Leonardo Pereira da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Leonardo
Leonardo
Leonardo atuando pelo Sport Club do Recife
Informações pessoais
Nome completo Leonardo Pereira da Silva
Data de nasc. 13 de junho de 1974
Local de nasc. Picos, Piauí, Brasil
Nacionalidade Brasil brasileiro
Falecido em 1 de março de 2016 (41 anos)
Local da morte Recife, Pernambuco, Brasil
Altura 1,66 m
Destro
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes de juventude
1990–1992 Piauí Picos
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1990–1992
1992–1995
1995
1996
1996
1997–2001
2001–2002
2002
2003
2004
2004
2004
2005–2006
2006
2007
2007
2008
2009
2010
2011–2012
2012
Piauí Picos
Pernambuco Sport
Rio de Janeiro Vasco da Gama
São Paulo Corinthians
São Paulo Palmeiras
Pernambuco Sport
Minas Gerais Cruzeiro
Bahia Vitória
Minas Gerais América Mineiro
Portugal Belenenses
Pernambuco Sport
Pará Paysandu
Pernambuco Santa Cruz
Ceará Guarany de Sobral
Paraíba Treze
Ceará Guarany de Sobral
Piauí Picos
Pernambuco Central
Pernambuco Salgueiro
Pernambuco Sete de Setembro
Pará Cametá
Pernambuco Afogadense

24 (3)
21 (6)
26 (8)
18 (3)
89 (29)
18 (5)
12 (2)

11 (3)

30 (6)








Seleção nacional
Brasil Brasil Sub-20

Leonardo Pereira da Silva (Picos, 13 de junho de 1974 - Recife, 1 de março de 2016) foi um futebolista brasileiro que jogava como atacante.[1][2][3][4][5]

Iniciou sua carreira na SE Picos sendo campeão piauiense de 1991 (primeiro título estadual do clube), mas seria no Sport Club do Recife onde ele se destacou, atuou em 367 partidas, sendo o terceiro maior artilheiro do clube com 133 gols, artilheiro do Campeonato Pernambucano de Futebol de 1997, com 14 gols, e em 1999 com 24. Em 2000, dividiu a artilharia da competição com Taílson (13 gols cada). Ganhou o Campeonato Pernambucano de Futebol em 92, 94, 96, 97, 98, 99 e 2000, e por duas vezes sagrou-se campeão da Copa do Nordeste de Futebol, em 1994 e 2000. Em 1995, jogou pelo Vasco da Gama.

Defendeu também Corinthians, Palmeiras, Cruzeiro, Vitória, América Mineiro, Belenenses, Santa Cruz, Paysandu, Guarany de Sobral, Treze, Picos (mesma equipe onde começou a jogar profissionalmente), Central, Salgueiro, Sete de Setembro e Cametá. Encerrou a carreira em 2012, jogando pelo Afogadense.

Seu último trabalho foi como auxiliar-técnico das categorias de base do Sport.

Morte[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2016, Leonardo sentiu-se mal e foi internado no Hospital da Restauração, em Recife, e os exames descobriram uma lesão cerebral expansiva, na região do lobo parietal esquerdo. Após 1 mês internado com um quadro de neurocisticercose, o ex-atacante faleceu em 1 de março de 2016, aos 41 anos, por falência múltipla de órgãos.[6]

Referências