marina Loureiro Série
1993/1995 Ora Bolas Marina Várias Personagens SIC
1996 Marina Dona Revista Várias Personagens
1997 Era Uma Vez Várias Personagens
1998/1999 Um Sarilho Chamado Marina Marina Montoya
2000 Bem Vinda Marina Várias Personagens TVI Especial
2000/2001 Bora Lá Marina Várias Personagens Série
2007/2008 Fascínios Rosa Amaral Telenovela
2008 Hip-Hop'Arque Várias Personagens Teatro em Televisão
2010 Gala das Galas Várias Personagens RTP Especial
2011 Piratada à Portuguesa Várias Personagens TVI Teatro em Televisão
2011/2012 Aquele Beijo Amália Santelmo TVGlobo Telenovela
2013 Portugal Sempre Ligado Várias Personagens RTP Especial
2013/2014 Destinos Cruzados Emília Cabreira TVI Telenovela
2014/2015 Bem-Vindos a Beirais Lucinda Silva RTP Série
2016/ 2017 Rainha das Flores Alexandra Piedade SIC Telenovela
2017/2018 Espelho d'Água Sal Silvier

Teatro[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

  • 1991 - Um Crime de Luxo

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 19?? - Meu Nome
  • 19?? - Bonecas
  • 19?? - Fados
  • 19?? - Símbolos da Liberdade
  • 19?? - Amor de Neta
  • 19?? - Só Lisboa
  • 19?? - Ferro Velho
  • 19?? - Não batam mais no Zézinho
  • 1989 - Partir de mim
  • 19?? - Teu Corpo, Minha Lei
  • 19?? - Fado Vitória
  • 19?? - Coisas do Amor
  • 1998 - Marina Mota Encanta
  • 1999 - O Melhor dos Melhores
  • 2005 - Estados de Alma

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

  • 1994 - As Nossas Estrelas
  • 1994 - A Grande Noite
  • 1996/99 - Mundo VIP
  • 2000 - Bem Vinda Marina
  • 2006 - Herman SIC
  • 2006 - Dança Comigo
  • 2006 - Inauguração do Campo Pequeno
  • 2007 - As Maravilhas do Mundo e de Portugal
  • 2011 - Nico à Noite

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Guitarra e Viola Douradas.png Marina Mota venceu a Grande Noite do Fado 1979 da Casa da Imprensa de Lisboa, na categoria de Femininos