Hyundai Motor Company

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hyundai Motor Company
Sede da Hyundai Motor Company (direita) em Seul, Coreia do Sul
Nome nativo 현대자동차
Pública (LSE: HYUD)
Slogan New Thinking, New Possibilities
(Novas ideias. Novas Possibilidades.)
Indústria Automobilística
Fundação 29 de dezembro de 1967 (50 anos)
Sede Coreia do Sul Seul, Coreia do Sul
Área(s) servida(s) Mundo
Pessoas-chave Chung Mong-koo (Presidente & CEO)
Empregados 104.731 (2013) [1]
Produtos Automóveis
Divisões
Subsidiárias
Faturamento Green up.png 2,315 Trilhões apróx. US$2,5 bilhões
Website oficial hyundai.com.br
Hyundai Pony. O primeiro carro da Hyundai

A Hyundai Motor Company, (do coreano hangul: 현대자동차; hanja: 現代自動車; rr: Hyeondae Jadongcha , hangul: 현대; hanja: 現代; MR: Hyŏndae, IPA: [hjə́ːndɛ]) que significa "moderno", é uma multinacional sul-coreana de automóveis sediada em Seul, Coreia do Sul, fundada em 29 de dezembro de 1967 por Chung Ju-Yung, que em 1947 já havia fundado a Hyundai Engineering and Construction Company. Em 1948, começou a construir viaturas – na época tinha um acordo com a empresa norte-americana Ford para produzir carros desta marca apenas para o mercado interno.

Hyundai opera a maior fábrica integrada de automóveis do mundo[2] em Ulsan, Coreia do Sul, que tem uma capacidade de produção anual de 1,6 milhões de unidades. A empresa emprega cerca de 75.000 pessoas em todo o mundo. Os veículos da Hyundai são vendidos em 193 países através de cerca de 5.000 concessionárias e salas de exposições.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Só em 1974 foi construído o primeiro carro da marca Hyundai, elegante, desenhado e concebido em exclusivo pela marca, o pequeno modelo Pony, que foi apresentado nesse ano no Salão Automóvel de Turim, na Itália. Contudo, o Pony utilizava tecnologia dos japoneses da Mitsubishi, como o motor, a transmissão e a suspensão. O modelo foi desenhado pelos estúdios de design italianos da Giugiaro. Em 1976 a Hyundai exportou o seu primeiro carro, precisamente um Pony. Seis anos depois, o Pony II foi apresentado, já com uma linha mais moderna, e em 1984 atingiu um total de 500 mil viaturas produzidas. Nesse mesmo ano foi apresentado o modelo Stellar.

No ano seguinte a Hyundai estabeleceu-se também nos EUA, na mesma altura em que foi lançado o Excel e em que foi inaugurada uma nova fábrica na Coreia do Sul, capaz de produzir 300 mil viaturas por ano. No ano seguinte a Hyundai atingiu o total de um milhão de carros produzidos e apresentou um modelo de luxo, o Grandeur. Em 1987 lançou-se no mercado dos mini-autocarros e dos caminhões. Em 1989 montou uma fábrica destinada a construir motores V6 e no ano seguinte lançou o coupé esportivo Scoupe e o luxuoso Sonata.

Em 1991 apresentou o primeiro motor de fabricação própria, nomeado Alpha, para três anos mais tarde lançar outro propulsor, este com o nome de Beta. Ainda em 1994 lançou o modelo Accent, com motor Alpha, que viria a ser um grande sucesso de vendas. No entanto, a associação com a Mitsubishi manteve-se e esta marca fornecia motores para os modelos Elantra e Sonata, de maiores dimensões.Seu símbolo,o H estilizado,tem um significado, segundo a montadora é a união das mãos do fabricante com seu consumidor.

Em fase de grande expansão, a Hyundai apresentou em 1996 dois novos modelos, o esportivo Tiburon e o Sonata III, tendo ainda lançado o Dynasty, um carro de luxo.

A Hyundai foi patrocinadora da Copa do Mundo de 2006, da Copa do Mundo de 2010 e da Copa do Mundo de 2014.

No ano de 2007 a Hyundai lançou o i30 no salão de Frankfurt.

Existe ainda em Portugal um clube dedicado à Hyundai, Hyundai Clube Portugal. Aqui reúnem-se vários utilizadores desta marca para discussão, ajuda e encontros regionais e nacionais.

Em 2015, a Hyundai lançou o primeiro carro equipado com o sistema operacional do Google para carros, o Android Auto. O Hyundai Sonata conta com quatro funcionalidades: navegação GPS, ligações, música e diagnóstico do carro. Aplicativos como Spotify e Google Maps estarão a disposição dos motoristas.[4]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Filial da Hyundai em Belo Horizonte.

No Brasil, o Grupo Caoa é responsável pela distribuição dos veículos importados da marca em território nacional e pela montagem dos kits CKD do caminhão leve HR, do Tucson e também do SUV IX35 em Anápolis, e caminhões de sete toneladas também em Anápolis.

A montadora ergueu uma fábrica própria no Brasil em 2012 em Piracicaba, no interior de São Paulo. A unidade, cuja capacidade é de 150 mil veículos por ano, é responsável pela fabricação dos modelos HB20, HB20X e HB20S, exclusivos para o mercado brasileiro. Já há expectativa de ampliação da unidade fabril e da construção de uma unidade da subsidiária Kia.

A Hyundai, atualmente, é uma das marcas que mais investe em publicidade no país. Em 2009, foi a 5ª empresa que mais anunciou, com cerca de R$ 744,5 milhões inserções grandes revistas, jornais e emissoras de televisão brasileiras.

Hyundai HB20[editar | editar código-fonte]

Hyundai HB20 fotografado em Brasília.

A produção da nova fábrica em Piracicaba (SP) foi destinada à fabricação dos veículos batizados provisoriamente de ”Projeto HB” (Hyundai Brasil), especialmente desenvolvidos para atender às necessidades dos consumidores brasileiros. Posteriormente foi escolhido o nome definitivo de Hyundai HB20, sendo "HB" referência ao mencionado Projeto Hyundai Brasil e 20 ao compartilhamento da plataforma do Hyundai i20.

Os veículos da família HB20 utilizam a mesma plataforma do Hyundai i20 (inglês), (participante do WRC) são distribuídos em três modelos: HB20 (hatchback com 5 portas), HB20S (sedã com 4 portas) e HB20X (crossover com 5 portas), equipados com motorização 1.0L e 1.6L flex e câmbio manual ou automático. O veículo compartilha componentes com o Kia Picanto e com o Hyundai Elantra. O design segue as formas da identidade visual da marca, chamada "escultura fluída", proporcionando marcante semelhança com os modelos Hyundai i30 e Hyundai Elantra.

A produção de veículos iniciou-se em abril de 2012, com o modelo HB20. Os modelos sedan e crossover foram lançados no primeiro semestre de 2013. Todos os modelos têm, desde o início de sua produção, o índice de nacionalização mínimo exigido na legislação brasileira.

O projeto gerou cerca de 2 mil empregos diretos, a partir do primeiro ano de produção, e outros 10 mil empregos junto aos fornecedores. A geração de empregos, no entanto, tem efeito multiplicador, em função do fortalecimento do parque de fornecedores de autopeças no interior do Estado de São Paulo. Junto com a Hyundai, fornecedores automotivos também estão estabelecendo unidades produtivas na região.

Em 2019 participará da competição monomarca HB20 Motorsport.[5]

Modelos[editar | editar código-fonte]

Hyundai Pony GLS.
Hyundai Elantra.
Hyundai Tiburon.
Hyundai Veracruz.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem o portal:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Hyundai Motor Company
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.