José de Ribamar Fiquene

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José de Ribamar Fiquene
Governador do Maranhão Maranhão
Período 2 de abril de 1994
até 1º de janeiro de 1995
Antecessor Edison Lobão
Sucessor Roseana Sarney
Prefeito de Imperatriz
Período 1983-1988
Antecessor Carlos Amorim
Sucessor Davi Alves Silva
Dados pessoais
Nascimento 27 de dezembro de 1930
Itapecuru-Mirim (MA)
Morte 2 de janeiro de 2011 (80 anos)
São Luís (MA)
Primeira-dama Zenira Massoli Fiquene
Partido UDN (1955–1965)
ARENA (1965–1980)
PDS (1980–1985)
PFL (1985–1997)
PMDB (1997–2011)
Profissão Empresário

José de Ribamar Fiquene (Itapecuru-Mirim, 27 de dezembro de 1930São Luís, 2 de janeiro de 2011) foi um político, escritor e empresário brasileiro. Foi governador do Maranhão entre 1994 e 1995.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ribamar Fiquene nasceu em Itapecuru-Mirim em 27 de dezembro de 1930 e era filho do libanês Wady Fiquene e de Delahê Fiquene. Se formou em Direito na Faculdade de Direito de São Luís nos anos 50 e na década de 70 mudou-se para Imperatriz, no Maranhão, já como juiz de direito. Na cidade, iniciou sua carreira política em 1982, ano em que foi eleito prefeito.

Carreira Política[editar | editar código-fonte]

Foi prefeito do município maranhense de Imperatriz, durante período de 1983 a 1988 e em 2 de abril de 1994, foi reconhecido pelo Diários Associados como Pai da Educação, quando Edison Lobão se afasta do governo do Estado do Maranhão para concorrer ao Senado (para o qual foi eleito naquele ano), então vice-governador, Ribamar Fiquene assume o governo até 1º de janeiro de 1995. Também foi senador pelo Maranhão por três vezes: alguns meses em 2000 e duas vezes em 2005. Tentou eleger sua esposa Zenira Fiquene prefeita de Imperatriz em 1992, sendo esta derrotada por Renato Moreira.

Era membro da Academia Imperatrizense de Letras, sendo de sua autoria a letra e a música do hino da cidade de Imperatriz.

Morte[editar | editar código-fonte]

No dia 2 de janeiro de 2011, morreu aos 80 anos, vítima de câncer no pulmão.

Foi casado com Jória Cordeiro Fiquene, com quem viveu 21 anos e teve 5 filhos, na década de 70, separado, casa-se com Zenira Massoli Fiquene, com quem teve três filhas, Débora, Fabíola e Priscila.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Carlos Amorim
Prefeito de Imperatriz
1983 — 1988
Sucedido por
Davi Silva
Precedido por
Edison Lobão
Governador do Maranhão
1994 — 1995
Sucedido por
Roseana Sarney