Francisco Xavier de Luna Pizarro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Francisco Xavier de Luna Pizarro
2.º Presidente do Peru
Período 20 de setembro de 1822
a 22 de setembro de 1822
Antecessor(a) José de San Martín
Sucessor(a) José de La Mar
14º Presidente do Peru
Período 20 de dezembro de 1833
a 21 de dezembro de 1833
Antecessor(a) Agustín Gamarra
Sucessor(a) Luis José de Orbegoso
Profissão Prelado
Francisco Xavier de Luna Pizarro
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo de Lima
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Lima
Nomeação 24 de abril de 1845
Predecessor Francisco de Sales Arrieta
Sucessor José Manuel Pasquel
Mandato 1845-1855
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 6 de julho de 1806
por Bartolomé María de las Heras Navarro
Nomeação episcopal 1 de fevereiro de 1836
Ordenação episcopal 21 de setembro de 1837
Catedral de Lima
por Jorge de Benavente y Macoaga
Nomeado arcebispo 24 de abril de 1845
Dados pessoais
Nascimento Arequipa, Vice-reino do Peru
3 de setembro de 1780
Morte Lima, Peru
9 de fevereiro de 1855 (74 anos)
Nacionalidade peruano
Funções exercidas - Bispo-auxiliar de Lima (1836-1845)
Títulos anteriores - Bispo-titular de Alalis (1836-1845)
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Francisco Xavier de Luna Pizarro Pacheco (Arequipa, 3 de novembro de 1780[1] - Lima, 9 de fevereiro de 1855) foi um prelado da Igreja Católica e político peruano.[2][3]

Considerado uma das mais influentes figuras políticas do Peru Independente, Luna Pizarro exerceu a presidência interina do país em dois breves períodos nos anos de 1822 e 1833. Como Presidente do Congresso Constituinte,[4] esteve entre os principais articuladores das três primeiras Constituições do Peru (1822, 1827 e 1834).

Foi também Arcebispo de Lima, de 1843 a 1855.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Desde muito jovem se inclinou para a profissão religiosa, estudando no Seminário de San Jerónimo de Arequipa, graças a uma bolsa concedida pelo então bispo de Arequipa, Dom Pedro José Chávez de la Rosa. Formou-se em doutorado em direito na Universidade Régia e Pontifícia do Colégio Seminário de Santo Antônio Abade de Cusco, em 1796.[5]

Em 6 de julho de 1806, foi ordenado padre, pelo bispo de Cusco, Dom Bartolomé María de las Heras Navarro.[6] Em 1807 foi nomeado Vice-Reitor e Regente de Estudos do Seminário de San Jerónimoe, no ano seguinte, obteve em concurso a paróquia de Torata na Diocese de Arequipa.[5]

Em 1809 foi para a Espanha acompanhando o Bispo Chávez de la Rosa, onde foi nomeado capelão do Conselho das Índias. Foi nomeado depois por Dom Heras como examinador sinodal. Em 7 de janeiro de 1814 foi nomeado Secretário do Capítulo da Sé de Lima. O Vice-rei José Fernando de Abascal y Sousa, fundador do Escola de Medicina San Fernando de Lima nomeou-o seu reitor, após a Independência.[5]

Em 1818 foi um dos membros para a organização dos estatutos das conferências de Jurisprudência da Ordem dos Advogados de Lima. Luna Pizarro foi um grande apoio do General José de San Martín para a transmissão de ordens e troca de mensagens antes da entrada do Exército de Libertação na capital do Peru, e participou da sessão do Cabido de Lima, em 15 de julho de 1821, em que falou sobre a independência, e firmou sua assinatura, nesse mesmo dia, no ato da independência, exatamente ao lado de outro notável herói e clérigo como ele, Toribio Rodríguez de Mendoza. Serviu pela primeira vez como presidente interino do país entre 20 e 22 de setembro de 1822.[5]

Em 1823, sendo deputado ao primeiro Congresso Constituinte, foi seu presidente. Por desentender-se com José de la Riva Agüero, exilou-se no Chile neste mesmo ano, retornando em 1825. Mas logo retornou ao exílio chileno, por desentender-se desta vez com Simón Bolívar. Em 1829, com a queda de José de La Mar, foi preso e mais uma vez, desterrado para o Chile, retornando em 1832. Em dezembro de 1833, mais uma vez ocupou a cadeira presidencial interinamente.[5]

Foi nomeado pelo Papa Gregório XVI como bispo-auxiliar de Lima, atribuindo o título in partibus infidelium de Alalis em 1 de fevereiro de 1836. Foi consagrado em 21 de setembro de 1837, na Catedral de Lima, por Dom Jorge de Benavente y Macoaga, arcebispo de Lima. Com a morte de Dom Francisco de Sales Arrieta, foi nomeado vigário capitular em sé vacante até que foi proposto para arcebispo de Lima, confirmado pelo Papa Gregório XVI em 24 de abril de 1845, recebendo o pálio no dia 27 de abril de 1846.[5][6]

Organizou o Seminário dando-lhe constituições segundo o espírito do Concílio de Trento, aumentando prodigiosamente os seus rendimentos, e para o conseguir sujeitou-se a uma vida frugal e pobre, com o objetivo de doar o excedente de sua renda, como verificou deixando-lhe uma soma considerável, com a qual um quarto maior poderia ser providenciado por seu sucessor, reformando-o de maneira decente e conveniente para o benefício do clero.[5]

Morreu em Lima em 9 de fevereiro de 1855 e seu corpo foi sepultado no panteão arquiepiscopal da Catedral de Lima.[5][6]

Referências

  1. Hamnett, Brian (2017). The Enlightenment in Iberia and Ibero-America (em inglês). Cardiff: University of Wales Press. p. 206 
  2. Markham, Sir Clements Robert (1856). Cuzco: A Journey to the Ancient Capital of Peru; with an Account of the History, Language, Literature, and Antiquities of the Incas. And Lima: a Visit to the Capital and Provinces of Modern Peru; with a Sketch of the Vice Regal Government, History of the Republic, and a Review of the Literature and Society of Peru. With Illustrations and a Map (em inglês). Londres: Chapman and Hall. p. 152 
  3. a b Markham, Clements R. (2014). Cuzco and Lima (em inglês). Cambridge: Cambridge University Press. pp. 381–382 
  4. Englekirk, John Eugene (1966). De lo nuestro y lo ajeno (em espanhol). [S.l.]: Editorial Cultura. p. 220 
  5. a b c d e f g h «Biografia de Francisco Xavier de Luna Pizarro Pacheco» (PDF) (em espanhol). Museu do Congresso Nacional Peruano 
  6. a b c Catholic Hierarchy

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
José de San Martín
Escudo nacional del Perú.svg
Presidente do Peru (interino)

1822
Sucedido por
José de La Mar
Precedido por
Agustín Gamarra
Escudo nacional del Perú.svg
Presidente do Peru (interino)

1833
Sucedido por
Luis José de Orbegoso
Precedido por
Johann Michael Leonhard
Template-Bishop.svg
Bispo-titular de Alalis

18361845
Sucedido por
Antonio Maria Curcio
Precedido por
Francisco de Sales Arrieta
Template-Metropolitan Archbishop.svg
Arcebispo de Lima

18451855
Sucedido por
José Manuel Pasquel