Helmut Wick

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Helmut Wick
Flag of Germany (1935–1945).svg
Nascimento 5 de agosto de 1915
Mannheim
Morte 28 de novembro de 1940 (25 anos)
Nacionalidade alemão
Cargo Kommodore da JG 2
Serviço militar
Patente Major

Helmut Wick (Mannheim, 5 de agosto de 1915 - 28 de novembro de 1940) foi um piloto de caça da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial tendo alcançado 56 vitórias aéreas confirmadas em 168 missões de combate, sendo destes, 24 Spitfires.

História[editar | editar código-fonte]

Wick era o mais jovem de três filhos de um engenheiro civil, entrou para a recém criada força aérea alemã (Luftwaffe) em 1935. Recebeu a patente de Fahnenjunker em Abril de 1936, e em Julho de 1937 acabou sendo promovido para Fähnrich. Ao completar o seu treinamento de piloto, foi enviado para a II./JG 134 onde pilotou um caça biplano Arado Ar 68.

Recebeu a patente de Leutnant em 1 de Setembro de 1938. Já no mês de Janeiro de 1939, Wick foi enviado para a 1./JG 53, onde passou a pilotar os caças Messerschmitt Bf 109 estando sob o comando de Werner Mölders (115 vitórias, RK-Br, morto em acidente aéreo, 22 de Novembro de 1941).

Foi transferido para a JG 2 em 30 de Agosto de 1939 onde integrou a 3./JG 2 e serviu nesta unidade na defesa aérea de Berlim durante a Invasão da Polônia. A sua primeira vitória e de sua Geschwader ocorreu em 22 de Novembro de 1939 ao abater um caça frances Hawk 75 próximo de Strasbourg, pilotado pelo Adjutant Camille Plubeau (14 vitórias) do GC II/4, Armée de l’Air.

No dia 10 de Maio, a 3./JG 2 foi enviada para a Frente Ocidental mas Wick permaneceu um pouco mais devido a problemas no motor de seu avião que teve de ser trocado, e acabou chegando ao fronte apenas no dia 21 de Maio. Durante a Invasão da França atingiu um total de 12 vitórias confirmadas e outras duas não confirmadas.

Wick também obteve sucesso na Batalha da Inglaterra e foi apontado como Staffelkapitän da 3./JG 2 em 1 de Agosto de 1940, tendo liderado esta unidade até 23 de Junho. Pelos seus feitos em combate o Oberleutnant Wick foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro em 27 de Agosto de 1940 e em seguida, no dia 4 de Setembro de 1940, recebeu a promoção para a patente de Hauptmann e assumiu o comando da 6./JG 2, tendo alcançado mais seis vitórias aéreas confirmadas nesta unidade, tendo um total de 28.

Wick foi designado Gruppenkommandeur of I./JG 2 no dia 9 de Setembro. No dia 5 de Outubro, ele abateu 5 caças da RAF sendo condecorado de imediato com as Folhas de Carvalho (Nr 4).

Foi promovido para Major e acabou se tornando o mais jovem soldado da Wehrmacht a atingir esta patente, estado com apenas 25 anos de idade. Wick em seguida foi designado Kommodore da JG 2 no dia 20 de Outubro de 1940, ssendo o sucessor do Major Wolfgang Schellmann (25 vitórias, RK) que deixou este comando para assumir outro, o da Jagdgeschwader 27.

No dia 6 de Novembro, Wick abateu mais 5 caças da RAF sendo estas as suas vitórias de 48 até 52. No dia 28 de Novembro de 1940, Wick alcançou a sua 55ª vitória, se tornando por um curto período o maior ás do mundo em número de vitórias.No dia seguinte numa "Freie Jagd" sobre o Canal, Wick abateu um Spitfire, sendo esta a sua 56ª e última vitória.

No seu retorno para a base foi abatido pelo ás Flight Lieutenant John Dundas (13.333 confirmadas, 2 prováveis e 4.5 danificados) do 609 Squadron da RAF, que acabou morrendo no mesmo combate. Wick conseguiu sair se seu Bf 109 E-4 (W.Nr. 5344) “Black < - + -“ saltando sobre o Canal, o seu “Geschwaderstab Schwarm” Hauptmann Rudi Pflanz (52 vitórias, RK, morto em ação 31 de Julho de 1942) circulou a área avisando pelo rádio que um Spitfire havia sido abatido na esperança de chamar a atenção do serviço de resgate britânico. Pflanz continuou voando até o seu combustível quase acabar, tendo de fazer um pouso forçado nas praias da França.

O corpo de Wick nunca foi encontrado. Deixou uma viúva, Ursel, namorada com quem casou-se em Agosto de 1939 e um filho com 1 ano de idade ao tempo de seu desaparecimento. A família residia em Berlim.

Enquanto eu puder abater o inimigo, para a honra da Geschwader Richthofen e para o sucesso da Pátria, eu serei um homem feliz. Eu quero lutar e morrer lutando, levando comigo o maior número possível de inimigos.

Helmut Wick

Comandos[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Hptm Hennig Strümpell
Gruppenkommandeur of I./JG 2
9 de setembro de 1940 - 20 de outubro de 1940
Sucedido por
Hptm Karl-Heinz Krahl
Precedido por
Major Wolfgang Schellmann
Kommodore da JG 2
20 de outubro de 1940 - 28 de novembro de 1940
Sucedido por
Hptm Karl-Heinz Greisert

Promoções[editar | editar código-fonte]

  • Fahnenjunker - abril de 1936
  • Fähnrich - julho de 1937
  • Leutnant - 1 de setembro de 1938
  • Hauptmann - 7 de setembro de 1940
  • Major - 20 de outubro de 1940

Condecorações[editar | editar código-fonte]

  • Junho de 1940 - Cruz de Ferro de 1ª classe
  • 27 de agosto de 1940 - Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro
  • 6 de outubro de 1940 - Folhas de Carvalho da Cruz de Cavaleiro (nº 4)

Referências

  • «Luftwaffe 39-45». Helmut Wick. Consultado em 6 de Março de 2009 
  • «Ases da Luftwaffe». Helmut Wick. Consultado em 6 de Março de 2009 
  • Herbert Ringlstetter: Major Helmut Wick. Kommodore Jagdgeschwader Richthofen Nr. 2. Motorbuch-Verlag, 2000. (em alemão)
  • John Weal: Jagdgeschwader 2. Richthofen. Osprey, 2000. (em alemão)
  • Gordon Williamson: Knight's Cross and Oak-Leaves Recipients 1939-40. Knight's Cross and Oakleaves, 1939-40. Osprey, 2004 (em inglês)