The Jackson 5

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Jackson Five)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Jackson 5
Jackson 5 tv special 1972.JPG
O grupo em 1972.
Informação geral
Origem Gary, Indiana
País  Estados Unidos
Gênero(s) R&B, soul, pop, disco, rock
Período em atividade 1964-1984, 1989, 2001, 2012-presente
Gravadora(s) Steeltown (1967-1968)
Motown (19681975)
Epic/CBS (19761984)
Integrantes Tito Jackson
Marlon Jackson
Jackie Jackson
Jermaine Jackson
Ex-integrantes Michael Jackson
Randy Jackson
Página oficial ligação externa

The Jackson 5 (também chamados de The Jackson Five, Jackson Five, The Jackson 5ive, Jackson 5ive e The Jacksons) foi um grupo musical de R&B e Soul dos Estados Unidos, surgido em 1964. O grupo era formado pelo cantor Michael Jackson e seus irmãos Jackie, Tito, Jermaine e Marlon e Randy. Ao longo dos anos em que o grupo permaneceu junto, venderam cerca de 113 milhões de álbuns. O grupo já teve 7 formações.

História[editar | editar código-fonte]

A banda conseguiu logo um grande sucesso com as suas quatro primeiras músicas ("I Want You Back", "ABC", "Stop The Love you Save" e "I'll Be There") e alcançaram o topo das paradas norte-americanas de muitos países do mundo. O Jackson Five fazia grandes performances e encantavam o público em geral, principalmente por serem tão novos, com suas músicas de estilos variados sendo apresentadas de forma brilhante pelo grupo. Foi no grupo que Michael Jackson começou a se destacar como dançarino e cantor. As vendas do grupo em singles e álbuns, incluindo coletâneas, podem chegar a 100 milhões de discos vendidos em todo o mundo.

Joseph organizou Jackie, Tito, Jermaine e dois outros jovens vizinhos, Milford Hite (na bateria) e Reynaud Jones (nos teclados) em um número chamado The Jackson Brothers (Os Irmãos Jackson) em 1964. Em dois anos, Michael e Marlon começaram a tocar atabaque e pandeiro, respectivamente. Em 1966, Michael tornou-se o vocalista principal do grupo. Ele tinha então oito anos de idade.

O sucesso na Motown[editar | editar código-fonte]

Com Michael à frente, o grupo começou a excursionar fazendo apresentações e venceu um concurso para amadores no Harlem, em Nova York. Os Jackson assinaram seu primeiro contrato de gravação com a Steeltown, uma gravadora local, em 1967, e tiveram seu primeiro sucesso regional com a canção Big Boy em 1968. Em seguida fizeram o single "We Don't Have to Be Over 21".[1]

Os Jackson 5 foram descobertos por dois grupos musicais da época, Gladys Knight & the Pips e Bobby Taylor & the Vancouvers, que os levaram para a gravadora Motown em 1968. Berry Gordy, chefe da Motown, comprou o contrato da gravadora Steeltown e assinou com os Jackson em março de 1969. Berry Gordy levou os Jackson para a cidade de Los Angeles e os transformou em astros mundiais. Ainda em 1969 os Jackson Five foram apresentados ao grande público por Diana Ross, e foram oficialmente lançados como a próxima grande atração da Motown.

Os primeiros quatro singles do grupo, "I Want You Back" e "ABC", de 1969, e "Stop The Love You Save" e "I'll Be There" de 1970, todos tornaram-se primeiro lugar nas paradas dos Estados Unidos. Outros sucessos incluem "Mama's Pearl" e "Never Can Say Goodbye" de 1971, "Lookin' Through the Windows" de 1972, "Get It Together" de 1973 e "Dancing Machine", de 1974.

Os Jackson 5 gravaram quinze álbuns para a Motown, e Michael, Jermaine e Jackie ainda gravaram álbuns solo como parte da "franquia" Jackson Five. Muitos dos sucessos dos Jackson Five foram produzidos por produtores da Motown – Berry Gordy, Freddie Perren, Alphonzo Mizell, Deke Richards e Hal Davis.

A saída para a Epic[editar | editar código-fonte]

A banda teve um sucesso muito grande, mas a falta de interesse e liberdade para o grupo fazer suas próprias musícas por parte da Motown fez o grupo, com exceção de Jermaine, sair da gravadora e assinar um contrato com a EPIC. Depois disso o grupo passou a se chamar The Jacksons.

Em 1976 os irmãos Jackson assinaram um novo contrato com a CBS Records, onde seriam contratados da subsidiária Epic Records. O novo negócio com a CBS rendeu bons lucros e liberdade de criação, coisas que eles não tinham muito na Motown. Ao saber que os Jackson Five haviam assinado um contrato com outra gravadora, a Motown rescindiu o contrato ficando com os direitos sobre o nome e o logotipo do grupo. Além disso, Jermaine, que havia casado com Hazel, filha de Berry Gordy, optou por permanecer na Motown para seguir carreira solo.

Agora como The Jacksons e o irmão mais novo, Randy, no lugar de Jermaine, os irmãos continuaram sua carreira de sucesso, fazendo turnês internacionais e gravando seis álbuns entre 1976 e 1984. Hits desse período incluem "Enjoy Yourself" e "Show You The Way To Go", de 1976, "Blame It on the Boogie", de 1977, "Shake Your Body (Down to the Ground)", de 1978 e "Can You Feel It" e "This Place Hotel", de 1980.

O grupo The Jacksons gravaria o álbum "The Jacksons Live", em 1981, e depois fez um intervalo. Jermaine regressou para a gravação e turnê do álbum Victory de 1984. Michael e Mick Jagger participam na música "State Of Shock", que foi o maior êxito desse disco.

Fim da banda[editar | editar código-fonte]

Em 1984, fizeram uma turnê de encerramento da banda, já que Michael Jackson havia começado a seguir carreira solo, que por sinal, estava muito mais bem-sucedida que a do próprio grupo. A turnê Victory Tour, que passou por vários países e cidades, foi a última e mais famosa turnê dos The Jacksons, marcando o fim da banda. Em 1989, cinco anos após seu último álbum, o quarteto restante de Jackie, Tito, Jermaine e Randy lançou 2300 Jackson Street, que teve um desempenho ruim nas paradas. Depois de uma breve turnê promocional, a banda entrou em hiato e nunca gravou outro álbum juntos.

Anos mais tarde[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2001, quase 17 anos após sua última apresentação juntos, todos os seis irmãos Jackson se reuniram para duas apresentações no Madison Square Garden para um especial de 30 anos comemorando a carreira solo de Michael, que foi ao ar em novembro. No início de 2009, os quatro irmãos mais velhos começaram a filmar um reality show para fazer sua tentativa de reunir a banda, mais tarde estreando em dezembro de 2009 como The Jacksons: A Family Dynasty.[2] Durante o meio do projeto, Michael anunciou que seu retorno ao show em Londres estava programado para 13 de julho de 2009. Michael morreu no mesmo ano em 25 de junho, interrompendo os esforços.


The Jacksons: Unity Tour[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2010, Jermaine Jackson realizou seu próprio concerto de "tributo" para Michael em Las Vegas. Em 2011, Jackie Jackson lançou um single solo para o iTunes, enquanto Jermaine lançou seu primeiro álbum solo em 21 anos, I Wish U Love. Após o lançamento de um álbum solo, Marlon deixou o mundo da música em 1989 e investiu em imóveis. Randy não é ativo na indústria desde que ele se separou do grupo Randy & the Gypsys em 1991.

Em agosto de 2011, parecia haver uma discórdia entre os irmãos em relação a um concerto de tributo dedicado a Michael. Enquanto Jackie, Tito e Marlon estavam presentes ao lado da mãe Katherine e da irmã La Toya para um concerto de homenagem em Cardiff no Millennium Stadium para uma coletiva de imprensa sobre a turnê, alguns dias depois da entrevista coletiva, Randy e Jermaine divulgaram um comunicado denunciando a turnê de tributo como a data em que ocorreu na época do julgamento por homicídio de Conrad Murray em relação à morte de Michael. O show continuou com Jackie, Tito e Marlon se apresentando sem Jermaine. Em abril de 2012, Jackie, Tito, Jermaine e Marlon anunciaram que se reuniriam para vários concertos nos Estados Unidos para sua turnê Unity. Trinta e oito datas foram anunciadas, no entanto, onze shows nos EUA foram cancelados. A turnê começou no Casino Rama em Orillia, Ontário, Canadá, em 20 de junho de 2012.[3] Trinta e duas datas adicionais foram adicionadas e a turnê terminou em 27 de julho de 2013 em Atlantic City, Estados Unidos.

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de The Jackson 5
Ano Álbum Gravadora
1969 Diana Ross Presents the Jackson 5 Motown Records
1970 Third Album Motown Records
1970 ABC Motown Records
1970 Third Album Motown Records
1970 The Jackson 5 Christmas Album Motown Records
1971 Maybe Tomorrow Motown Records
1971 Goin' Back to Indiana Motown Records
1972 Lookin' Through the Windows Motown Records
1973 Skywriter Motown Records
1973 G.I.T.: Get It Together Motown Records
1974 Dancing Machine Motown Records
1975 Moving Violation Motown Records
1976 The Jacksons Epic Records
1977 Goin' Places Epic Records
1978 Destiny Epic Records
1980 Triumph Epic Records
1981 The Jacksons Live! Epic Records
1984 The Jacksons Victory Epic Records
1989 2300 Jackson Street Epic Records

Integrantes da banda[editar | editar código-fonte]

Ex-integrantes6[editar | editar código-fonte]

Formações[editar | editar código-fonte]

O grupo já teve 7 formações.

1964-1967 - Era The Jacksons Brothers

  • Jackie Jackson - vocais
  • Jermaine Jackson - guitarra, vocais
  • Tito Jackson - guitarra

1967-1976 - Era The Jackson 5 & Motown

  • Jackie Jackson - vocais
  • Jermaine Jackson - guitarra, vocais
  • Tito Jackson - guitarra
  • Marlon Jackson - vocais, pandeiro
  • Michael Jackson - vocais

1976-1983 - Era The Jacksons & Epic

  • Jackie Jackson - vocais
  • Randy Jackson - bongô, vocais
  • Tito Jackson - guitarra
  • Marlon Jackson - vocais, pandeiro
  • Michael Jackson - vocais

1983-1984 - Motown 25 & Victory Tour

  • Jackie Jackson - vocais
  • Randy Jackson - bongô, vocais
  • Jermaine Jackson - guitarra
  • Tito Jackson - guitarra
  • Marlon Jackson - vocais, pandeiro
  • Michael Jackson - vocais

1984-1989 - Era We Are The World & 2300 Jackson Street

  • Jackie Jackson - vocais
  • Randy Jackson - vocais
  • Jermaine Jackson - guitarra
  • Tito Jackson - guitarra

2001 - Era 30th Anniversary Celebration

  • Jackie Jackson - vocais
  • Randy Jackson - teclado, vocais
  • Jermaine Jackson - guitarra
  • Tito Jackson - guitarra
  • Marlon Jackson - vocais, pandeiro
  • Michael Jackson - vocais

2012 - Era Unity Tour

  • Jackie Jackson - vocais
  • Jermaine Jackson - vocais
  • Tito Jackson - guitarra, vocais
  • Marlon Jackson - vocais

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Taraborrelli, p. 36–37
  2. Mike Hale (11 de dezembro de 2009). "No Longer One for All, but Still All From One". The New York Times.
  3. Stevenson, Jane (21 de junho de 2012). "Casino Rama, Rama Ont. June 20, 2012"

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.