Monte Alegre (Rio Grande do Norte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Monte Alegre
Bandeira de Monte Alegre
Brasão de Monte Alegre
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 25 de novembro
Fundação 25 de novembro de 1953
Gentílico montealegrense
CEP 59182-000
Prefeito(a) Severino Rodrigues (PMDB)
(2017–2020)
Localização
Localização de Monte Alegre
Localização de Monte Alegre no Rio Grande do Norte
Monte Alegre está localizado em: Brasil
Monte Alegre
Localização de Monte Alegre no Brasil
06° 04' 04" S 35° 19' 55" O06° 04' 04" S 35° 19' 55" O
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Mesorregião Agreste Potiguar IBGE/2008 [1]
Microrregião Agreste Potiguar IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Natal
Municípios limítrofes São José do Mipibu, Vera Cruz, Jundiá, Lagoa Salgada, Lagoa de Pedras e Brejinho.
Distância até a capital 39 km
Características geográficas
Área 210 916 km² [2]
População 22,462 hab. (RN: 26º) –  IBGE/2017[3]
Densidade 98 07 hab,/km²
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,609 médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 80 288,409 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 782,73 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura http://montealegre.rn.gov.br

Monte Alegre é um município no estado do Rio Grande do Norte (Brasil), pertencente à Região Metropolitana de Natal, à microrregião do Agreste Potiguar e à mesorregião do Agreste Potiguar.

A Fazenda Quirambu já existia na região em 1737, era uma propriedade de João Francisco Ribeiro, localizada na margem direita do Rio Trairi. A povoação surgiu a partir da existência de atividades agrícolas e pecuárias. Em meados do século XIX, um comerciante destacava-se na localidade e com seu estilo próprio fez história no meio do povo. O comerciante Antônio Miranda tinha um engenho rústico de cana-de-açúcar movido a bois e uma almanjarra para produzir rapadura e aguardente. Mas Antônio Miranda não tinha qualquer tipo de preocupação com os resíduos da cana, espalhava desordenadamente os bagaços restantes das moagens pelos arredores da povoação. Devido à grande quantidade de resíduos pelas redondezas, a localidade ganhou o apelido de Bagaço.

A povoação, que era caminho para Macaíba, trilha natural para o Porto de Guarapes, centro exportador de comércio em 1872, passou a se chamar Monte Alegre no final do século XIX. O povoado continuou crescendo com a construção da igreja, iniciada em 1905, novas moradias foram erguidas, a escola foi feita, grandes safras foram colhidas e existia fartura na mesa do povo. No ano de 1938, foi criado o distrito de Monte Alegre, pertencente a São José do Mipibu. Numa homenagem a sua origem, o distrito passou a se chamar Quirambu, a partir do ano de 1943. Mas por pouco tempo, até 1948 quando voltou a se chamar Monte Alegre. Cinco anos depois, em 25 de novembro de 1953, pela Lei número 929, Monte Alegre desmembrou-se de São José do Mipibu e tornou-se município.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (03 de dezembro de 2017)). «Área territorial oficial». Consultado em 3 dez. 2017  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. «ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 30 de agosto de 2011. Consultado em 31 de agosto de 2012 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 04 de setembro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.