Graça Machel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Graça Machel
2.ª Primeira-dama da África do Sul
Período 18 de julho de 1998
até 14 de junho de 1999
Antecessor Winnie Madikizela-Mandela
Sucessor Zanele Mbeki
1.ª Primeira-dama de Moçambique
Período 25 de junho de 1975
até 19 de outubro de 1986
Sucessor Marcelina Chissano
Dados pessoais
Nome completo Graça Simbine Machel Mandela
Nascimento 17 de outubro de 1945 (75 anos)
Incadine, Manjacaze
Nacionalidade moçambicana
Alma mater Universidade de Lisboa
Cônjuge Samora Machel (c. 1975; v. 1986)
Nelson Mandela (c. 1998; v. 2013)
Profissão professora, ativista humanitária

Graça Simbine Machel Mandela (Incadine, Manjacaze, Gaza, 17 de outubro de 1945) é uma política e ativista dos direitos humanos moçambicana. Foi a primeira-dama de Moçambique, desde 1976, quando se casou com Samora Machel, o primeiro presidente de Moçambique, morto em 1986. Em 1998, casou-se com Nelson Mandela, o primeiro presidente negro da África do Sul.[1] Pelos casamentos, Graça Machel tornou-se a única pessoa no mundo a ser primeira-dama de mais de uma nação.[1]

Com Samora Machel teve dois filhos: Josina Z. Machel e Malengani Machel.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Graça Machel, Nicolae Ceauşescu e Samora Machel, em Maputo, em 1979

Graça Machel formou-se como bacharel em Filologia da língua alemã pela Universidade de Lisboa. Voltou a Moçambique como professora e lutou clandestinamente com a FRELIMO durante a Luta Armada de Libertação Nacional. Foi ministra da Educação e da Cultura no primeiro governo moçambicano, durante cerca de 14 anos.

Após a morte de Samora Machel, em 1986, continuou a sua atividade política no partido Frelimo e criou uma organização sem fins lucrativos a Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade. Em 1990 foi nomeada pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas para o Estudo do Impacto dos Conflitos Armados na Infância. Como reconhecimento do seu trabalho, recebeu a "Medalha Nansen" das Nações Unidas em 1995. Em 1998, ela foi um dos dois vencedores do Prémio Norte-Sul .[2]

É presidente do Conselho de Administração da Universidade da Cidade do Cabo.

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Adm. sítio web (2015). «First First Lady of more than one country». Officially Amazing – Guinness World Records. Consultado em 21 de março de 2015 
  2. «The North South Prize of Lisbon». North-South Centre. Council of Europe. Consultado em 21 de janeiro de 2008. Cópia arquivada em 15 de fevereiro de 2008 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.