Tupolev Tu-22

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o outro avião, veja Tupolev Tu-22M.
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «Tupolev Tu-22» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (março de 2016)
Tu-22
(OTAN: Blinder)
Airplane silhouette.png
Descrição
Tipo / Missão Bombardeiro médio
País de origem  União Soviética
Fabricante Tupolev
Período de produção 1960-1969
Quantidade produzida 311 unidade(s)
Desenvolvido em Tupolev Tu-22M
Primeiro voo em 7 de setembro de 1959 (56 anos)
Introduzido em 1962
Aposentado em 1998 (Rússia)
Variantes 14 versões, Ver seção "Variantes"
Tripulação 3 - piloto, navegador e oficial de armas (Tu-22R)
Especificações (Modelo: Tu-22R)
Dimensões
Comprimento 41,60 m (136 ft)
Envergadura 23,17 m (76,0 ft)
Altura 10,13 m (33,2 ft)
Área das asas 162  (1 740 ft²)
Alongamento 3.3
Peso(s)
Peso carregado 85 000 kg (187 000 lb)
Peso máx. de decolagem 92 000 kg (203 000 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 x turbojatos de pós combustão Dobrynin RD-7M-2
Empuxo seco: 11 022 kgf (108 000 N)
Empuxo pós combustão: 16 510 kgf (162 000 N)
Performance
Velocidade máxima 1 510 km/h (815 kn)
Velocidade máx. em Mach 1,42 Ma
Alcance (MTOW) 4 900 km (3 040 mi)
Teto máximo 13 300 m (43 600 ft)
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 1 x canhão R-23 de 23 mm (0,906 in) na torre da cauda
Mísseis 1 x Kh-22 ou
Bombas 9 000 kg (19 800 lb) de bombas
Notas
Dados de: Wilson[1]

O Tupolev Tu-22 (Designação da OTAN: Blinder) foi um avião bombardeiro, desenvolvido pela União Soviética. Produzida pela empresa Tupolev, o Tu-22 entrou em serviço na década de 1960, sendo que seus últimos exemplares foram aposentados nos anos 90. Produzido em pequena quantidade, a aeronave decepcionou, tanto no número de vendas quanto em suas capacidades. No fim de sua vida,vários Tu-22 foram usados para testes para lançamento de mísseis AS-4. Ele também foi usado como avião de reconhecimento.[2]

Entre os usuários internacionais incluíam a Líbia e o Iraque. O Tu-22 foi, na verdade, um dos poucos bombardeios soviéticos a participar de combate. Os líbios, sob a liderança de Muammar Gaddafi, o usaram numa guerra contra a Tanzânia e contra o Chade. O Iraque de Saddam Hussein usou Tu-22s na guerra contra o Irã.[3]

Variantes[editar | editar código-fonte]

Translation Latin Alphabet.svg
Esta seção está a ser traduzida de «Tupolev Tu-22#Variants» na Wikipédia em inglês (desde março de 2016). Ajude e colabore com a tradução.
  • Tu-22B (Blinder-A)
  • Tu-22R (Blinder-C)
  • Tu-22RD
  • Tu-22RK
  • Tu-22RDK
  • Tu-22RDM
  • Tu-22P (Blinder-E)
  • Tu-22PD
  • Tu-22K (Blinder-B)
  • Tu-22KD
  • Tu-22KP
  • Tu-22KPD
  • Tu-22U (Blinder-D)
  • Tu-22UD

Ver também[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento relacionado
Aeronaves de comparável missão, configuração e era

Referências

  1. Wilson, Stewart. Combat Aircraft since 1945. Fyshwick, Australia: Aerospace Publications, 2000. p. 138. ISBN 1-875671-50-1.
  2. Gordon, Yefim; Rigmant, Vladimir (1998). Tupolev Tu-22 'Blinder' Tu-22M 'Backfire' : Russia's long ranger supersonic bombers (Leicester: Midland Pub.). ISBN 1-85780-065-6. 
  3. Cooper, Tom, Farzad Bishop and Arthur Hubers. "Bombed by 'Blinders': Tupolev Tu-22s in Action – Part One". Air Enthusiast, No. 116, March/April 1995. Stamford, UK:Key Publishing. pp. 56–66. ISSN 0143 5450.
Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.