Fernando Venâncio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fernando Venâncio
Fernando Venâncio (2009)
Nascimento 13 de novembro de 1944
Mértola, Portugal Portugal
Género literário Romance, conto
Movimento literário Pós-modernismo
Magnum opus Beijo Técnico e Outras Histórias

Fernando Venâncio (Mértola, Portugal, 1944) é um escritor português, intelectual, crítico literário, e académico. Actualmente, tem nacionalidade holandesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Fernando Venâncio passou sua infância em Lisboa, completou o liceu na cidade de Braga. Estudou Filosofia em Vila Nova de Ourém e Teologia em Lisboa. Em 1970 mudou-se para a Holanda, onde acabou por concluir seus estudos em linguística pela Universidade de Amesterdão, em 1976. Dois anos depois, começou a leccionar no departamento de estudos de Português na Universidade de Nijmegen. De 1984 a 1988 leccionou na Universidade de Utreque; acabou tornando à Universidade de Amesterdão para ensinar Português e cultura, até hoje. Em 1995, Venâncio terminou seu doutoramento com uma tese sobre a linguagem em Portugal na época de Castilho. É autor e colaborador regular de revistas de prestígio como o Jornal de Letras, Ler e Colóquio/Letras, trabalha como crítico literário. Também colabora com o jornal Expresso e na revista Visão. Até Março de 2008 foi colaborador regular do blogue colectivo Aspirina B[1].

Venâncio é um detractor do Acordo Ortográfico de 1990 e muito controverso com as ideias reintegracionistas, na relação entre o galego e o português, embora expresse simpatias.[2][3][4] [5]

Obra seleccionada[editar | editar código-fonte]

  • Uma migalha na Saia do Universo, 1997
  • Estilo e Preconceito. A Língua Literária em Portugal na Época de Castilho, 1998 (Tese de Doutoramento, publicada pelas Edições Cosmos)
  • Um Almoço de Negócios em Sintra, 1999 (translation of the work by Gerrit Komrij)
  • Os Esquemas de Fradique, 1999
  • Jose Saramago: A Luz e o Sombreado, 2000
  • El-Rei no Porto, 2001
  • Maquinações e Bons Sentimentos, 2002
  • Ensaios Literários, 2002
  • Quem Inventou Marrocos: Diários de Viagem, 2004
  • Último Minuete em Lisboa, 2008
  • Beijo Técnico e Outras Histórias, 2015
  • Assim Nasceu uma Língua, 2019[6].

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]