Hugo Canuto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hugo Canuto
Nascimento 11 de junho de 1986 (33 anos)
Salvador
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade Federal da Bahia
Ocupação artista de história em quadrinhos, arquiteto, ilustrador
Página oficial
https://hugocanuto.com/

Hugo Canuto (Salvador, 11 de junho de 1986) é um arquiteto, ilustrador e quadrinista brasileiro.[1] Em 2015, lançou de forma independente, no Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte, a HQ A Canção de Mayrube – O Início, inspirada nas mitologias dos Povos da América.[2] Em 2016, participou da antologia Máquina Zero 2 da editora Quadro a Quadro.[3] Ainda em 2016, resolve homenagear aos 99 anos do quadrinista americano Jack Kirby, Hugo faz uma arte protagonizada por orixás da mitologia ioruba, inspirado na capa de Avengers #4, ilustrada por Kirby e publicada pela Marvel Comics em 1966, logo depois recriou uma capa do Poderoso Thor protagonizada por Xangô.[4][5] Após a repercussão, resolve criar um projeto de financiamento coletivo no Catarse de uma graphic novel sobre os orixás inspirada nos quadrinhos da Marvel intitulada Contos dos Orixás.[6][3] Em 2017, participou da Comic Con Experience, onde apresentou 16 ilustrações das principais divindades, cartões-postais, artbook e uma prévia do livro.[7] Inicialmente a HQ teria 60 páginas, mas Hugo resolveu que seria preciso 120 páginas para contar a história e em novembro de 2018, lançou uma nova campanha no Catarse para viabilizar a produção, [8] lançando no mês seguinte na Comic Con Experience.[9] Em abril de 2019, fez um lançamento no Centro Cultural São Paulo, com um bate-papo com o quadrinista Marcelo D'Salete (autor de Angola Janga) com mediação do antropólogo Hélio Menezes.[10]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.