Myasishchev M-4

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «Myasishchev M-4» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (janeiro de 2016)
M-4 / 3M "Molot"
(OTAN: Bison)
Airplane silhouette.png
Myasischev 3MD (em russo: 3МД) no Museu da Força Aérea Monino Central (Moscou)
Descrição
Tipo / Missão Bombardeiro estratégico
País de origem  União Soviética
Fabricante Myasishchev
Período de produção 1956-?
Quantidade produzida 2 protótipos mais 91 unidade(s)
Primeiro voo em 1953 (63 anos) (M-4/2M)
1956 (60 anos) (M-6/3M)
Introduzido em 1956 (M-4/2M)
1958 (M-6/3M)
Aposentado em 1994
Variantes Myasishchev VM-T
Tripulação 8
Especificações (Modelo: M-4)
Dimensões
Comprimento 47,20 m (155 ft)
Envergadura 50,5 m (166 ft)
Altura 14,10 m (46,3 ft)
Área das asas 326,35  (3 510 ft²)
Alongamento 7.8
Peso(s)
Peso vazio 79 700 kg (176 000 lb)
Peso carregado 138 500 kg (305 000 lb)
Peso máx. de decolagem 181 500 kg (400 000 lb)
Propulsão
Motor(es) 4 x turbojatos Mikulin AM-3A
Força de empuxo (por motor) 8 575 kgf (84 100 N)
Performance
Velocidade máxima 947 km/h (511 kn)
Alcance bélico 5 600 km (3 480 mi)
Alcance (MTOW) 8 100 km (5 030 mi)
Teto máximo 11 000 m (36 100 ft)
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 9 canhões 23 mm NR-23 ou 6 canhões 23 mm AM-23 nos barbetes ventrais, dorsais e da cauda. 1.100 projéteis nos barbetes ventrais e dorsais e 2.000 no barbete da cauda
Mísseis Até quatro mísseis podiam ser carregados externamente
Bombas Tipicamente 9.000 kg de bombas em compartimentos internos. Até 24.000 kg poderiam ser carregados, incluindo bombas nucleares e convencionais
Notas
Dados de: Flight: 100 Years of Aviation[nota 1]

O Myasishchev M-4 Molot (em russo: Молот (Hammer), nome dado pela Força Aérea dos Estados Unidos como "Type 37",[1] [2] e nome pela OTAN: 'Bison'.[3] ) é um bombardeiro estratégico quadri-motor projetado por Vladimir Mikhailovich Myasishchev e fabricado pela União Soviética nos anos de 1950 para suprir a necessidade de um bombardeiro capaz de atacar alvos na América do Norte. A empresa Myasishchev foi então formada para construir tal bombardeiro.

Um Myasishchev M-4 Soviético em 1982.

Projeto e Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Voando logo após o primeiro voo do Boeing B-52 Stratofortress, o M-4 inicialmente impressionou os oficiais Soviéticos. O M-4 foi apresentado ao público pela primeira vez na Praça Vermelha, em 1954. Entretanto, logo tornou-se claro que o bombardeiro não tinha alcance suficiente para atacar os Estados Unidos e ainda retornar para a União Soviética. Apenas alguns dos originais M-4 foram colocados em serviço.

Para solucionar este problema, a Myasishchev apresentou o modelo 3M, conhecido no oeste como 'Bison-B', que era consideravelmente mais potente que a versão anterior. Este novo modelo voou pela primeira vez em 1955. Entre outras coisas, dois dos cinco originais barbetes para metralhadoras foram retirados para deixar a aeronave mais leve.

Operators[editar | editar código-fonte]

 União Soviética

Notas

  1. Grant and Dailey 2007, p. 293.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Grant, R.G. and John R. Dailey. Flight: 100 Years of Aviation. Harlow, Essex, UK: DK Adult, 2007. ISBN 978-0-7566-1902-2.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.