Oceano da Cruz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Oceano
Oceano
Oceano em 2014.
Informações pessoais
Nome completo Oceano Andrade da Cruz
Data de nasc. 29 de julho de 1962 (53 anos)
Local de nasc. São Vicente, Portugal Cabo Verde
Altura 1,77 m
Informações profissionais
Equipa atual Flag of Iran.svg Irã
Posição Auxiliar-técnico (Ex-meio-campo)
Clubes de juventude
1976–1980 Portugal Almada
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1980–1982
1982–1983
1983–1984
1984–1991
1991–1994
1994–1998
1998–1999
Portugal Almada
Portugal Odivelas
Portugal Nacional
Portugal Sporting
Espanha Real Sociedad
Portugal Sporting
França Toulouse FC



203 (17)
96 (17)
106 (22)
30 (6)
Seleção nacional

1985–1998
Flag of Portugal.svg Portugal Sub-21
Flag of Portugal.svg Portugal
4 (0)
54 (8)
Times/Equipas que treinou
2009–2010
2012
2012
2014–
Portugal Portugal sub-21
Portugal Sporting B
Portugal Sporting CP (interino)
Flag of Iran.svg Irã (auxiliar-técnico)

Oceano Andrade da Cruz (São Vicente, Cabo Verde, 29 de Julho de 1962) é um antigo jogador de futebol português, jogava na posição de meio-campo, sendo considerado um dos grandes centro-campistas portugueses nas décadas de 1980 e de 1990.

A sua família imigrou de Cabo Verde para Portugal quando ele era uma criança.

Teve um longo namoro com a actriz Marina Mota.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou no Almada Atlético Clube, antes de se mudar para o Nacional da Madeira, onde teve boas atuações e boa força física, sendo mais tarde contratado pelo Sporting.

Foi jogador do Sporting nas épocas de 1982/1983 a 1989/1990, e de 1994/1995 a 1997/1998, onde se mostrou ser um jogador concentrado e muito constante, apesar de nunca ter ganho um campeonato. ganhou a taça de Portugal na época de 1994/1995. Depois mudou-se para o campeonato espanhol, alinhando pela Real Sociedad de 1990/1991 a 1993/1994, sendo um dos melhores jogadores da Liga Espanhola.

Jogou 54 vezes pela Selecção Portuguesa de Futebol, marcando 8 golos, desde a sua estreia a 30 de Janeiro de 1985, num jogo frente á Roménia que saiu derrotado por 2-3, até á sua última partida em 22 de Abril de 1998, num jogo frente à Inglaterra, que saiu derrotado por 0-3. Contudo, a sua presença habitual na seleção foi só atingida na década de 1990, sendo um jogador fundamental no Campeonato Europeu de Futebol de 1996, onde Portugal chegou aos quartos-de-final, perdendo para a República Checa, 0-1. Esteve presente igualmente nas qualificações para o Campeonato do Mundo de 1998, o qual Portugal falhou.

Depois de deixar o Sporting, passou o final da época de 1998/1999 no Toulouse FC, onde terminou a sua carreira com 36 anos.

Oceano pertenceu aos quadros da Federação Portuguesa de Futebol, assumindo o cargo de seleccionador nacional de Sub-21 em 2009.[1]

A 5 de Outubro de 2012, o conselho de administração do Sporting Clube de Portugal anunciou que Oceano Cruz substituiria interinamente o treinador Ricardo Sá Pinto, despedido depois de uma sucessão de maus jogos, enquanto não fosse escolhido um novo treinador.[2] A 24 de Outubro de 2012, a escolha recaiu sobre Franky Vercauteren, dessa forma terminando o curto período de Oceano à frente do Sporting.[3]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]