João Luís Ricardo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
João Luís Ricado.

João Luis Ricardo da Silva[1][2] (Vendas Novas, 21 de março de 1875Cascais, 1 de janeiro de 1929) foi um médico, militar e político português responsável pelo ministério da Agricultura.

Estudou medicina na Escola Médico-Cirúrgica do Porto, tendo-se doutorado em 1900. Ingressou na carreira militar como médico, tendo alcançado os postos de tenente (1916), capitão (1917) e major (1920). Exerceu medicina em Montemor-o-Novo.

Foi diretor de Previdência Social (dezembro de 1917 a 30 de março de 1919), membro do Conselho Central da Federação Nacional das Associações de Socorros Mútuos, administrador-geral do Instituto de Seguros Sociais Obrigatórios e de Previdência Geral (10 de maio de 1919 até 1926), presidente do Conselho de Seguros.

Na política, foi presidente da Comissão Municipal Republicana de Montemor-o-Novo, tendo sido eleito deputado à Assembleia Nacional Constituinte em 1911, ao Congresso (1911–1915; 1919–1921; 1921–1922; 1922–1925; 1925–1926).

Foi nomeado ministro da Agricultura do governo de Alfredo de Sá Cardoso a 3 de janeiro de 1920, tendo sido exonerado a 21 do mesmo mês (não tendo, no entanto, tomado posse), e sendo sempre substituído por José Domingues dos Santos. Entre 8 de março e 26 de junho do mesmo ano, durante o governo liderado por António Maria Baptista e, posteriormente, por José Ramos Preto, foi novamente ministro da Agricultura, tendo desta feita exercido efetivamente funções.

Referências

  1. ISCSP
  2. Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República. «SILVA, João Luís Ricardo da (1875–1929)». História & Memória. Centenário da República 1910–2010. Consultado em 12 de julho de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.