Mariópolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o bairro do Rio de Janeiro, veja Mariópolis (Rio de Janeiro).
Município de Mariópolis
Bandeira de Mariópolis
Brasão indisponível
Bandeira Brasão indisponível
Hino
Aniversário 25 de julho
Fundação 25 de julho de 1960 (57 anos)
Gentílico mariopolitano
Prefeito(a) Neuri Roque Rossetti Gehlen (PDT)
(2017–2020)
Localização
Localização de Mariópolis
Localização de Mariópolis no Paraná
Mariópolis está localizado em: Brasil
Mariópolis
Localização de Mariópolis no Brasil
26° 21' 18" S 52° 33' 32" O26° 21' 18" S 52° 33' 32" O
Unidade federativa  Paraná
Mesorregião Sudoeste Paranaense IBGE/2008 [1]
Microrregião Pato Branco IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Pato Branco, Vitorino, Clevelândia, Galvão, São Domingos, Jupiá
Distância até a capital 426 km
Características geográficas
Área 230,741 km² [2]
População 6 269 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 27,17 hab./km²
Altitude 850 m
Clima Subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,698 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 95 090,201 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 15 965,45 IBGE/2008[5]
Página oficial

Mariópolis é um município brasileiro do estado do Paraná.

História[editar | editar código-fonte]

O município de Mariópolis foi colonizado a partir da década de 40, quando chegaram as primeiras famílias, na sua grande maioria de origem italiana, mas também poloneses e alemães, oriundas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. No início, o principal ramo de atividade era a extração da madeira. A vegetação nativa era composta predominantemente de pinheiro araucária, erva mate, cedro, peroba e outras. Devido à abundância desta matéria prima, instalaram-se no município, aproximadamente 29 serrarias. Com o passar dos anos e a escassez desta matéria prima devido ao corte excessivo da madeira e também pelo roubo das toras, passou-se a desenvolver outras atividades como a criação de gado e a agricultura.

Nesta época teve início o cultivo de grãos como feijão, milho e soja. Ano após ano a produção de grãos foi aumentando significativamente, fazendo com que o município ganhasse destaque na produção agrícola. Estas culturas são as principais fontes de renda do município até os dias atuais. Mas desde a chegada dos imigrantes catarinenses e gaúchos sempre houve uma outra cultura que foi trazida por eles, que foi a videira, cultura que continua presente até os dias de hoje no município.

Através do cultivo da uva, seus produtores formaram a Cooperativa Vinícola São Francisco de Sales. Cooperativa esta responsável pela produção de diversas variedades de vinho. Os cooperados entregam sua produção total ou parcial de uva à vinícola que as beneficia.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Está localizado na região sudoeste do Paraná e no Sul do Brasil. Possui uma área de 230,365 km² e uma população de 6.558 habitantes distribuídos entre o perímetro rural e urbano.

O município limita-se ao norte com Pato Branco, a leste com Clevelândia, ao sul com São Domingos (SC) e Galvão (SC) e ao oeste com Vitorino e Jupiá (SC). Está a 426 km da capital do Estado, Curitiba, e a 1.600 km de Brasília a Capital Federal. O relevo apresenta topografia de planalto, estando a cerca de 850 metros acima do nível do mar.

Economia[editar | editar código-fonte]

O cultivo de parreiras também teve destaque e a partir deste, comercializavam-se o vinho e a uva in natura. O cultivo de parreiras vem crescendo gradativamente no município e já começa a ser destaque em toda região. Além disso os vitivinicultores formaram uma vinícola com ajuda do poder público municipal, onde são entregues as uvas para produção de seus derivados.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Na segunda quinzena de janeiro, mais precisamente no último final de semana, acontece todos os anos a tradicional "Festa da Uva", onde comercializa-se a uva e seus derivados, além de outros produtos tais como, melões, melancias, geleia de uva entre outros. Esta festa acontece juntamente com a Festa do Padroeiro São Francisco de Salles, onde são servidos os pratos típicos tais como ovelha enfarinhada, macarronada com galeto.

No segundo domingo de maio, acontece a festa da colheita e festa em honra às mães. Em junho, além de outras, acontece a festa de São João, com danças típicas, e também a festa em honra a São Pedro. No mês de julho há a festa do município no dia 25, e também comemora-se o dia do colono e dia do motorista com bênção dos carros e máquinas agrícolas.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 25 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Paraná é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.