Danilo Beyruth

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Danilo Beyruth (São Paulo,[1] 1973)[2] é um publicitário, ilustrador e quadrinista brasileiro.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado em desenho industrial[4], iniciou a carreira fazendo ilustrações para publicidade. Em 2006, resolve investir na carreira de quadrinista, se inscrevendo no curso de perspectiva da Quanta Academia, ministrado por Octavio Cariello e num curso por correspondência sobre narrativa de histórias em quadrinhos da renomada escola do quadrinista Joe Kubert[1]. No ano seguinte, começou a publicação do seu personagem Necronauta, um herói com a missão de transportar as almas dos mortos. Inicialmente, as histórias eram publicadas em fanzines (cinco edições), pela revista Popgun e como quadrinhos para telefone celular pelo projeto Oi Futuro da empresa de telefonia Oi.[5] Mais tarde, as aventuras do "salva-vidas dos mortos" foram reunidas em dois´volumes encadernados: o primeiro, publicado pela editora HQM, em 2010; o segundo pela Zarabatana, em 2011.[6]

Em 2010, Beyruth obteve financiamento da Secretaria da Cultura de São Paulo, por meio do ProAC - Programa de Ação Cultura, para produzir a sua primeira graphic novel. Escreveu e desenhou Bando de dois, a história de Tinhoso e Caveira de Boi, os últimos sobreviventes de um grupo de 20 cangaceiros, publicada pela editora Zarabatana.[7]

Com forte influência do western spaghetti, o álbum foi bem recebido pela crítica, valendo ao autor um Prêmio Angelo Agostini (melhor lançamento) e o Troféu HQ Mix em três categorias (Melhor Desenhista Nacional, Melhor Roteirista Nacional e Melhor Edição Especial Nacional).[8]

Em 2010, Danilo Beyruth também foi um dos participantes da coletânea Mauricio de Sousa por mais 50 artistas da Panini Comics, na qual elaborou a sua versão para a Turma do Penadinho.

Em Novembro de 2011, durante o Festival Internacional de Quadrinhos realizado em Belo Horizonte, o jornalista Sidney Gusman anunciou que em 2012, seria lançada a linha "Graphic MSP", uma série de graphic novels, diferente dos álbuns da série MSP 50, as graphic trariam histórias fechadas contendo 72 páginas, e o quadrinista Danilo Beyruth foi escolhido para criar uma história para o Astronauta.[9] lançando em Outubro do ano seguinte, o álbum Astronauta - Magnetar teve um prefácio escrito pelo navegador Amyr Klink[10] e consultoria do astrofísico Eduardo Cypriano.[11] A obra rendeu a Beyruth seu terceiro troféu HQ Mix, como melhor desenhista nacional, em 2013.[12] No ano seguinte, a editora lança uma sequencia, "Astronauta – Singularidade"[13] e dois volumes de uma série inspirada em São Jorge: São Jorge – Volume I – Soldado do Império[14] e São Jorge Volume II - A Última Batalha.[15]

Em Fevereiro de 2015, é anunciado que Bando de Dois será publicada em Portugal na Coleção Novela Gráfica, publicada pela editora Levoir em parceria com o jornal O Público,[16] e em setembro do mesmo ano, foi anunciado que Beyruth iria desenhar a personagem Gwenpool para a Marvel Comics.[17] Em novembro, ao anunciar as edições de 2016 da série, Gusman anuncia a terceira graphic novel do Astronauta,[18] em outubro de 2016, é anunciado o título da terceira graphic novel: Astronauta - Assimetria.[19]

Precedido por
André Diniz
Troféu HQ Mix - Melhor roteirista nacional
2010
Sucedido por
André Diniz
Precedido por
Marcelo Quintanilha
Troféu HQ Mix - Melhor desenhista nacional
2010
Sucedido por
Marcelo Lélis
Precedido por
Marcelo Lélis
Troféu HQ Mix - Melhor desenhista nacional
2013
Sucedido por
'


Referências

  1. a b Levi Trindade (2008). «A Hora do Necronauta». São Paulo: Panini Comics. Wizmania (6). ISSN 1679-5598 
  2. Rafael Braz (2 de novembro de 2012). «Astronauta, de Maurício de Souza, ganha quadrinho em versão mais madura». A Gazeta 
  3. Estefani Medeiros (26 de outubro de 2012). «"Astronauta - Magnetar" foca no drama solitário do personagem para conquistar público adulto». UOL 
  4. Manoel de Souza (2009). «Salva-vidas dos mortos». São Paulo: Editora Europa. Mundo dos Super-Heróis (18). ISSN 1676-6091 
  5. Carlos Costa (20 de maio de 2010). «Entrevista: Danilo Beyruth». HQManiacs 
  6. Zarabatana Books lança álbum do Necronauta. Universo HQ, 8 de setembro de 2011
  7. Bando de dois, de Danilo Beyruth, sai pela Zarabatana Universo HQ, 9 de setembro de 2010
  8. Prêmio Ângelo Agostini 2011 | Bando de Dois é premiado Omelete, 1 de fevereiro de 2011
  9. Samir Naliato (10 de novembro de 2011). «Primeiros lançamentos da linha Graphic MSP são anunciados no FIQ». Universo HQ 
  10. Sonia Racy (27 de setembro de 2012). «Solitários». Estadão 
  11. Marcelo Garcia (8 de novembro de 2012). «Uma odisseia brasileira no espaço». Ciência Hoje 
  12. Os vencedores do 25º Troféu HQ Mix. Universo HQ, 19 de julho de 2013
  13. Marcelo Naranjo (9 de dezembro de 2014). «Danilo Beyruth autografa Astronauta – Singularidade em São Paulo e Salvador». Universo HQ 
  14. São Jorge – Volume I – Soldado do Império
  15. Volume 2 de São Jorge
  16. Sidney Gusman (20 de fevereiro de 2015). «Bando de dois, de Danilo Beyruth, sairá em coleção portuguesa de graphic novels». Universo HQ 
  17. Danilo Beyruth desenhará Gwenpool
  18. Graphic MSP | Conheça os álbuns da Turma da Mônica para 2016
  19. Graphics MSP terão mais páginas e Astronauta 3 ganha título

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre autor ou ilustrador de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.