GAVI Alliance

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Gavi, the Vaccine Alliance)
Aliança Gavi
Quadro profissional
Tipo
Sede social
País
Organização
Direção
Seth Berkley (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Parceriam com
ID2020 (en)Visualizar e editar dados no Wikidata
Distinção
Website

A GAVI Alliance (em inglês: Gavi, the Vaccine Alliance; em tradução livre: Gavi, a Aliança Das Vacinas) é uma iniciativa da Fundação Bill e Melinda Gates que se tornou realidade em 2000 com a ajuda de outros parceiros. Era uma época em que a distribuição das vacinas nas áreas mais pobres do mundo tinha começado a diminuir, já que no final do anos 90 as taxas da imunização estavam estagnadas ou em declínio. Quase 30 milhões de crianças nascidas a cada ano em países em desenvolvimento não estavam sendo imunizadas completamente. [1]

Em seu website, a Aliança se descreve como uma parceria público-privada, uma união de governos de países, com a Organização Mundial da Saúde, o Banco Mundial, a Fundação Bill & Melinda Gates e outros doadores, incluindo fundações, ONGs, associações profissionais e comunitárias, organizações religiosas e universidades; fabricantes de vacina; institutos de pesquisa e técnicos de saúde, entre outros. [1] [2] [3]

Missão e visão[editar | editar código-fonte]

Missão: "Salvar vidas, reduzir a pobreza e proteger o mundo contra a ameaça de epidemias." [1]

Visão: "Não deixar ninguém para trás com imunização' e a missão de salvar vidas e proteger a saúde das pessoas aumentando o uso equitativo e sustentável de vacinas". [4]

Principais parceiros[editar | editar código-fonte]

Fundação Bill e Melinda Gates, Unicef, OMS e Banco Mundial. [3]

Como trabalha a GAVI?[editar | editar código-fonte]

As estratégias são definidas a cada cinco anos, quando a "Gavi faz um inventário das vacinas disponíveis e em desenvolvimento e define novas prioridades", explica a Aliança em seu website. [5]

Os países elegíveis para receber a ajuda da GAVI determinam as necessidades com respeito à imunização, pedem o apoio financeiro e depois supervisionam os programas de vacinação. Segundo a linha política de financiamento da GAVI, os países que recebem o apoio financeiro são obrigados a dar uma contribuição para custear as vacinas, a fim de fortalecer a sustentabilidade dos programas de imunização de longo prazo. [6]

Esta lista de países é revista a cada ano. [7] [8]

O IFFIm[editar | editar código-fonte]

O Fundo de Financiamento Internacional para Imunização (International Finance Facility for Immunisation - IFFIm) é uma uma instituição de caridade do Reino Unido fundada em 2006 que trabalha angariando fundos para a GAVI através da distribuição de obrigações - venda de "títulos de vacinas" - nos mercados financeiros e usando compromissos de longo prazo de governos como garantia e para repagar juros. [9] [10]

Em junho de 2020, 926 milhões foram prometidos ao Fundo - para virarem títulos a serem vendidos e resgatados no futuro - por quatro países: Itália, Holanda, Noruega e Espanha.[11]

Atualmente (2020), 10 países são os apoiadores do Fundo, assumindo o compromisso do pagamento dos "títulos de vacinas" aos investidores no futuro: Reino Unido, França, Itália, Austrália, Noruega, Espanha, Países Baixos, Suécia, África do Sul e Brasil. [12] [13]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Desde 2000 a 2010, a GAVI contribuiu com a imunização[14] de 288 milhões de crianças contra doenças mortais como a difteria, o tétano, a coqueluche (tosse comprida), a hepatite B, a Haemophilus influenza, a febre amarela e a poliomelite. Segundo uma estimativa da OMS em 2010, a GAVI impediu mais de cinco milhões de mortes futuras e tem a possibilidade de ajudar os países a salvar mais vidas por meio da introdução de novas vacinas.[15] [16] [17]

Em 2020, segundo a Aliança, 760 milhões de crianças haviam sido beneficiadas nos países mais pobres do mundo e mais de 13 milhões de mortes haviam sido evitadas. [1]

Em 25 de agosto de 2020, por exemplo, a OMS noticiou que a poliomielite havia sido erradicada na África com a ajuda da Aliança. [18]

Em relação aos impactos econômicos, a instituição diz que "para cada 1 dólar investido em vacinas em países apoiados pela Gavi, há um retorno de 54 dólares com doenças evitadas e benefícios sociais mais amplos para pessoas que vivem vidas mais longas e saudáveis. Até o momento, as vacinas apoiadas pela Gavi ajudaram a gerar mais de US $ 150 bilhões em benefícios econômicos desde 2000".

Covax Facility[editar | editar código-fonte]

Em 2020, em meio à grave crise da pandemia de Covid-19, a CEPI, a OMS e a Gavi criaram o programa Covax Facility para arrecadar dinheiro que seria utilizado para distribuir vacinas, a preço de custo, para os países mais pobres do planeta. [19]

Em 18 de dezembro de 2020, a OMS anunciou que 190 nações tinham aderido à iniciativa e que 92 países eram, àquela altura, elegíveis, de acordo com as regras, para receberem imunizantes através do programa. [20]

No final de janeiro de 2021, a Gavi anunciou que até o final de 2021, 2,3 bilhões de doses de vacinas covid-19 deveriam ser entregues aos países subdesenvolvidos, na seguinte proporção (pela população): Sudeste Asiático: 695 milhões; África: 540 milhões; Mediterrâneo Oriental: 355 milhões; Américas e Caribe: 280 milhões; Pacífico Ocidental: 225 milhões; Europa: 165 milhões de doses. A previsão é de que 1,3 bilhão dessas doses sejam entregues sem custo às nações mais pobres. [21]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d «About our Alliance». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  2. «Phase 4 (2016-2020)». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  3. a b «Gavi's partnership model». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  4. «Strategy». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  5. «Vaccine investment strategy». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  6. «Gavi's business model». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  7. «Programmes and Impact». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  8. «How our support works». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  9. «World Leaders Pledge US$ 926 Million to IFFIm | Supporting Gavi, The Vaccine Alliance». iffim.org. Consultado em 30 de agosto de 2020 
  10. «About IFFIm | Supporting Gavi, The Vaccine Alliance». iffim.org. Consultado em 30 de agosto de 2020 
  11. «World Leaders Pledge US$ 926 Million to IFFIm | Supporting Gavi, The Vaccine Alliance». iffim.org. Consultado em 30 de agosto de 2020 
  12. «Donors | Supporting Gavi, The Vaccine Alliance». iffim.org. Consultado em 30 de agosto de 2020 
  13. «Brasil doará US$ 20 milhões à Aliança Global para Vacinas e Imunização». www.itamaraty.gov.br. Consultado em 30 de agosto de 2020 
  14. «Aspects of India's Economy No. 57 - Jacob Levich - The Real Agenda of the Gates Foundation». www.rupe-india.org. Consultado em 16 de maio de 2021 
  15. «Cópia arquivada». Consultado em 18 de agosto de 2011. Arquivado do original em 23 de outubro de 2012 
  16. «Phase 2 (2006-2010)». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  17. «Phase 2 (2006-2010)». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  18. «Global polio eradication initiative applauds WHO African region for wild polio-free certification». www.who.int (em inglês). Consultado em 30 de agosto de 2020 
  19. «COVAX». www.who.int (em inglês). Consultado em 19 de dezembro de 2020 
  20. «COVAX ANNOUNCES ADDITIONAL DEALS TO ACCESS PROMISING COVID-19 VACCINE CANDIDATES; PLANS GLOBAL ROLLOUT STARTING Q1 2021». www.who.int (em inglês). Consultado em 19 de dezembro de 2020 
  21. «COVAX Supply Forecast reveals where and when COVID-19 vaccines will be delivered». www.gavi.org (em inglês). Consultado em 3 de fevereiro de 2021 

Ver também[editar | editar código-fonte]